Susana Ribeiro em Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo Susana Ribeiro em Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo
Publicado em Janeiro 20, 2020

Bali: Lempuyang Temple, às portas do céu, Indonésia

Ásia/ Indonésia/ Notícias [ Bali ]

Durante a minha viagem a Bali, na Indonésia, fui visitar o Templo Lempuyang, que é provavelmente dos templos mais visitados pelas suas “Portas do Céu”. Olhando, duas colunas majestosas formam uma porta, com vista para o vulcão Agung. Tudo isso transforma este templo num local que milhares de turistas procuram, para fazer uma fotografia que é realmente incrível… mas é verdadeira?

Susana Ribeiro em Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Susana Ribeiro em Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Eram quatro da manhã quando me levantei da cama para fazer um tour por vários templos de Bali. Ou seja, era ainda de noite quando me dirigi para este que é um dos locais mais concorridos. Vivemos numa era de imagem, em que toda a gente quer ter aquela fotografia especial que os instagramers fazem. Quando lá cheguei estavam já cerca de 30 ou 40 pessoas à minha frente. O sol começava a nascer, as galinhas davam o cacarejar do acordar e esperávamos ansiosamente que o sol começasse a brilhar e a névoa saísse da frente do vulcão que espreita por detrás das “portas”.

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Por detrás das “portas” está uma grande escadaria que não é visível o que torna a imagem mais incrível, porque parece que estamos suspensos naquele local… com aquela moldura brutal. Mas, nunca nos podemos esquecer que estamos num templo e é preciso obedecer a algumas regras (veja mais abaixo, alguns dos avisos) e um deles é que toda a gente tem de usar sarong. Eu levei uma écharpe e vestido comprido, mas toda a gente tem mesmo de usar o sarong. Assim, tive de fazer uma doação na entrada (não tem bilhete associado mas tem doação) e alugar o sarong que tive de devolver na saída (paguei 10 mi + 10 mil = doação e sarong). Portanto, não interessa que vestido vão levar, porque para baixo da cintura é o sarong que se vai ver nas imagens, mas o que funciona bem é usar a echarpe, principalmente se for bem colorida, como amarelo por exemplo.

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Entrada em Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

E, claro, sendo um local turístico é de esperar que esteja muita gente… diz quem já foi mais tarde, a meio da manhã, que são centenas numa fila que demora mais de uma hora… mas, convenhamos, se nós queremos ir é natural que outras pessoas queiram… e isso faz com que o local seja turístico. Se não querem filas… vão a outros templos, igualmente ou ainda mais bonitos que este 😉
Ainda, recordando que este espaço é um templo, os balineses gostam de manter um bom ambiente… por isso, sugerem-nos: mantenha pensamentos e linguagem positivos. E acrescentam a frase: “Loka Samastah Sukhuno Bhavatu” – traduzindo: “Que todos seres em todo o lado possam ser felizes e livres”.

E porque é esta imagem irreal? Quando coloquei a minha imagem no Instagram, fiz questão de explicar todo o procedimento, uma vez que a imagem que mais circula na internet não é propriamente a realidade… e já houve pessoas que lá chegaram e estavam à espera de ver um lago, onde a imagem se refletia… mas não…. Sabem como é feito?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma publicação partilhada por Viaje Comigo – Susana Ribeiro (@viajecomigo_susanaribeiro) a

 


Escrevi eu no dia em que visitei o Templo Lempuyang:
“Em cada viagem há um sonho. Chamam-lhes as Portas do Céu mas são assim as entradas nos templos Hindus 🤩
Sabia que era um local turístico, sabia que havia filas para tirar fotografia, mas o sonho existia…
Levantei-me de madrugada para estar lá ao nascer do sol. Já estavam umas 30 pessoas à minha frente. À medida que o nevoeiro se ia dissipando e mostrando o vulcão (que tem estado ativo por estes dias), o entusiasmo de todos ia aumentando.
Como estava sozinha, já estava a imaginar onde ia colocar a máquina, programar os segundos e os disparos… e foi quando reparei no homem que pega no telefone de todos e tira fotos… e com a ajuda de um espelho cria esta imagem surreal. E irreal.
Decidi pagar-lhe para me fazer o mesmo mas pedi “por favor, tira com o espelho, mas também sem espelho, porque quero mostrar a realidade”. Disse que sim e disparou muitas vezes. As fotos ficaram mesmo como eu queria😉
Também crio bastante resistência em editar fotos, mas faço-o, por vezes. Deslizem para verem com espelho, sem espelho, com vulcão e sem e a última é a minha preferida… a da família que estava à minha frente.👪
É escusado pensar muito no que vão levar vestido… já que temos de colocar um sarong, que nos é emprestado (por um certo valor de doação) à entrada.
Quanto ao templo em si, porque está demasiado turístico, vê-se que perdeu um pouco do seu encanto. Preferi o dos morcegos, o Goa Lawah, onde pude assistir e participar de uma cerimónia. Das duas formas… os dois complementaram-se e encheram-me o coração. Estou grata, Bali, já me conquistaste!❤🙏❤
Para quem perguntou, estou alojada no @clubmedbali e faço tours a partir de lá pela ilha. Nos outros dias… piscina, praia e comer!!🤣🤣 Boas viagens!

Também contei essa história ao jornal Público que explorou um tema sobre as fotografias editadas, ou locais que se transformaram em cenários só para as fotografias do Instagram.

Lempuyang Temple ou Pura Lempuyang Luhur é um dos mais antigos templos de Bali. Fica a 1,175m acima do nível do mar, no topo do Monte Lempuyang, em Bali Este. Para chegar às “Portas do Céu” tem de caminhar durante uns 10 a 15 minutos, por algumas escadas e também uma rua bastante íngreme.

Os locais acreditam que os peregrinos que trazem um “coração pesado” (com pensamentos negativos) terão dificuldades em chegar ao topo… e, por isso, não se devem queixar durante o caminho. Manter sempre o pensamento em coisas boas, abrindo o espírito ao que de bom a vida poderá trazer. Pode encontrar macacos pelo caminho, mas não lhes deve dar comida. Aliás, nem deverá levar em sacos, porque os macacos poderão roubar. Quando entra no templo é benzido com água por um dos monges.

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Truque do espelho em Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

INFORMAÇÕES

Morada: Jl. Pura Telaga Mas Lempuyang, Karangasem 80852, Bali, Indonésia

Avisos:
– não beijar
– não fazer posições de yoga
– não sentar nas estátuas
– não tirar o sarong
– bebés com menos de 105 dias não podem entrar nos templos

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Fila ao nascer do sol. Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple - Bali - Indonésia © Viaje Comigo

Lempuyang Temple – Bali – Indonésia © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo