Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo1 Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo1
Publicado em Outubro 18, 2017

Batu Caves, Malásia

Ásia/ Malásia [ Kuala Lumpur/ Uma fotografia por dia... ]

As Batu Caves são, sem sombra de dúvida, uma das maiores atrações turísticas da Malásia. Os templos hindus, no interior, já são centenários. Ficam a cerca de 11 Km do centro do Kuala Lumpur e é bastante simples de lá chegar através de transportes públicos.

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Na verdade, são três as grutas que compõem as Batu Caves, sendo que a maior tem 100 metros de altura. A que está por detrás da enorme estátua dourada do deus Murugan, que tem mais de 42 metros de altura, acolhe vários templos religiosos, sendo um santuário Hindu muito visitado – um dos maiores fora da Índia.

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Após subir aquela escadaria enorme (são 272 degraus mas que, com o calor e a humidade juntos, parecem o dobro) e ter vista sobre Kuala Lumpur, que se afigura no horizonte, vai entrar num local mais fresco, como uma caverna. As Batu Caves têm vários espaços com templos e dedicados a vários deuses e, mais à frente, uma outra escadaria vai dar a um outro templo, onde também habitam macacos e um bando de pombas. No interior desta gruta estão em construção novos santuários.

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Para quem for de calções visitar as Batu Caves, sendo que este é um local religioso, existem lenços para alugar e para colocar à volta da cintura, para que não mostre as pernas. Durante o Festival de Thaipusam que atrai milhares de devotos, peregrinos e visitantes as grutas enchem – usualmente acontece no final de janeiro – e, por isso, não será a melhor altura para visitar e fotografar, já que há muita gente e muita confusão.

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Depois de visitar estas grutas, que são de entrada gratuita, tem do lado direito (de quem desce) a Dark Cave. Esta gruta escura tem entrada paga mas é uma verdadeira preciosidade para quem gosta de explorar a botânica e as espécies antigas do local que está a visitar.

Na Dark Cave vivem mais de 200 mil morcegos e elas ficaram conhecidas quando um botânico inglês veio estudar estas grutas. As pedras do interior têm vestígios de corais e outros seres dos mares, que estiveram debaixo do mar há muito tempo… segundo os estudiosos há mais de 450 milhões de anos!

Dark Cave  - Malásia © Viaje Comigo

Dark Cave – Malásia © Viaje Comigo

Dark Cave  - Malásia © Viaje Comigo

Dark Cave – Malásia © Viaje Comigo

Apesar de estar escuro dentro da Dark Cave, a nossa visita – sempre com um guia a explicar tudo – tem a ajuda de lâmpadas que levámos nos capacetes. Com a luz conseguimos ver o “trabalho” que a água que fez as galerias, dentro da Dark Cave.

Caminhámos pelo interior, apenas com a luz dos capacetes e vamos descobrindo que só desde os anos 80 a entrada é paga na Dark Cave. Porquê? Porque as pessoas que visitavam acabavam por vandalizar o local (nomeadamente as paredes) e foi por isso que fecharam o local, implementaram o sistema de visitas com guia e um bilhete de entrada (35 ringgits por pessoa).

Dark Cave  - Malásia © Viaje Comigo

Dark Cave – Malásia © Viaje Comigo

Tenha cuidado dom os macacos que vai encontrar nas Batu Caves. Não que eles sejam agressivos mas tendem a roubar coisas das mãos dos turistas e principalmente se virem um saco plástico, porque acham que vai lá ter comida. E, sim, roubam tudo o que é comida. Não lhes dê de comer, senão terá dezenas atrás de si.

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

COMO CHEGAR ÀS BATU CAVES?

Para chegar às Batu Cave é muito fácil. No centro de Kuala Lumpur, vá à estação KL Sentral e procure o balcão de informações. Aí pergunte qual o valor (as viagens são baratas) e onde apanhar o metro para Batu Caves. Se ficar atento, vai ver as indicações para Batu Caves nas placas ou televisores, a indicar a plataforma. Como diz aqui na fotografia: Plataforma 4.

Metro para Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Metro para Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Metro para Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Metro para Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Basta descer umas escadas para o metro e nem tem de verificar quantas paragens são porque as Batu Caves são a última estação – a viagem dura cerca de 20 minutos. Confirme também no balcão de informações os horários de regresso, já que, em alguns dias, poderá ficar uns 40 minutos à espera e, assim, poderá ficar mais à vontade na visita e só regressar à estação (onde quase não há bancos para se sentar) quando estiver próximo da sua hora.

Junto das Batu Caves não tem nada mais para ver, mas tem alguns locais onde pode petiscar algo e barraquinhas a vender côco fresco. Tem também alguns pontos com venda de souvenirs.

Jardim nas Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Jardim nas Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Côcos nas Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Côcos nas Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

INFORMAÇÕES

Batu Caves
Morada: Sri Subramaniam Temple, Kuala Lumpur, Malásia
Horário: todos os dias, 06h00 – 21h00

O Viaje Comigo viajou para a Malásia com a agência de viagens The Wanderlust.

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Desafio 2017 – #291 Uma fotografia por dia…
Em 2017 tenho este desafio… colocar uma fotografia por dia, aqui no Viaje Comigo, relatando a história que está por detrás da mesma. Veja aqui outras imagens e outras histórias da rubrica “Uma fotografia por dia…”. Boas viagens!

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Entre o metro e a entrada das Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves - Malásia © Viaje Comigo

Batu Caves – Malásia © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo