Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo
Publicado em Julho 1, 2020

Porque devem ir às Lagunas Escondidas de Baltinache, Deserto do Atacama, Chile

Américas/ Chile [ Atacama ]

No Deserto do Atacama, no Chile, as Lagunas Escondidas de Baltinache são um dos locais mais visitados. E é fácil de perceber porquê… é um incrível cenário o que envolve estas lagoas e, pela concentração elevada de sal, ao tomar banho nelas, vamos boiar. O Atacama é pródigo em locais especiais e este é certamente um deles, até porque: estamos na zona mais árida do planeta! Como assim? Um deserto com água e lagoas? É mesmo incrível!

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Este foi o meu primeiro tour no Atacama, no dia seguinte a ter chegado ao Chile. Infelizmente tive um pouco de azar com o tempo – estava muito vento e o céu encoberto – mas mesmo assim gostei muito de visitar estas lagoas, apesar de não ter entrado completamente na água, só molhei as pernas.
Confesso-vos que não consegui ir a banhos, mas depois arrependi-me e vinguei-me em todos os outros tours a que fui – fui a banhos na Laguna Cejar e no Geyser del Tatio, onde estava mais frio fora, mas mais calor dentro de água.
O meu passeio foi feito através da Fui Gostei Trips.

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

A carrinha, que nos traz de San Pedro de Atacama, leva-nos mesmo junto da primeira lagoa, mas o guia avisa logo que o melhor é ir primeiro à mais afastada e depois terminar com esta. Fazemos o caminho de terra, a pé, por entre o sal, e vamos encontrando já algumas lagoas (são sete e só duas estão abertas a banhos), mas que estão interditas a banhos, porque têm muito mais sal no centro. Respeite as regras: não se pode sair do caminho desenhado, por pedras nas margens, para os visitantes. Mais à frente o caminho é num passadiço de madeira que nos leva até à primeira lagoa e onde já se veem pessoas a flutuarem na água.

Mal me preparei para entrar, pus os pés na água e estava tão fria… não consegui. Meti as pernas na água, mas sentada na beirinha da lagoa. Só estar ali naquele lugar idílico da natureza é ma-ra-vi-lho-so! Por isso, mesmo que não vão a banho visitem!

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Depois, no final, temos de voltar a pé para a primeira lagoa, onde a carrinha nos deixou. É preciso ter em consideração que a concentração de sal é tão grande que ele fica mesmo colado no corpo, por isso, se vai caminhar muito saiba que as coxas, a roçarem uma na outra, podem tornar a experiência algo desagradável. Pode levar uns calções para fazer essa caminhada.

Só para terem uma ideia, aqui a concentração do sal é oito vezes maior do que a do mar. Molhar a cara está fora de questão, avisam-nos os guias muitas vezes! E quem tem o cabelo comprido também não convém molhar. Quem vos avisa, amigo é!

Quando cheguei à primeira lagoa ainda me molhei mais um pouco e – como o tempo passa a correr – fiquei uns 15 minutos e tive de voltar a pé para trás, para junto de todas as carrinhas que esperavam todos os visitantes daquele dia. Antes de entrar na carrinha – onde podem deixar as coisas que levaram guardadas – tem uns chuveiro onde pode passar água pelo corpo para tirar o sal – não esperem chuveiros xpto, são pequenos e poucos, é mesmo para uma coisa rápida – vestir e ir embora.

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Apesar de o tempo ter estado sempre encoberto, quando fui às Lagunas Escondidas de Baltinache, as nuvens sempre tornam o céu mais dramático. Não consegui apanhar aquelas imagens das lagunas super azuis, mas penso que trouxe fotografias que mostram como vale a pena ir visitar – nem que não vão a banhos, vale a pena só visitar.

No regresso, paramos num espaço ao ar livre, onde está uma construção artística, para bebermos Pisco e petiscarmos algo, enquanto o guia nos dá informações sobre a região do Atacama.

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Pisco – Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lanche no Tour das Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

No regresso a San Pedro de Atacama, paramos ainda em três locais especiais: num miradouro para ver a Cordilheira do Sal; numa outra área com uma abertura gigante entre rochas – tão grande que um rapaz inclinou a cabeça e lá foram os óculos… nunca mais vistos; e num dos montes onde está uma cruz que marca uma visita do Papa João Paulo II ao Atacama.

Cruz que marca a visita de João Paulo II no Atacama - Chile © Viaje Comigo

Cruz que marca a visita de João Paulo II no Atacama – Chile © Viaje Comigo

Dicas para este tour:
– O passeio começa e acaba no centro de San Pedro de Atacama. A altitude deste tour é de 2400 metros, a maior parte do tempo (algumas subidas e descidas no caminho, mas pouco), como na cidade, o que o torna um bom “primeiro tour” para fazer e se ambientar a esta altitude.
– Leve pelo menos 1L de água para se hidratar. Mesmo não estando sol, o Atacama tem um clima seco e, por isso, é preciso estar sempre a hidratar-se.
– Leve chapéu, protetor solar, óculos de sol…
– Biquini e toalha, para depois tirar o sal do corpo.
– Pode levar chinelos, mas se tiver sapatos fechados, daqueles que podem ir à água, é ainda melhor. Isto porque caminhar no sal e nas pedras pode magoar e se abrir alguma ferida, por muito pequena que seja, vai arder muitoooo (por causa do sal).
– Levei a mochila carregada com troca de roupa, mas não precisei de grande coisa: levei uns calções e chinelos para andar lá, entre lagoas, e o biquini já levei vestido. Depois tirei nos banhos e mudei para a roupa mais quente, uma vez que estava a ficar frio para o final da tarde.
– Recomendo que vá já com o fato de banho vestido para, assim, não perder lá tanto tempo.
– Esteja preparado com uma peça de roupa quente para o final do dia. Arrefece sempre bastante, mesmo quando está calor de dia.

Placa Cordilheira do Sal - Atacama - Chile © Viaje Comigo

Placa Cordilheira do Sal – Atacama – Chile © Viaje Comigo

Cordilheira do Sal - Atacama - Chile © Viaje Comigo

Cordilheira do Sal – Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Susana Ribeiro no miradouro da Cordilheira do Sal - Atacama - Chile © Viaje Comigo

Susana Ribeiro no miradouro da Cordilheira do Sal – Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Estrada para San Pedro Atacama - Chile © Viaje Comigo

Estrada para San Pedro Atacama – Chile © Viaje Comigo

No Tour das Lagunas Escondidas de Baltinache - Deserto do Atacama - Chile © Viaje Comigo

No Tour das Lagunas Escondidas de Baltinache – Deserto do Atacama – Chile © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo