Centro de Panificação - Passeio com a Quinta das Arcas
Publicado em Maio 20, 2015

Rota dos Vinhos Verdes

Portugal [ Rota dos Vinhos Verdes ]

A Região dos Vinhos Verdes foi demarcada em 1908 e tem uma Rota com 63 aderentes, desde lojas, quintas, produtores, a empresas de atividades, passeios organizados, hotéis e restaurantes.

A actual Região Demarcada dos Vinhos Verdes – com 49 concelhos – estende-se por todo o noroeste do país, na zona tradicionalmente conhecida como Entre-Douro-e-Minho. Tem como limites a norte o rio Minho (fronteira com a Galiza), a nascente e a sul zonas montanhosas que constituem a separação (natural) entre o Entre-Douro-e-Minho Atlântico e as zonas do país mais interiores e o Oceano Atlântico como limite a poente.

Principais Castas Brancas:
Alvarinho, Avesso, Azal, Batoca, Loureiro, Arinto (Pedernã) e  Trajadura

Outras:
Pintosa, Cainho de Moreira, Cascal, Tália (Douradinha), Esganinho, Sercial (Esgana-Cão), Esganoso, Fernão-Pires (Maria-Gomes), Lameiro, Rabigato, S. Mamede e Semilão

Principais Castas Tintas:
Amaral (Azal Tinto), Borraçal, Alvarelhão (Brancelho), Espadeiro, Padeiro, Pedral,
Rabo-de-Anho (Rabo-de-Ovelha) e Vinhão

Outras:
Doçal, Doçal de Refóios, Espadeiro Mole, Labrusco, Mourisco, Pical Pôlho, Sousão e Verdelho Tinto

Produtos Vínicos de Vinho Verde:
Vinho Verde Branco, Vinho Verde Tinto, Vinho Verde Rosé, Espumante de Vinho Verde Branco, Espumante de Vinho Verde Rosé, Espumante de Vinho Verde Tinto, Vinagre de Vinho Verde, Aguardente Bagaceira de Vinho Verde, Aguardente Vínica de Vinho Verde e Vinho Regional Minho.

QUINTA DAS ARCAS

Começou a nossa viagem da Rota dos Vinhos Verdes para os lados de Sobrado, Valongo. Além dos vinhos, a Quinta das Arcas produz 300 kg de queijo diriamente. A Quinta das Arcas divide-se em duas: a produção dos vinhos verdes (140 hectares só de vinho verde) e uma outra plantação no Alentejo (com 90 hectares).

Pode fazer provas nesta quinta, experimentando também os seus queijos (com especiarias e ervas) e ainda propõem um passeio (cerca de 5 Km, que se fazem muito bem) junto rio Ferreira. Passa por pontes antigas, pelo núcleo de panificação e dá a conhecer as vinhas da Quinta das Arcas.

No segundo sábado de cada mês, a Quinta das Arcas organiza uma caminhada de grupo pelo Percurso Pedestre. No final, de cada caminhada, a Quinta das Arcas oferece a todos os participantes uma prova de vinhos e queijos e oferta de 10% desconto em todas as compras que pretendam realizar na loja da Quinta. Horário de início da caminhada: 9h30.

Inscrição: enoturismo@quintadasarcas.com ou por Telefone: +351 224 157 810

Quinta das Arcas - passeio pedestre junto das vinhas antecede as provas de vinhos e queijos aqui produzidos

Quinta das Arcas – passeio pedestre junto das vinhas antecede as provas de vinhos e queijos aqui produzidos

Passeio com a Quinta das Arcas - Rio Ferreira

Passeio com a Quinta das Arcas – Rio Ferreira

Percurso Pedestre do regadio da Ponte Ferreira - Passeio com a Quinta das Arcas

Percurso Pedestre do regadio da Ponte Ferreira – Passeio com a Quinta das Arcas

Centro de Panificação - Passeio com a Quinta das Arcas

Núcleo de Panificação – Passeio com a Quinta das Arcas

Núcleo Museológico de Panificação - Passeio com a Quinta das Arcas

Núcleo Museológico de Panificação – Passeio com a Quinta das Arcas

Quinta das Arcas - Conde Villar

Quinta das Arcas – Conde Villar

Quinta das Arcas - Alvarinho

Quinta das Arcas – Alvarinho

QUINTA DA LIXA

O Tal Vinho da Lixa é uma frase de marketing que marca os vinhos mais conhecidos desta zona. Fomos visitar as obras finais do novo projeto de enoturismo desta empresa. O hotel Monverde vai abrir muito em breve. Tem a vista para as videiras (37 hectares junto do hotel) e pretende ser um projeto hoteleiro ecológico.

Vinhas da Quinta da Lixa

Vinhas da Quinta da Lixa

Quinta da Lixa - Vista para o Hotel Monverde

Quinta da Lixa – Vista para o Hotel Monverde

Hotel Monverde - Quinta da Lixa

Hotel Monverde – Quinta da Lixa

Hotel Monverde - Quinta da Lixa

Hotel Monverde – Quinta da Lixa

Quinta da Lixa

Quinta da Lixa

Quinta da Lixa

Quinta da Lixa

AMARANTE

Em Amarante, a Rota dos Vinhos Verdes levou-nos a provar os vinhos da Casa da Calçada.
Com vista para o Tâmega, as vinhas desta casa são antigas – conforme mostram fotografias de 1927, já com as vinhas adultas – pelo menos em cerca de meio hectare. E, por isso, serão das mais antigas da Rota dos Vinhos Verdes.

Ao visitar a Casa da Calçada e o restaurante Largo do Paço – com estrela Michelin desde 2000 – siga a sugestão e acompanhe, à refeição, com vinhos “da casa” divididos em duas gamas: Portal da Calçada e Quinta da Calçada. Ambos permitem harmonizações perfeitas com os pratos criados pelo chef Vítor Matos e sua equipa.
Aproveite para fazer um passeio no centro histórico de Amarante – encontra dicas e sugestões no Viaje Comigo.

Convento de S. Gonçalo de Amarante

Convento de S. Gonçalo de Amarante

Centro Histórico de Amarante

Centro Histórico de Amarante

Casa da Calçada, Amarante

Casa da Calçada, Amarante

Vinhos Quinta da Calçada

Vinhos Quinta da Calçada

Sobremesa no restaurante Largo do Paço - Casa da Calçada, Amarante

Sobremesa no restaurante Largo do Paço – Casa da Calçada, Amarante

Espumante Quinta da Calçada

Espumante Quinta da Calçada

PONTE DE LIMA

Ponte de Lima também faz parte da Rota dos Vinhos Verdes e merece uma visita ao seu centro histórico. É honrosamente a mais antiga vila de Portugal, até porque declinou ser cidade para ficar sempre com esse título.
É aqui que está um Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde (CIPVV) que vai funcionar num dos mais emblemáticos edifícios da história limiana: a Casa Torreada dos Barbosa Aranha. O CIPVV vai ter sala de provas e venda de vinhos. Vai também ser o local onde fica a saber mais sobre os Vinhos Verdes.

Ponte de Lima - junto da ponte

Ponte de Lima – junto da ponte

Ponte de Lima

Ponte de Lima

Centro de Interpretação dos Vinhos Verdes, Ponte de Lima

Centro de Interpretação dos Vinhos Verdes, Ponte de Lima

Centro de Interpretação dos Vinhos Verdes, Ponte de Lima

Centro de Interpretação dos Vinhos Verdes, Ponte de Lima

Centro Histórico de Ponte de Lima

Centro Histórico de Ponte de Lima

Igreja Matriz de Ponte de Lima

Igreja Matriz de Ponte de Lima

MONÇÃO

Em Monção, no Convento dos Capuchos almoçámos enquanto provámos vinhos da Provam, como foi o caso do Portal do Fidalgo e Castas de Monção. O chef Marco Conde fez um menu de degustação harmonizado com vários néctares da Provam. Todos os “casamentos” resultaram e as iguarias deste chef estavam divinais.

Convento dos Capuchos, Monção

Convento dos Capuchos, Monção

Convento dos Capuchos, Monção

Convento dos Capuchos, Monção

Restaurante do Convento dos Capuchos Monção

Restaurante do Convento dos Capuchos Monção

Portal do Fidalgo

Portal do Fidalgo

Castas de Monção

Castas de Monção

MELGAÇO

Em Melgaço encontramos o conhecido Soalheiro – conhecida como a primeira marca de Alvarinho em Melgaço.
Foi fundada em 1982 mas as vinhas são de 1974. Na Quinta da Folga têm um local para provas e refeições para grupos, onde dão a degustar outras iguarias: os enchidos (alheiras e presunto) e compotas. Sempre, claro, acompanhados com Soalheiro.
De segunda a sábado – convém fazer a marcação – pode fazer provas a partir de 6€.
As visitas estruturadas (sujeitas a marcação) são acompanhadas por um técnico, com visita à adega e podem ter provas diferentes: a trilogia Soalheiro (30€) e prova de todos os vinhos e visita à adega e vinhas por 70€.
Uma das apostas do Soalheiro, para o futuro, é o vinho biológico, que já ocupa bastantes hectares.

Quinta do Soalheiro

Quinta do Soalheiro

Produtos Soalheiro: enchidos e compotas

Produtos Soalheiro: enchidos e compotas

Vinhos da Quinta do Soalheiro

Vinhos da Quinta do Soalheiro

Espumante Soalheiro

Espumante Soalheiro

Vista Panorâmica da Quinta do Soalheiro

Vista Panorâmica da Quinta do Soalheiro

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo