Susana em Almeida - Aldeias Históricas de Portugal © Viaje Comigo
Publicado em Maio 8, 2018

20 razões para explorar a Aldeia Histórica de Almeida, Portugal

Notícias/ Portugal [ Aldeias Históricas de Portugal/ Almeida/ Guarda ]

A vila de Almeida é uma das 12 Aldeias Históricas de Portugal e tem uma carga histórica muito grande devido ao seu posicionamento estratégico geográfico. Ou seja, foi campo de muitas batalhas e, hoje em dia, são feitas recriações espetaculares à volta dos episódios mais marcantes. Apesar das datas desses eventos serem as mais concorridas, Almeida tem sempre muitos outros pretextos para ser visitada. Escolhi 20 razões mas há muitas mais… como vai perceber facilmente quando lá for!

O ponto de partida para uma visita deverá ser feito no Posto de Turismo, que fica dentro das Portas de S. Francisco. Quando mais não seja, leva alguma informação, pode marcar uma visita guiada – levar um iPad para se guiar autonomamente – e ver como eram as portas de defesa no interior. Tudo o que é antigo em Almeida advém da arquitetura militar. As portas gigantes – e muitas vezes duplas – que serviam de segurança no caso de ataque, eram também “casa” de soldados, por isso, no interior vai encontrar grandes lareiras para se aquecerem no tempo frio. E, no exterior, olhe com atenção e vai ver uma latrina, feita de pedra, para os soldados de vigia. Tudo pensado!

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Fosso da fortaleza de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Planta de Almeida - Museu Histórico-Militar - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Planta de Almeida – Museu Histórico-Militar – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida é uma fortaleza única em Portugal e no mundo. Não falo somente da sua arquitetura ,que tem uma praça-forte de planta hexagonal, porque existem outras. Não falo dos seis baluartes porque existem outras também, mas sim pela sua história única e memórias de muitas batalhas e disputas, sobretudo porque está tão próxima da fronteira, passando muitas vezes por mãos espanholas.

Desenho do castelo no Museu Histórico-Militar - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Desenho do castelo no Museu Histórico-Militar – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Baluarte da N. Sra das Brotas, Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Baluarte da N. Sra das Brotas, Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Ports duplas de Santo António - CEAMA - Centro de Estudos de Arquitectura Militar de Almeida © Viaje Comigo

Ports duplas de Santo António – CEAMA – Centro de Estudos de Arquitectura Militar de Almeida © Viaje Comigo

Imagina-se que a sua origem terá começado em 61 a.C. com a ocupação romana e depois pela dos bárbaros. Por causa da sua localização, num planalto – os árabes chamavam-lhe Al-Mêda (a Mesa), Talmeyda ou Almeydan (de onde derivou para Almeida). Passou a posse portuguesa apenas depois do Tratado de Alcanizes, em 1297, e recebeu o foral de D. Dinis. À volta do Castelo, reconstruído no século XIII, cresceu o burgo. Mas, a explosão do Revelim do Paiol, em 1810, um dos acontecimentos mais sangrentos desta terra, fez com que só sobressaem ruínas do castelo.

Baluarte de Sto António - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Baluarte de Sto António – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

A Praça Forte de Almeida (séculos XVII e XVIII) é um exemplar da arquitetura militar barroca, com traçado hexagonal, em estrela, e fossos de 12 metros de profundidade a toda a volta. A entrada é feita pelas portas duplas, com seis baluartes e as casamatas – local com galeria subterrâneas que serviam de abrigo mas também foram prisões. Atualmente, pode entrar com carros nas portas. Uma delas foi feita recentemente – a Porta Nova – para poderem entrar veículos maiores, necessários para o dia a dia dos habitantes.

Dica: aprecie o pôr do sol a partir do topo de uma das portas duplas. O efeito é este:

Pôr-do-sol em Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Pôr-do-sol em Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Pôr-do-sol em Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Pôr-do-sol em Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Portas duplas de S. Francisco ou da Cruz - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Portas duplas de S. Francisco ou da Cruz – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Escolhi duas dezenas de razões para visitar Almeida, mas é fácil encontrar muitas mais. Deixe-se levar e explorar a vila a pé, para encontrar muitos mais encantos.

20 razões para explorar a Aldeia Histórica de Almeida:

1 – A fortaleza

Dá vontade de caminhar por cima de toda a cinta muralhada e conhecer todas as portas, baluartes e revelins e assim desbravar a história local.
Pelo passeio vai ver, mais à frente, o Paiol e a Casa da Guarda no revelim de Santa Bárbara, por exemplo. Mas, há mais por descobrir: as portas duplas de São Francisco da Cruz; as Portas Duplas de Santo António; o chamado Revelim Doble / Hospital de Sangue (criado em 1658) , etc.
Atente na curiosa curva que as portas fazem no seu interior, também servindo de mecanismo de defesa, no caso de entrada de tropas inimigas.

Revelins de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Revelins de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Praça de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Praça de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Lareiras dentro das portas duplas -Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Lareiras dentro das portas duplas -Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Latrina dentro das portas duplas -Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Latrina dentro das portas duplas -Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Portas escondidas na muralha de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Portas escondidas na muralha de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

2 – Ruínas do Castelo

Se há local mais emblemático da História de Almeida são as ruínas do Castelo. E está em ruínas porque, em 1810, uma gigantesca explosão resultou numa massiva destruição do local e na perda de muitas vidas. O episódio fez com que Almeida caísse nas mãos das tropas francesas, durante as invasões napoleónicas. As ruínas estão classificadas como Monumento Nacional desde 1928.

Ruínas do Castelo de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Ruínas do Castelo de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Ruínas do Castelo de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Ruínas do Castelo de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

3 – Torre do Relógio

Fica junto às ruínas do Castelo (ao lado do antigo cemitério) e infelizmente, hoje em dia, é mais casa de pombas do que outra coisa. A Torre do Relógio tem a data inscrita no edifício: 1830.

Torre do Relógio em Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Torre do Relógio em Almeida – Portugal © Viaje Comigo

4 – Cemitério antigo

Já não funciona como cemitério há muito tempo, mas há um misticismo à sua volta, com um ambiente e jardins românticos. Salienta-se a campa com um coração de ferro, junto da entrada, e a frase na fachada que nos deixa pensativos:
“Ó tu quem quer que és
Repara como eu estou.
Eu já fui como tu és
E tu serás como eu sou”.

Frase no cemitério antigo - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Frase no cemitério antigo – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Entrada do cemitério antigo - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Entrada do cemitério antigo – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Cemitério antigo - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Cemitério antigo – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

5 – Casa da Roda dos Expostos

As Casas da Roda dos Expostos surgiram em meados do século XIX e eram o local de acolhimento das crianças abandonadas. A casa que ainda permanece intacta, da “Roda dos Eispostos”, data de 1843.
O mecanismo giratório, por detrás da porta pequena, fazia com que ninguém soubesse quem estava do lado de fora, nem do lado de dentro.

Casa da Roda dos Expostos Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Casa da Roda dos Expostos Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Casa da Roda dos Expostos Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Casa da Roda dos Expostos Almeida – Portugal © Viaje Comigo

6 – Casamatas

As Casamatas (no Baluarte de S. João de Deus) eram os abrigos em tempos de guerra, onde a população poderia ficar durante muito tempo protegida e escondida – e onde tem túneis, poços e minas de água. Já serviu de prisão também e, atualmente, acolhem o Museu Histórico-Militar de Almeida.

Museu Histórico-Militar de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Casamatas – Museu Histórico-Militar de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Museu Histórico-Militar de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Museu Histórico-Militar de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Museu Histórico-Militar de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Museu Histórico-Militar de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

7 – Museu Histórico-Militar

O museu está situado nas antigas Casamatas (esconderijos) no Baluarte de S. João de Deus. É composto por 20 salas onde ensina sobre História e todos os confrontos militares que tiveram lugar em Almeida e em que Portugal esteve envolvido. É um espaço interativo e multimédia – pode perder ali algumas horas, se gostar do tema, a aprender tudo – com informações e objetos que representam as Guerras Peninsulares, as invasões francesas e o Cerco de Almeida, entre outros confrontos até aos dias de hoje.

Museu Histórico-Militar de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Museu Histórico-Militar de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

8 – Igreja da Misericórdia

Este templo é datado do século XVII e está anexo ao antigo Hospital da Misericórdia. Só abre em ocasiões especiais ou serviços fúnebres.

Igreja da Misericórdia - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Igreja da Misericórdia – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

9 – Igreja Matriz de Almeida

É a antiga capela do conceito de São Francisco, dedicada a Nossa Senhora de Loreto. Hoje em dia, sob proteção de Nossa Senhora das Candeias. Pode entrar e visitar.

Igreja Matriz de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Igreja Matriz de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

10 – Paços do Concelho

É onde funcionam serviços da autarquia. O edifício dos antigos Paços do Concelho tem, ainda, no centro da sua fachada, o Brasão de Armas, com representações militares como os canhões, bolas de canhão e o tambor de guerra.

Paços do Concelho - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Paços do Concelho – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Brasão - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Brasão – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

11 – Picadeiro d’El Rey

Do lado de fora, junto da estrada, está o campo de terra batida (picadeiro) onde treinam os cavalos. Ao lado, um edifício junto do baluarte de Sta Joana tem os cavalos nas cavalariças, com o portal coroado com as Armas Reais. É dentro deste local que funciona também o Centro de BTT de Almeida.

Picadeiro d'El Rey - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Picadeiro d’El Rey – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Picadeiro d'El Rey - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Picadeiro d’El Rey – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Picadeiro d'El Rey - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Picadeiro d’El Rey – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Centro BTT - Picadeiro d'El Rey - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Centro BTT – Picadeiro d’El Rey – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

12 – Praça Alta e o túmulo de Beresford

A Praça Alta fica no Baluarte de Santa Bárbara – datado do século XVII e com 23 canhoeiras – e é o ponto mais alto de toda a fortaleza, de onde se tinha boa visão sobre a aproximação do inimigo. Aqui está a plataforma para tiro de morteiro e uma placa de pedra que é o Túmulo de John Beresford, oficial britânico, que esteve a liderar o exército português e que morreu em 1812, no segundo cerco de Ciudad Rodrigo, durante as invasões francesas.

Praça Alta - Túmulo de Beresford - Almeida - Portugal © Viaje Comig

Praça Alta – Túmulo de Beresford – Almeida – Portugal © Viaje Comig

Praça Alta - Túmulo de Beresford - Almeida - Portugal © Viaje Comig

Praça Alta – Túmulo de Beresford – Almeida – Portugal © Viaje Comig

13 – Terreiro Velho

Fica na rua dos Combatentes Mortos pela Pátria e era onde funcionava o mercado. Hoje em dia, ainda é palco para alguns eventos, nomeadamente gastronómicos.

Terreiro Velho, Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Terreiro Velho, Almeida – Portugal © Viaje Comigo

14 – Casa dos Governadores

Foi construído em finais do século XVII, para ser a Casa dos Governadores.

Tribunal, Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Casa dos Governadores, Almeida – Portugal © Viaje Comigo

15 – CEAMA – Centro de Estudos de Arquitectura Militar de Almeida

Situado nas Portas Exteriores de Santo António é uma forma de visitar o que eram os locais onde o Corpo de Guarda estava: tinham lareiras de pedras e latrinas. Era onde passavam muito tempo de guarda à fortaleza e também tinham, por vezes, um local para prisioneiros. O CEAMA -Centro de Estudos de Arquitectura Militar – tem livros e informação sobre a fortaleza que pode ser disponibilizada para estudo.

Ports duplas de Santo António - CEAMA - Centro de Estudos de Arquitectura Militar de Almeida © Viaje Comigo

Portas duplas de Santo António – CEAMA – Centro de Estudos de Arquitectura Militar de Almeida © Viaje Comigo

Ports duplas de Santo António - CEAMA - Centro de Estudos de Arquitectura Militar de Almeida © Viaje Comigo

Portas duplas de Santo António – CEAMA – Centro de Estudos de Arquitectura Militar de Almeida © Viaje Comigo

16 – As lojinhas e o comércio tradicional

Almeida está longe de ter um centro muito movimentado, até porque a agitação sente-se fora da fortaleza. Dentro das muralhas, há uma acalmia muito grande (ao fim de semana é mais agitado e no verão muito concorrido) mas ainda existem empreendedores que lançam negócios à espera que o número de habitantes e turistas cresça. É o caso do Talmeyda, como bar de petiscos; ou a Merceria com Alma, onde pode tomar um chá e comer uma fatia de bolo e até comprar produtos naturais, num ambiente moderno e familiar. Muito tradicional é a Ginjinha da Amélinha: tem de ir provar!

Ginja da Amélinha - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Ginja da Amélinha – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Comércio em Almeida- Portugal © Viaje Comigo

Comércio em Almeida- Portugal © Viaje Comigo

Mercearia com Alma – Comércio em Almeida- Portugal © Viaje Comigo

Petiscos no Talmeyda - Almeida- Portugal © Viaje Comigo

Petiscos no Talmeyda – Almeida- Portugal © Viaje Comigo

17 – Casa típicas e brasonadas

Basta caminhar pelas ruas e ver as suas casas pitorescas e muitas delas são também brasonadas.

Ruas de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Ruas de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Ruas de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Ruas de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Ruas de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Ruas de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Casa do Governador - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Casa do Governador – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

18 – Eventos anuais em Almeida

Existem diversos eventos, ao longo do ano, que servem também de pretexto para várias visitas a Almeida. A recriação do Cerco de Almeida, que se realiza sempre no último fim de semana de agosto, é sem dúvida o que mais curiosos chama. As recriações históricas são feitas por um grupo de representação que existe especialmente para este evento e que o torna um dos melhores, com bases históricas e adereços, bem fundamentados. E existem outros eventos.

Canhões de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Canhões de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

19 – ONDE FICAR

A Casa do Ti Messias está situada mesmo no centro da vila e, depois de obras de remodelação, e decoração moderna abriu as portas no verão de 2017. No meio da muralha, ao lado da praça, a passos de cafés, restaurantes, do posto de turismo… não há melhor localização. E, depois, ter a casa para si e poder ter a independência de cozinhar (ou não), pode estar relaxado a ver televisão, etc. No topo da habitação há um terraço que, no inverno, é um verdadeiro mimo para os hóspedes. O local para desfrutar do ar livre, petiscar, beber vinhos da região e assistir ao pôr do sol… perfeito! Se for no inverno, o terraço pode não ser tão apetecível mas há uma salamandra bem quentinha para tornar mais acolhedor este lar. Saiba mais aqui sobre a Casa do Ti Messias.

Também tem o Revelim, que é um Turismo de Habitação com cinco quartos que cruzam o rústico e o moderno – todos com casa de banho privativa. Tem duas salas, com lareiras, duas cozinhas e cada um dos quartos, denominados de revelins – numa alusão a cinco dos seis revelins que protegem a Praça de Almeida – tem o seu próprio estilo. Tem pequeno-almoço incluído com bolos caseiros, compotas, mel, queijo, presunto, enchidos, sumos, fruta fresca, entre outros produtos regionais.

Mais sugestões de alojamento em Almeida, aqui.

Casa do Ti Messias, Almeida, Portugal © Viaje Comigo

Sala da Casa do Ti Messias, Almeida, Portugal © Viaje Comigo

Casa do Ti Messias, Almeida, Portugal © Viaje Comigo

Quarto da Casa do Ti Messias, Almeida, Portugal © Viaje Comigo

20 – ONDE COMER

Existem alguns restaurantes dentro da muralha e muitos fora. Mas, o local que TODA (mas mesmo toda) a gente me sugeriu fica a alguns minutos de carro de Almeida. O restaurante O Caçador fica na Malpartida (no centro da aldeia) e serve a cozinha tradicional. Difícil é saber o que escolher para comer. Mais informação aqui.

Aqui perto ficam as Aldeias Históricas de Castelo Mendo, Castelo Rodrigo, Trancoso e Marialva. Veja mais aqui.

Arte Urbana - Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Arte Urbana – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Jardim no centro da fortaleza de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Jardim no centro da fortaleza de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Hotel Fortaleza - Antiga Pousada de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Hotel Fortaleza – Antiga Pousada de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Porta Nova de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Casa da Ginja Amélinha – Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Cruzeiro de Almeida - Portugal © Viaje Comigo

Cruzeiro de Almeida – Portugal © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo

Partilhe esta página