Snorkeling em Silfra, Islândia © Viaje Comigo
Publicado em Abril 19, 2022

Snorkeling em Silfra, entre a América do Norte e a Eurásia, Islândia

Europa/ Islândia

Na Islândia, além das caminhadas e visitas a exposições, uma das atividades mais incríveis no Parque Nacional Þingvellir (Thingvellir) é fazer snorkel entre dois continentes. A atividade de snorkeling na fissura de Silfra tem a duração de três horas, mas dentro de água são apenas 30 a 45 minutos – no final pode ficar mais tempo a nadar, se desejar, ou sair. Então porque é que são 3 horas? Porque precisámos de nos prepararmos para o antes e depois: vestimos (e despimos) dois fatos, por cima da nossa roupa térmica, uma vez que a água está à temperatura de 2 graus. Sim, leram bem, 2 graus, seja inverno ou verão. Também nesse espaço de tempo são explicadas as regras de segurança da atividade e a explicação geológica.

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Antes de chegar ao ponto de encontro, com a empresa com quem reservou a atividade, leve já algumas dicas imprescindíveis:
– Leve roupa térmica por baixo, porque está sempre frio;
– Dica: mesmo que não tenha vontade, vá ao WC antes de vestir o fato. Entrar na água fria dá aquele choque que dá logo vontade de urinar;
– À partida os fatos de snorkel/mergulho impedem a água de entrar, mas leve uma muda de roupa, só para o caso de entrar água no seu fato;
– É dentro de uma carrinha que tiramos a roupa e ficamos com a roupa térmica – guardam lá os nosso pertences e calçado.

– Está à procura de alojamentos para a sua viagem? Pesquise aqui

Buscar hotel

Destino
Data de entrada
Data de saida
Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

– Vestimos ainda dentro da carrinha o primeiro fato;
– No exterior, com a ajuda dos profissionais, vestimos o segundo fato que tem botas incluídas (é uma peça única);
– São colocadas tiras que apertam nos punhos e pescoço de forma a que não entre mesmo água;
– Depois são calçadas as luvas;
Se está a pensar em levar câmara para fotografar (a Gro Pro, por exemplo), desista da ideia! Quase todas as empresas tiram fotografias e são boas como estas que estão neste texto. Como as luvas são grossas e não têm o lugar dos dedos todos, é difícil carregar no botão da máquina. Os instrutores estão habituados e tiram boas fotos!
– É nos entregue as barbatanas e os óculos, com o tubo para respirar;
– Os fatos permitem-nos flutuar, por isso quando estiver cansado, basta virar de barriga para fora de água e deixar-se levar pela corrente. É fácil!

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Nesta atividade é exigido que se saiba nadar – e saiba comunicar em inglês, porque os instrutores falam essa língua e dão indicações muito necessárias – mas vamos nadar apenas uns cinco metros, para fazer frente a uma corrente (muito pequena) que nos surge no percurso.

Na maior parte do percurso pode colocar as mãos atrás das costas, fora de água, uma vez que as luvas permitem a água de entrar e os dedos começam a ficar mais frios. Mas nada de muito frio! Pelo menos eu estava à espera de ficar com muito frio (água a 2 graus!) e não fiquei!

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Antes de seguirmos para a água – ainda temos de caminhar uns 200 metros – é-nos explicado o trajeto que fazemos dentro de água e alguns truques caso sintamos a água a entrara na máscara, por exemplo. “A agua está a uma temperatura de 2 graus. A única parte do vosso corpo que está exposta é a parte da cara que não está coberta pelo fato. Primeiro sentem frio ao colocar a cara na água, mas depois deixam de sentir a cara”, ri-se o instrutor. Na verdade, não é assim tão mau. É um frio muito suportável na cara e, no fim, basta colocar creme para hidratar a pele e lábios.

Depois de caminharmos uns 200 metros entramos numa plataforma e mal colocamos a cara dentro de água a clareza da água deixa-nos logo deslumbrados!

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Estamos de facto a nadar entre a fissura geológica de Silfra, que separa dois continentes: a América do Norte da Eurásia. E só isso já seria incrível, mas quando colocamos a cabeça na água para ver… tudo se vê, inclusive a fissura que se estende abaixo de nós… e a visibilidade pode atingir até 80 metros de profundidade.

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Passamos por Silfra Hall, a parte mais larga da fenda, e onde se encontra a Catedral de Silfra (o local mais profundo), e terminamos na Real Blue Lagoon, a parte menos profunda, onde muitos participantes ficam no final a nadar e a relaxar.

No final temos de caminhar de novo até ao local onde deixamos a nossa roupa. Só lá, nos ajudam a tirar os fatos.

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

A atividade exige que:

  • Deve pesar entre 45 e 120 quilos.
  • E medir no mínimo 150 centímetros e no máximo 200 centímetros de altura.
  • Para realizar esta atividade você deve preencher e assinar um formulário de isenção de responsabilidade.
  • E os maiores de 60 anos devem preencher um documento médico.

No final, já depois de tirar os fatos e de termos vestido a nossa roupa, dão-nos um chocolate e chocolate quente. Aquecem o corpo e a alma. A forma perfeita de terminar esta incrível experiência.

Precisas de SEGURO DE VIAGEM? Ao ires por este link tens, como leitor do Viaje Comigo, 5% de desconto! Viaja em segurança!

Iati seguros

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Snorkeling em Silfra, na Islândia © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo