Susana Ribeiro em Monsanto - Aldeias Historicas de Portugal © Viaje Comigo Susana Ribeiro em Monsanto - Aldeias Historicas de Portugal © Viaje Comigo
Publicado em Novembro 11, 2019

Ciclo 12 em Rede na Aldeia Histórica de Monsanto, Portugal

Centro/ Portugal

O Ciclo 12 em Rede – Aldeias em Festa, das Aldeias Históricas de Portugal, passou de 8 a 10 de novembro 2019, em Monsanto, apelidada de A Aldeia Mais Portuguesa de Portugal. Durante três dias decorreu, ao som das adufeiras e visitas guiadas, juntou-se o programa do I-Danha Food Lab, com conferências e workshops, que pretenderam abordar soluções de desenvolvimento sustentável e produção biológica. Veja o vídeo:

Com o tema “Histórias da Aldeia entre a Noite e a Madrugada”, além de workshops musicais, concertos e a tradição das adufeiras, o Ciclo 12 em Rede – Aldeias em Festa, trouxe para Monsanto os sabores da região numa “Casa dos Sabores e das Artes” que se instalou no Posto de Turismo, com produtos e artesanato da região. No mesmo local, que também é o Centro de Interpretação de Monsanto, esteve patente uma exposição de Fernando Namora, que morou nesta Aldeia Histórica, de forma a comemorar o centenário do seu nascimento.

Susana Ribeiro em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Susana Ribeiro em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Workshop de percussão em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Workshop de percussão em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Durante o evento a GeoCakes (produtora em modo biológico) apresentou um pouco o seu trabalho na renovação e apresentação diferenciadora de receitas tradicionais – como a bica de azeite, empadas, ou mesmo doces da região como os Borrachões, ou os Esses de Idanha.

GeoCakes em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

GeoCakes em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

GeoCakes em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

GeoCakes em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Recentemente foi feito um levantamento da “Gastronomia Identitária das Aldeias Históricas de Portugal”, onde se conseguiu recolher as receitas que a população indicou como as mais identitárias da Aldeia Histórica de Almeida. As informações que constam aqui abaixo são desse mesmo estudo (com alguns exemplos de receitas tradicionais).

A GASTRONOMIA DE MONSANTO

“Quer na Beira Alta quer na Beira Baixa, a cozinha representou durante muito tempo a parte mais importante da casa. Era neste espaço que os elementos da família se juntavam à noite e onde conviviam. A cozinha era o centro da casa. Normalmente estava ligada ao quintal onde se encontrava o porco de criação, as galinhas, a arrecadação com a lenha, batatas, feijão, vinho, azeite e azeitonas, cebolas, mel, alhos e a salgadeira. Era também na cozinha que se fiava o linho e se contavam histórias, à noite, à lareira.

Era neste espaço, por cima da lareira, que se encontrava o fumeiro e por cima deste, quase junto ao telhado, a “caniceira” ou “caniço” onde se secavam as castanhas. Suspensa sobre o lume havia uma caldeira de ferro para aquecer água ou cozer comida para os animais. Para que o fogo não se apagasse durante a noite abafavam-se algumas brasas com cinza e deixavam-se assim para o dia seguinte. Este método foi usado apenas até ao século XIX.”

GeoCakes em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

GeoCakes em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

PRATOS EM DESTAQUE
• Migas de peixe;
• Sopa de matança;
• Ensopado de borrego, veado ou javali;
• Perdiz de escabeche;
• Burlhões
• Arroz de lebre;
• Borrachões;
• Bolos de leite;
• Biscoitos.

PRODUTOS GASTRONÓMICOS DIFERENCIADORES
Em todo o concelho, os cereais, principalmente o trigo, mas também o centeio, tiveram desde sempre uma importância fundamental, pelo que pode ser um dos produtos em destaque e com potencial futuro.
ou
Burlhões
e
Pratos de Carne de Caça

GeoCakes em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

GeoCakes em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

RECEITAS DE MONSANTO

Abóbora Frita
Ingredientes:
1 Kg de abóbora; sal q.b.; azeite q.b. para fritar.
Modo de preparação:
Corte fatias finas de abóbora sem casca, com cerca de 10 cm, e tempere-as com uma pitada de sal. Passe pelo polme e frite em azeite. Retire e deixe escorrer.

Argolas Mimosas
Ingredientes:
4 ovos; 15 colheres de sopa de azeite; 15 colheres de sopa de leite; 15 colheres de sopa de açúcar; 7 colheres de sopa de aguardente; +/- 1 Kg de farinha; açúcar e canela q.b.
Modo de preparação:
Coloque os ovos, o azeite, o leite, o açúcar e a aguardente numa tigela e misture tudo. Vá adicionando, a pouco e pouco, a farinha, até a massa se soltar das mãos e das paredes da tigela. Amasse mais um pouco e forme argolas, que deverá fritar em óleo bem quente. Retire, escorra e passe as argolas pela mistura de açúcar e canela.

Argolas
Ingredientes:
3 ovos, 175 g de açúcar, 1 dl de leite mal medido, 0,5 dl de aguardente, 1 colher de chá de fermento em pó, farinha, óleo
Modo de preparação:
Bate-se tudo junto. Mistura-se a farinha peneirada com o fermento até tender. Formam-se umas argolas, que se fritam em óleo e se colocam em papel absorvente. Passam-se por açúcar e canela.

Arroz de debulho com fressura
Ingredientes:
Para a fressura
1 fressura (fígado e pulmões de ovelha e cabra); 1 cebola; 4 a 5 dentes de alho; azeite q.b.; 1 folha de louro; 2 copos de vinho tinto; 1 ramo de hortelã; 1 copo de sangue de porco cozido. Para o Arroz de Debulho
1 debulho (estômago de ovelha ou cabra); 1 cebola; azeite q.b.; 4 a 5 dentes de alho; 1 folha de louro; 1 colher de chá de colorau; 1 copo de vinho branco; 500 g a 1 Kg de arroz; 1 ramo de hortelã.
Modo de preparação:
Comece por preparar a fressura. Aloure a cebola e os alhos picados com o azeite, junte a folha de louro, os pulmões cortados aos bocadinhos o vinho tinto e deixe cozer. Assim que estiver cozido, adicione o fígado, também cortado em pedaços muito pequenos, deixe ferver mais cinco minutos e introduza o sangue, previamente cozido e partido em pequenos pedaços, e o ramo de hortelã. Envolva muito bem e reserve.
Entretanto, limpe muito bem o debulho e corte-o aos bocadinhos. Aloure a cebola picada num tacho com o azeite e junte-lhe os alhos picados, o louro, o debulho em pedaços, o colorau, o vinho branco e o sal a gosto. Quando estiver cozido, adicione água (cerca de três vezes o volume do arroz), deixe levantar fervura e junte o arroz. Deixe cozer cerca de 15 minutos e introduza o ramo de hortelã. Sirva o arroz de debulho acompanhado com a fressura.
Depois de morto o porco, aproveita-se o sangue para uma bacia vidrada, sendo que passado alguns minutos este coagula. Leva-se uma panela ao lume com água, sal, alho e azeite, junta-se o sangue e deixa-se cozer cerca de 15 minutos.

Arroz de galo
Ingredientes:
1 galo do campo; 3 dentes de alho; 1 colher de sopa de colorau; sal q.b.; 1 piripiri; 1 L de vinho tinto; 2 folhas de louro; 2 cebolas; 2 tomates maduros; 2 dl de azeite; 1 ramo de hortelã; 200 g de arroz carolino; água q.b., 50 g de sangue de galo.
Modo de preparação:
Corte o galo em pedaços, adicione-lhe um dente de alho picado, sal, o vinho tinto, as folhas de louro, o colorau e o piripiri. Deixe a marinar de um dia para o outro ou, no mínimo, três a quatro horas.
No dia da preparação, pique a cebola e refegue-a no azeite com dois dentes de alho finamente picados. Deixe alourar, junte o tomate pelado e picado e
refogue. Adicione o galo, mexa para envolver tudo e cozinhe durante cinco a dez minutos.
Em seguida, junte o vinho tinto da marinada e deixe cozer em lume brando. Quando estiver quase cozido, junte a hortelã e adicione água em quantidade igual ou superior a três vezes o volume do arroz (pode colocar o arroz já pesado numa chávena para medir água equivalente a três vezes o arroz).
Deixe levantar fervura e adicione o arroz. Cinco minutos depois junte o sangue, mexa e deixe cozinhar em lume brando por mais 10 minutos. Retire do lume e sirva imediatamente.

Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Produtos de Sabugueiro apresentados em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Arroz-doce
Ingredientes:
Arroz, sal, açúcar, leite, canela, casca de limão
Modo de preparação:
Leva-se o arroz a cozer em água e sal e uma casca de limão. Quando a água estiver quase sumida vai-se juntando o leite aos poucos para cozer melhor. Batem-se duas gemas de ovo e deitam-se num pouco de arroz mexendo sempre. Junta-se ao restante preparado para cozer. Quando fizer creme retira-se do lume e polvilha-se com canela.

As papas de carolo com leite de cabra, mirtilos e favo de mel com flores
Ingredientes:
-Para as papas:
1,5 dl de água; Sal q.b; 1⁄2 casca de limão; 1⁄2 pau de canela; 100g de sêmola de milho; 6 dl de leite de cabra; 4 colheres de sopa de açúcar; 2 colheres de sopa de açúcar mascavado (para caramelizar).
– Para a decoração
20g de mirtilos; 100g de favos de mel; Flores comestíveis q.b.
Modo de preparação:
Leve o açúcar mascavado ao lume até atingir o ponto de caramelo, o que acontece quando fica com uma cor dourada. Retire do lume, deixe arrefecer por uns instantes e forre com ele um tabuleiro. Entretanto, prepare as papas. Coloque num tacho a água temperada com sal, a casca de limão e a canela. quando ferver, misture a sêmola de milho, mexendo sempre. Assim que engrossar, adicione o leite e o açúcar sem parar de mexer. Coloque as papas no tabuleiro untado com o caramelo e deixe arrefecer. Sirva cortadas em quadrados e acompanhadas com os mirtilos, os favos de mel e as flores.

Azeitonas retalhadas
Ingredientes:
Azeitonas ligeiramente maduras e intactas (sem amassadelas ou golpes) q.b.; água q.b.; sal q.b. (alho, orégãos ou outras ervas aromáticas).
Modo de preparação:
Faça golpes à volta das azeitonas, com uma faca afiada. Depois de retalhadas, coloque-as num recipiente com bastante água e algum sal, onde deverão permanecer pelo menos durante duas semanas, de forma a perderem o travo amargo que possuem. Substitua a água diariamente, de preferência de manhã e á noite, e vá reforçando também o sal. Pode ainda adicionar ervas aromáticas, laranja e limão ou outros condimentos a gosto.
Passado esse tempo, retire as azeitonas que quiser consumir, passe-as por água limpa, escorra e adicione sal a gosto ou tempere com alho, orégãos ou outras ervas aromáticas. As restantes devem ser conservadas dentro de água.

Beringela Frita
Ingredientes:
Para o polme: 0,5 dl de água, 2 ovos, 100 g de farinha, sal
Para o molho de tomate: 0,5 dl de azeite, 1 cebola, 1 dente de alho, 1 kg de tomate, sal Modo de preparação:
Cortam-se as beringelas no sentido longitudinal (deixando-as unidas pelo pé). Levam-se ao lume em água temperada com o sal e dá-se-lhes uma fervura. Escorrem-se. Faz-se o polme: desfaz-se a farinha na água, juntam-se os ovos batidos com um garfo e temperam-se com sal. Passam-se as fatias de beringela pelo polme e fritam-se em óleo. Escorrem-se e colocam-se sobre o papel absorvente. Pelam-se as batatas, cortam-se às rodelas e fritam-se em óleo sem deixar endurecer. Faz-se o molho de tomate: num tacho põe-se ao lume o azeite com a cebola e o dente de alho picado; quando a cebola estiver loura, mistura-se o tomate limpo das peles e sementes; coze até desfazer. Num recipiente fundo, põem-se camadas de batatas fritas, molho de tomate, beringelas e novamente molho de tomate. Serve-se bem quente.

Bica de azeite em tiborna de frades e presunto com alecrim
Ingredientes
4 fatias de bica de azeite; 2 colheres de sopa de azeite virgem; 3 dentes de alho; 240g de frades (Macrolepiotas procera); 30g de rúcula; 25g de queijo picante de Castelo Branco; 100g de presunto; 50g de cebola-roxa; 120g de tomate chucha; 1 pé de alecrim; 30g de azeitonas cordovil descaroçadas; Flor de sal q.b; Pimenta preta de moinho q.b.
Grelhe ou torre ligeiramente as fatias de bica. Em seguida, barre-as com um pouco de azeite, esfregue com os alhos e reserve. Limpe bem os frades, grelhe-os com um pouco de azeite e uma pitada de sal e disponha-os em cima das fatias de bica ainda mornas. Em seguida, distribua a rúcula e o queijo, grosseiramente ralado. Junte cada fatia o presunto, um pouco de alecrim, a azeitonas previamente cortadas em rodelas, a cebola e o tomate cortados em cubos muito pequenos. Regue com um pouco de azeite e salpique com flor de sal e pimenta preta acabada de moer.

Exposição sobre Fernando Namora - Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Exposição sobre Fernando Namora – Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Bica dos Afilhados
Ingredientes:
600 g de farinha de trigo; 1,3 dl de azeite; 7,5 g de sal; 12,5 g de fermento de padeiro; 2 dl de água.
Modo de preparação:
Numa tigela junte o sal, a farinha, o azeite, a água e o fermento de padeiro muito bem dissolvido com uma colher de água. Misture tudo para ligar. Tire da tigela, coloque a massa numa bancada polvilhada com farinha e amasse, energicamente, durante cerca de meia hora. Corte três tiras de massa e estenda-a com a ajuda de um rolo. Dobre cada uma delas sobre si no sentido do comprimento e molde-as com o formato de uma ferradura.
Deixe levedar em lugar seco e quente durante cerca de duas horas e leve ao forno a 180oC cerca de uma hora ou até começarem a ficar douradas.

Biscoitos Azeiteiros
(ingredientes, quantidades e modo de preparação
Bata doze ovos com meio quilo de açúcar e, depois de aquecer um pouco dois decilitros e meio de azeite, junte-os lentamente aos ovos. Adicione a farinha suficiente para tender a massa. Com as mãos molhadas em azeite forme uns biscoitos e pinte-os com a gema de ovo. Leve ao forno a cozer em latas untadas com manteiga.

Biscoitos Caseiros
1 tigela de ovos; 1 tigela de açúcar, 1 tigela de azeite quente; 1 colher de sopa de fermento em pó e farinha na quantidade necessária para se poder tender.
Modo de preparação:
Juntam-se bem todos os ingredientes até obter-se uma massa macia. Unta-se uma forma ou tabuleiro com azeite e coloca-se a massa em forma de pequenos esses, pincelando-os com ovo batido. Os biscoitos vão ao forno até ficarem dourados, quando retirados do forno são polvilhados com açúcar.

Bolo de Centeio
Ingredientes:
15 g de canela; 250 g de açúcar; 4 ovos; 250 g de farinha; 2,5 dl de leite; azeite q.b. para barrar a forma.
Modo de preparação:
Numa tigela, junte a canela e açúcar. Adicione os ovos e a farinha, envolva e bata tudo muito bem. No final, misture o leite e mexa de novo. Barre uma forma redonda, e com buraco, com azeite e leve a cozer em forno pré-aquecido a 180oC cerca de uma hora. Antes de retirar, espete um palito. Se sair seco e sem massa agarrada, está cozido.

I-Danha Food Lab em Monsanto - Aldeias Historicas de Portugal © Viaje Comigo

I-Danha Food Lab em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Bolo podre beirão
Ingredientes
250 g de farinha; 500 g de açúcar amarelo; 4 ovos; 1⁄2 colher de sopa de banha; 5 dl de leite; 1 colher de chá de bicarbonato; 1 colher de sopa de canela; sal q.b.; azeite q.b.
Modo de preparação:
Bata os ovos com o açúcar e a canela até obter uma mistura homogénea. Junte a banha derretida aos poucos, uma pitada de sal e o bicarbonato e continue a bater.
Em seguida, adicione a farinha peneirada em chuva (pode usar um passador) e o leite e bata mais um pouco. Unte uma forma de buraco com azeite, polvilhe com farinha e deite nela a massa. Leve ao forno pré-aquecido a 180o C cerca de 40 minutos. Antes de retirar o bolo, espete-lhe um palito para ver se está cozido.

Bolos Doces da Páscoa
Modo de preparação:
(que se levam na merenda da Romaria da Senhora da Granja)
“Para cinco quilos de farinha, punha duas dúzias de ovos (…), crescente, aguardente e erva doce ou anis que põe um aroma especial. A meio da fornada, tirava-os para fora, para os barrar com ovo e polvilhar de açúcar. O segredo é ver bem quando a massa está finta e não a deixar “empapoar” e gastar no forno giestas em vez de lenha, senão ferravam, quer dizer, queimava-se o solo dos bolos.”

Cabrito assado no forno
Ingredientes:
2 Kg de cabrito; 2 tomates maduros; 1 pimento verde médio; 2,5 dl de azeite; 2 dl de vinho branco; sal q.b.; 4 dentes de alho; 2 cebolas médias; salsa q.b.; pimenta q.b.; 1,5 Kg de batata para assar.
Modo de preparação:
Coloque o cabrito cortado em pedaços numa caçarola de barro e tempere com o sal, o tomate pelado e cortado em pedaços, o pimento cortado em tiras, o azeite, a cebola cortada em meias- luas, a pimenta e um pouco de vinho branco (reserve o restante para regar a carne). Leve ao forno, pré-aquecido a 170o, e quando começar a alourar, adicione as batatas (com pele ou sem pele, conforme a preferência). Regue a carne, de vez em quando, com o resto do vinho branco para que o cabrito não seque em demasia. Deixe assar durante 40 a 50 minutos.
Os apreciadores podem juntar um pouco de picante ao assado.

Workshop de percussão em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Workshop de percussão em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Cagoitas da Idanha
Ingredientes:
Quatro ovos; um decilitro e meio azeite; duzentos gramas de açúcar, meio cálice de aguardente; farinha.
Modo de preparação:
Misture tudo, bata bem e adicione farinha até se poderem formar uns “esses” que vão ao forno a cozer em tabuleiros polvilhados com a farinha.

Canja de ovelha
Ingredientes:
1 cabeça de ovelha; 1 colher de sopa de azeite; sal q.b.; sal q.b.; 1 ramo de hortelã; massa de cotovelos.
Modo de preparação:
Corte a cabeça da ovelha ao meio e coza-a numa panela com água, azeite e sal até a carne estar macia. Nessa altura, retire-a da panela e deixe arrefecer. Quando estiver fria, desfie toda a carne muito finamente e reserve.
Coe a água da cozedura da ovelha por um passador, adicione-lhe a carne desfiada e leve novamente ao lume. Assim que ferver, junte a massa e o ramo de hortelã e deixe cozer em lume brando até a massa estar macia.

Coelho com poejos
Ingredientes:
1 coelho bravo com cerca de 1 kg, 1 cabeça de alhos, 1 ramo de poejos, vinho branco, 1 dl de azeite, 1 cebola grande, 1 ramo de salsa, 1 folha de louro, 150 g de toucinho entremeado, sal e pimenta
Modo de preparação:
Corta-se o coelho aos bocados e tempera-se com os dentes de alho pisados com sal e pimenta. Cobre-se com vinho branco seco e misturam-se os poejos picados. Deixa-se marinar de um dia para o outro. No dia seguinte leva-se ao lume, num tacho, o azeite com a cebola picada, a salsa, o louro e o toucinho cortado às tiras fininhas; logo que a cebola fique mole junta-se o coelho, que frita aos poucos. Por fim adiciona-se a marinada. Tapa-se o tacho e deixa-se cozer em lume brando. Serve-se com arroz branco.

Criadilhas com ovos
Ingredientes:
Criadilhas, cebola, pimento (na receita tem escrito cimento), loureiro, ovos Modo de preparação:
Descascam-se as creadinhas/criadinhas, lavam-se e migam-se miudinhas. Faz-se refogado de cebola, pimenta/pimento e loureiro. Depois misturam-se as criadinhas/ criadinhas e deixam-se cozer. Em seguida misturam-se os ovos.

Ciclo 12 em Rede - Aldeias em Festa em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Ciclo 12 em Rede – Aldeias em Festa em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Ensopado de borrego
Ingredientes:
1 kg de borrego limpo, 3 cebolas, 3 dentes de alho, 1 folha de louro, 1 ramo de salsa, 1 colher de chá de colorau, 100 g de banha, 1 dl de vinho branco, 0,5 l de água, fatias de pão frito, sal, piri- piri
Modo de preparação:
Corta-se o borrego aos bocados e tempera-se com vinho, a folha de louro, os dentes de alho pisados com o sal e o colorau. Fica temperado de um dia para o outro. Faz-se um refogado com as cebolas picadas e a banha. Quando estiver a cebola cozida, sem estar loura, mistura-se o borrego, que frita até mudar de cor. Nessa altura deita-se o resto da marinada, tapa-se o tacho e vão-se deitando golinhos de água suficientes para cozer em lume mais brando, com o tacho sempre tapado. Serve-se em prato coberto, sobre fatias de pão frito e acompanha-se com batata cozida.

Esparregado de favas ou ervas
Ingredientes (P/ 4 pessoas)
1 kg de vagens de favas (favas incompletas ainda sem grão); 3 ou 4 folhas de couve de cortar (galega local); 1 dl de azeite; 4 colheres de sopa de farinha (aprox.) de trigo ou de milho; 3 dentes de alho; sal; 1 colher de sopa de vinagre.
Modo de preparação:
Cortam-se as vagens e as folhas de couve como se fosse para caldo verde (só no sentido horizontal) e cozem-se em água temperada com sal.
Escorre-se bem.
Picam-se os dentes de alho e fritam-se com o azeite numa frigideira. Juntam-se as verduras bem escorridas, dá-se-lhes uma volta e vai-se juntando a farinha, a pouco e pouco, mexendo sempre. A quantidade de farinha (de trigo ou de milho) é a necessária para se obter um preparado bem espesso a soltar-se do tacho. Junta-se o vinagre e rectifica-se o sal.
Por este processo prepara-se o esparregado de feijão-verde (vagens) ou de labaças (espinafre que cresce junto aos rios).
Nota: constitui um bom acompanhamento para diversos pratos de carne, entre os quais se pode incluir o Bucho.

Espera-marido
Ingredientes:
12 ovos, 300 g de açúcar, 3 dl de água, canela
Modo de preparação:
Leva-se ao lume o açúcar com a água até ter ponto de pérola. Batem-se as claras em castelo firme e deitam-se às colheradas no açúcar para cozerem. Tiram-se as claras com uma espumadeira e colocam-se em taça. No açúcar da calda fazem-se ovos moles (com 12 gemas), aos quais se junta uma colher de chá de manteiga. Deita-se este preparado sobre as claras e polvilha-se com canela.

Farófias
Ingredientes:
Ovos, leite, açúcar, canela
Modo de preparação:
Separam-se as gemas das claras. Batem-se as claras em castelo firme. Põe-se o leite ao lume e adoça-se a gosto. Quando começar a ferver cozem-se nele as claras, deitadas às colheradas, retirando-se em seguida para um prato fundo. Com o leite que fica, faz-se um creme, adicionando as gemas batidas deitadas em fio e mexendo sempre até engrossarem (sem ferverem). Finalmente deita-se o creme sobre as claras cozidas e polvilham-se com canela.

Favas Estufadas
Ingredientes:
2,5 dl de azeite; 200 g de toucinho da salgadeira (alto); 200 g de entremeada; 500 g de entrecosto; 1 morcela de sangue; 1 chouriço; 2 kg de favas; sal q.b.; cominhos q.b.; 1 molho de hortelã; rama de alho q.b.
Modo de preparação:
Corte o toucinho e a entremeada em pedaços, as costelas de entrecosto uma a uma, o chouriço e a morcela em rodelas grossas e frite todas as carnes no azeite. Salpique com sal. Quando estiverem fritas, adicione as favas e regue com água em quantidade suficiente para cobrir as favas. Adicione os cominhos, a rama de alho atada num molhinho e a hortelã e rectifique os temperos. Deixe cozer até as favas estarem macias, mas firmes de modo a não se desfazerem. Se verificar que o caldo está a secar, adicione mais um pouco de água.

Venda de produtos regionais em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Venda de produtos regionais em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Filhós em Flor
Ingredientes:
Para a massa:
6 ovos, 2 dl de azeite; 1 cálice de aguardente; 1 cubo de fermento de padeiro; sal q.b.; sumo de duas laranjas; +/- 2kg de farinha.
Para a calda:
1 L de água; 500 g de açúcar; casca de duas laranjas.
Modo de preparação:
Comece por fazer a calda. Junte a água, o açúcar e a casca das laranjas num tacho e leve ao lume até obter um ponto de fio, o que demora aproximadamente uma hora. Quando estiver pronto reserve.
Junte os ovos, o azeite, o fermento de padeiro, dissolvido com um pouco de água morna, uma pitada de sal e o sumo de laranja. Misture tudo e vá adicionando a farinha, a pouco e pouco, até verificar que a massa se descola das mãos e paredes da tigela. Deixe levedar durante duas a três horas tapada com um pano e em ambiente seco e quente.
Passado esse tempo, passe a massa para uma bancada de trabalho polvilhada com farinha e estenda-a, com a ajuda de um rolo. Corte tiras compridas, com cerca de 3 cm de largura, e leve a fritar em óleo bem quente. Ao colocar a massa na frigideira, enrole-a com a ajuda de um garfo para dar às filhoses a forma de uma espiral (flor). Deixe fritar até ficarem douradas. Antes de servir, regue-as com a calda já fria.

Folar e Bolos de Páscoa
Ingredientes:
1 colher de sopa de sal mal cheia; 750 g de farinha de trigo; 5 ovos + 1 para pincelar; 1 dl de aguardente; 250 gr de açúcar + 50 g para polvilhar; 2 dl de azeite + 1 dl para pincelar; 10 g de fermento de padeiro.
Modo de preparação:
Numa tigela junte o sal, a farinha, os cinco ovos inteiros, a aguardente, as 250 g de açúcar e os 2 dl de azeite (reserve o restante) e misture para ligar todos os ingredientes. Tire a massa da tigela para uma bancada polvilhada com farinha e amasse tudo com as mãos cerca de uma hora. Passado esse tempo, dissolva o fermento com um pouco de água, mexendo até que esteja completamente desfeito. Faça uma cova na massa e adicione o fermento. Amasse de novo para misturar o fermento. Com a ajuda de um rolo, espalme a massa e forme com ela três tiras com cerca de 35 cm. Pincele as tiras de massa com o restante azeite e dobre cada uma delas sobre si própria no sentido do comprimento. Em seguida, molde a massa com o formato de ferradura. Deixe levedar durante cerca de duas horas.
Em seguida, pincele com o ovo, previamente batido, e polvilhe com o açúcar. Leve ao forno a 180oC e deixe cozer cerca de uma hora ou até estar dourado.
Para fazer bolos de Páscoa redondos, utilize a mesma receita base, não necessitando do azeite para pincelar. Nesse caso, depois de amassada a massa, forme três bolas e deixe levedar. Pincele com o ovo batido com açúcar antes de levar ao forno.

Gaspacho
Ingredientes:
3 dentes de alho, 0,5 dl de azeite, 0,5 dl de vinagre, 1,5 l de água, 1 colher de sobremesa de colorau, 1 lata de atum, 3 ovos cozidos com casca, 3 tomates médios, poejos secos, 225 g de pão duro caseiro, sal
Modo de preparação:
Pisam-se os alhos num almofariz e deitam-se numa tigela. Mistura-se o vinagre e o colorau, adiciona-se a água bem fresca, o pão partido com a mão, as gemas de ovos desfeitas, o tomate cortado aos bocados, as claras cortadas miudinhas, o atum desfeito (sem o azeite) e os poejos. Envolve-se tudo rectificando os temperos e serve-se fresco.

Miga d’alho
Ingredientes:
2 L de água; azeite q.b.; 1 cabeça de alho; 1 folha de louro; sal q.b.; 6 ovos.
Modo de preparação:
Coloque num tacho a água, o azeite, metade dos dentes de alho inteiros, o louro e o sal e leve ao lume, deixando ferver até os alhos estarem cozidos.
Adicione os ovos, um a um, e deixe-os escalfar. Retire do lume e reserve.
Corte o pão em fatias muito finas e disponha-as numa tigela funda ou terrina. Por cima, e com a ajuda de uma escumadeira, coloque os ovos escalfados. Regue com o caldo, de forma a tapar o pão.
Aqueça um pouco de azeite numa frigideira e adicione-lhe os alhos restantes cortados em rodelas. Quando estiverem louros, verta todo o conteúdo da frigideira por cima dos ovos e do pão amolecido. Se necessário, adicione mais caldo. Sirva imediatamente.

Workshop de percussão em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Workshop de percussão em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Miga de Peixe
Ingredientes:
1,5 Kg de peixe (achigã ou outro peixe do rio); água q.b.; sal q.b.; 3 a 4 dentes de alho; 2 a 3 cebolas; 2 a 3 tomates maduros; 2,5 dl de azeite; 1 colher de sobremesa de pimentão ou pimento seco moído; 1 folha de louro; pão q.b.; 1 molho de poejos; 4 ovos; farinha de milho q.b.; azeite para fritar q.b.
Modo de preparação:
Corte as cabeças do peixe e leve-as a cozer em água temperada com sal. Salpique o resto do peixe com sal e reserve-o. Depois de cozidas as cabeças, retire-as do tacho, coe o caldo da cozedura por um passador para outro recipiente e reserve.
Pique os alhos e as cebolas finamente, corte o tomate, previamente pelado, em cubos muito pequenos e refogue tudo num tacho com o azeite. Junte o pimentão ou pimento seco e a folha do louro, mexa para envolver, e deixe cozinhar até o refogado estar bem apurado. Em seguida, adicione o resto do caldo da cozedura do peixe, mexa e junte o pão esfarelado com as mãos. Envolva bem e adicione, então, os ovos, mexendo sempre. Junte o molho de poejos e retire imediatamente do lume.
Envolva o peixe em farinha de milho e frite-o em azeite. Sirva a acompanhar a miga.

Miga Sorda
Ingredientes:
5 dentes de alho, 1 dl de azeite, 1 litro de água, 4 ovos, 1 ramo de salsa, 300 g de pão duro caseiro, 1 farinheira cozida, sal
Modo de preparação:
Põe-se a água num tacho com os dentes de alho picados, o ramo se salsa e o azeite. Ferve um bocado, para apurar. Quando está a ferver junta-se o pão cortado às fatias finas, que ferve até desfazer. Tempera-se com sal, juntam-se os ovos batidos e mexe-se bem até secar. Serve-se com farinheira cozida.

Junto da Capela de São Pedro de Vir à Corça - Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Junto da Capela de São Pedro de Vir à Corça – Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Migas de batata com pastéis de pão
Para os pastéis de pão
Ingredientes:
4 a 5 fatias de miolo de pão; 2 ovos; água q.b.; sal q.b.; azeite para fritar q.b. Para as migas
Ingredientes:
3 colheres de sopa de azeite; 1/3 de cebola; 3 dentes de alho grandes; 2 folhas de louro; 8 batatas médias; sal q.b.; 1 molho de hortelã pequeno; 1 molho de segurelha grande; água q.b.; massa q.b. (cotovelos, cotovelinhos).
Modo de preparação:
Comece por fazer os pastéis. Esfarele o pão muito bem com as mãos, junte-lhe os ovos, um pouco de água e o sal. Mexa tudo muito bem e frite colheradas desta massa em azeite bem quente. Escorra e reserve.
Numa panela coloque o azeite, a cebola, os dentes de alho finamente picados e a folha de louro e deixe aquecer até a cebola murchar ligeiramente. Em seguida, adicione as batatas cortadas em rodelas e água suficiente para cobrir as batatas.
Tempere com sal, junte os molhos de hortelã e a segurelha e deixe cozinhar até a batata começar a ficar macia. Nessa altura, adicione a massa, rectifique os temperos e deixe cozer. Sirva com os pastéis de pão.

No Entrudo um caldo do fumeiro vai com tudo
Ingredientes:
1,5l de caldo de cozido de carnes; 75g de trompetas pretas (Craterellus cornucopioides); 60g de escorcioneira; 70g de cenoura; 40g de alho-francês; 1 pé de segurelha; 1 colher de chá de pimentão fumado; 1 folha de louro; 2 colheres de sopa de azeite; 100g de cherovias; Sal q.b; Pimenta preta de moinho q.b.
Modo de preparação:
Ponha o caldo de carne ao lume e adicione-lhes as trompetas pretas limpas e desfiadas, a cenoura e o alho-francês em cubos. Corte uma parte da escorcioneira em cubos e junte-os ao caldo, e a restante em tiras finas, que deve reservar. Adicione ao caldo a segurelha, o louro e o pimentão e salpique com sal. Deixe cozinhar até os legumes estarem tenros e rectifique os temperos. Entretanto, coza as cherovias em água e sal. Depois de cozidas, escorra-as e triture de modo a obter um puré.
Frite as tiras de escorcioneira no azeite, escorra-as e reserve. Coloque o caldo com os legumes em cubos no prato de servir, adicione uma quenelle de puré de cherovia, moldada com a ajuda de duas colheres, e um crocante de escoricioneira, espetado na quenelle. Sirva bem quente.

Ovos Verdes
Ingredientes:
6 ovos + 1 para fritar; vinagre q.b.; 1 molho pequeno de salsa; 1 colher de sobremesa de azeite; sal q.b.; pimenta q.b.; farinha q.b.; pão ralado q.b.
Modo de preparação:
Coza os seis ovos. Deixe arrefecer, descasque e corte-os ao meio no sentido do comprimento. Com cuidado, retire as gemas cozidas para um prato e esmague-as com um garfo.
Junte-lhes sal, um pouco de pimenta, o azeite, o vinagre a gosto e a salsa muito bem picada. Misture tudo e rectifique os temperos. Em seguida, e com a ajuda de uma colher, encha as metades de clara cozidas com este preparado. Passe-as por farinha, depois pelo ovo, previamente batido, e por fim por pão ralado. Frite os ovos verdes em azeite bem quente até ficarem dourados. Retire e deixe escorrer.

Papas de Carolo
(P/ 4 pessoas)
Ingredientes:
3 Chávenas de carolo (milho amarelo ou branco partido); 1 litro de leite; 1 chávena de açúcar (aprox.); sal; canela.
Modo de preparação:
Para lavar o carolo, este é colocado num alguidar com bastante água fria e agita-se de modo a trazer ao de cima o farelo. Retira-se o farelo e muda-se a água tantas vezes quantas as necessárias para que o carolo fique bem lavado. Quando o carolo estiver limpo de farelo, muda- se a pouco e pouco para outro alguidar com água, para o libertar das areias que ficam no fundo, operação que se repete as vezes que forem necessárias.
Tem-se ao lume uma panela com água temperada com sal. A água deve ser pelo menos três vezes o volume do carolo (para cada chávena de carolo, quatro chávenas de água). Quando a água levantar fervura, introduz-se o carolo e deixa-se cozer, tendo o cuidado de o mexer de vez em quando no princípio e constantemente assim que o preparado se torne mais testo (espesso). Quando o milho estiver a meia cozedura, começa a juntar-se o leite a pouco e pouco, mexendo sempre. Por fim adiciona-se o açúcar, deixa-se cozer um pouco mais e serve-se em travessas ou pratos individuais enfeitados com canela.

A respeito das papas de carolo, Maria de Lurdes Modesto refere que a textura, o adoçar, a presentação e decoração variam muito, em função do gosto. Mesmo a preparação tem variações locais, podendo o carolo ser cozido apenas em água – o caso mais comum na nossa região – ou até acrescentar-se-lhe um pouco de azeite e sal. Outrora, em Idanha-a-Nova, era um dos pratos oferecidos pela família da noiva à comunidade, no decurso dos casamentos, costume a que Leonor Osório de Castro também faz alusão nesta obra.

Papas de milho
Ingredientes:
300 g de farinha de milho ou carolo fino, 2 l de água, 0,5 dl de azeite, 0,5 dl de mel, 2 colheres de sopa de água, sal
Modo de preparação:
Leva-se ao lume a água com o azeite e o sal. Quando começa a ferver deita-se a farinha em chuva e ferve durante 10 minutos, mexendo constantemente. Deitam-se então as papas uma travessa e cobrem-se com a mistura do mel e água (bem diluído). Servem-se quentes.

Pudim de leite à antiga
Ingredientes:
350 g de açúcar, 18 gemas, 0,5 l de leite, 190 g de açúcar para queimar Modo de preparação:
Põe-se o açúcar numa tigela e juntam-se as gemas passadas por um passador de rede. Envolve- se levemente e adiciona-se o leite. Vai ao forno a cozer, em banho-maria, em forma barrada com o açúcar queimado. Só se desenforma depois de frio.

Sardinhas no Tabuleiro
Modo de preparação:
1 Kg de sardinhas, salgue-as e coloque-as num tabuleiro de forno. Lamine os alhos finamente e espalhe as rodelas por cima das sardinhas. Regue com azeite em abundância. Leve ao forno até estarem assadas.

Seventre
Ingredientes:
1 cebola grande; 3 dentes de alho; 800 g de entremeada; 1 folha de louro; 2 dl de azeite; 1 copo de vinho tinto; 3 pedaços de casca de laranja; 400 g de fígado de porco; 2,5 dl de sangue de porco; 2 colheres de chá de cominhos; sal q.b.
Modo de preparação:
Pique a cebola e os dentes de alho e leve a refogar com o azeite e a folha de louro até a cebola estar murcha. Adicione o toucinho cortado em cubos e a casca de laranja e deixe cozer em lume brando. Quando o toucinho começar a ficar macio, adicione o vinho e deixe terminar a cozedura. Se verificar que o molho começa a secar, junte um pouco de água e deixe ferver novamente. Adicione então o fígado cortado em pedaços finos e deixe cozer durante dois minutos. Junte o sangue e tempere com sal a gosto e os cominhos. Deixe ferver por instantes e retire do lume. Acompanhe com batata cozida.

Susana Ribeiro em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Susana Ribeiro em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Sopa de favas em vagem
Ingredientes:
500 g de batata, 1 dl de azeite, 1 cebola, 1 molho de coentros, água, 450 g de favas em vagem, sal
Modo de preparação:
Cozem-se as batatas sem casca com a cebola e a cenoura em água temperada com sal. Logo que estejam cozidas, trituram-se para ficar um puré fino. Leva-se ao lume novamente e quando levantar fervura juntam-se as favas cortadas às tiras finas, o azeite e os coentros picados. Serve- se logo que esteja cozida.

Sopa de Labaças
Ingredientes:
500 g de feijão-frade; folhas de labaças q.b.; 1 molho pequeno de poejos frescos; 1 mão-cheia de arroz; sal q.b.; azeite q.b.
Modo de preparação:
Numa panela, coza o feijão-frade em água temperada com sal. Quando estiver meio cozido, adicione as folhas de labaça cortadas, os poejos grosseiramente picados, o arroz e o azeite e deixe cozinhar até cozer o arroz. Rectifique os temperos, se necessário.

Sopa de Lebre
Ingredientes:
1 lebre com cerca de 1,5 kg, 5 dentes de alho, 4 dl de vinho tinto, 1 cebola grande, 130 g de banha, 1 dl de azeite, 1 folha de louro, 1 colher de sopa de concentrado de tomate (desfeito em 0,5 dl de água), 1 colher de sopa de mostarda em grão, 2 cravos-da-índia, 4 grãos de pimenta, noz-moscada, 2 dl de cerveja, 1 cálice de vinho do Porto, 125 g de papos-secos duros, 1,7 l de água, sal
Modo de preparação:
Corta-se a lebre aos bocados, tempera-se com os dentes de alho pisados com sal e cobre-se com o vinho tinto. No dia seguinte, põem-se ao lume a cebola e os dentes de alho picados com as gorduras e a folha de louro. Deixa-se alourar, junta-se a lebre, que refoga um bocadinho, adiciona-se o concentrado de tomate e todos os temperos. Deixa-se cozer em lume brando e vai- se acrescentado cerveja e, se for preciso, um pouco de vinho. Por fim, deita-se o vinho do Porto. Depois de cozida, desfia-se a lebre e aumenta-se o caldo com a água necessária. Deita-se a lebre desfeita no caldo e mistura-se o pão em fatias, que se desfaz com uma colher de pau. Esta sopa serve-se bem quente.

Sopa do Lavrador
Ingredientes:
1⁄2 l de feijão manteiga, cebola, sal, água fria, 1⁄2 kg de repolho, 2 cenouras, 100 g de massa cotovelo grossa
Modo de preparação:
Numa panela de ferro coze-se o feijão com a cebola. Durante a fervura junta-se um copo de água fria para que o feijão coza uniformemente. Coze-se o repolho na água do feijão, tal como as duas cenouras e a massa. Por fim junta-se o feijão e tempera-se de azeite e sal.

Bonecas Marafonas - Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Bonecas Marafonas – Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Sopas de Feijão
Ingredientes:
0,5 l de feijão vermelho, 2 cebolas médias, 1 folha de louro, 1 dl de azeite, 1 molho de poejos, 1 colher de chá de colorau, água, 250 g de pão duro caseiro, sal
Modo de preparação:
Depois de demolhado, coze-se o feijão em água temperada com sal. À parte leva-se ao lume, num tacho, o azeite, com as cebolas cortadas às rodelas e a folha de louro. Deixa-se dourar levemente e adiciona-se a água da cozedura com metade dos feijões (a outra metade desfaz-se com a trituradora), os poejos e o colorau. Ferve um bocado, para apurar. Deita-se bem quente, numa terrina, sobre o pão cortado às fatias finas.

Tiborna
Ingredientes:
1 kg de bacalhau, 1 kg de batatas, fatias de pão, azeite, sal
Modo de preparação:
Depois de bem demolhado, assa-se o bacalhau nas brasas. Cozem-se as batatas com casca. Serve-se o bacalhau com as batatas descascadas regado com azeite. Acompanha-se com o pão, que se torra na brasa espetado num garfo e se molha no azeite novo.
Nota: é na altura da laboração dos lagares que se faz este prato.

Torta de São Romão
Ingredientes:
1 chouriço; 100g de toucinho entremeado; azeite q.b.; 6 ovos (ou 1 ovo por pessoa); 1 ramo de salsa q.b.; sal q.b.
Modo de preparação:
Corte o chouriço em rodelas finas e o toucinho em cubos pequenos. Aqueça um pouco de azeite numa frigideira e adicione o chouriço e o toucinho cortados e deixe cozinhar três a quatro minutos. Bata muito bem os ovos, junte-lhes a salsa picada e uma pitada de sal a gosto e adicione-os às carnes na frigideira. Pode cozinhar com a forma de omoleta ou de tortilha, sendo que nesse caso deve enrolar a torta, sobrepondo as duas partes. Deixe cozinhar até os ovos estarem sólidos.

Capela de São Pedro de Vir à Corça - Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Capela de São Pedro de Vir à Corça – Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

A festa só acaba em dezembro!

O ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa 2019” só termina em dezembro! Depois de Monsanto, a festa segue para Almeida, nos dias 29 e 30 de novembro; e, para finalizar, Belmonte, de 27 a 30 de dezembro.

Sobre a Rede das Aldeias Históricas de Portugal

Perdidas entre montes e vales da verdejante paisagem do interior de Portugal, repletas de lendas e castelos, sabores e tradições, há 12 singelas aldeias onde apetece perdermo-nos, para nunca mais nos encontrarmos. Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso: as Aldeias Históricas de Portugal, um destino que são 12, são paraísos escondidos que nos levam numa viagem ao tempo de reis e rainhas, épicas e infinitas batalhas que escreveram a História como a conhecemos hoje.

Viajar até às Aldeias Históricas de Portugal é, assim, descobrir a História de um país de temerários conquistadores, através das pedras das suas calçadas e das suas frondosas muralhas e castelos, orgulhosa e imponentemente erguidos. É, ainda, a garantia de momentos inesquecíveis de lazer, aventura e descoberta, temperados com os inigualáveis aromas e sabores da região, que compõem a sua típica gastronomia.

No território das Aldeias Históricas de Portugal há um sem fim de trilhos para caminhadas e percursos de bicicleta e BTT – como a Grande Rota 22 (GR), a maior rota de Walking & Cycling em Portugal, com cerca de 600 km. As Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro destino em rede – à escala mundial –, e o primeiro destino nacional a receber a certificação BIOSPHERE DESTINATION.

©Aldeias Históricas Portugal

©Aldeias Históricas Portugal

Susana Ribeiro em Monsanto - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Susana Ribeiro em Monsanto – Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo