Viajar de avião - Foto: JESHOOTS-com © Pixabay
Publicado em Setembro 28, 2023

Vocabulário da aviação para quem vai viajar de avião

Preparar a viagem

Para quem vai viajar de avião pela primeira vez, há muita informação para assimilar. Dentro do mundo da aviação existe um vocabulário próprio que ouvimos em todos (!) os voos, como a conhecida frase “Cabin crew prepare for landing”, ou “Ready to Take off”.

Mas, existem outras expressões que podemos não saber tão bem o que significam. Quando viajamos de avião, estamos sujeitos a uma série de procedimentos e instruções que são emitidos pela tripulação de bordo. Muitas vezes, esses procedimentos trazem uma linguagem técnica que pode ser difícil de entender para muitos passageiros, mesmo que falem em inglês.

Asa do avião - Foto: StockSnap © Pixabay

Viajar de avião – Foto: StockSnap © Pixabay

Para que esteja por dentro do assunto, deixo aqui uma lista das expressões e termos que são usados quando vai fazer um voo. A maior parte poderá ser de extrema utilidade e algumas são utilizadas mesmo antes de entrar no avião! Fique atento.

Em todo o caso é muito importante:
– ler o folheto informativo/manual de segurança que está no seu lugar;
– ouvir as advertências e indicações dos comissários de bordo, quanto à situações de segurança;
– verificar qual é a saída de emergência mais próxima do seu lugar.

Também é importante prestar atenção às instruções da tripulação de bordo. Se não entender alguma coisa, não hesite em lhes perguntar e/ou pedir ajuda.

– Está à procura de outros alojamentos para a viagem? Pesquise e reserve aqui

Buscar hotel

Destino
Data de entrada
Data de saida

COMPRA DE VOOS: Para comprar os voos da viagem, clique aqui

Precisa de um e-Sim para a viagem? Compre aqui online e obtenha descontos com o Viaje Comigo – para ficar sempre contactável em viagem.

Precisa de SEGURO DE VIAGEM? Ao ir por este link tem, como leitor do Viaje Comigo, 5% de desconto! Viaje em segurança!

O que vai visitar? Marque as atividades online, para não perder tempo nas filas… ou ficar sem o seu lugar! Clica aqui.
Trabalho voluntário)
Temos uma parceria com a Consulta do Viajante Online que tens, como leitor do Viaje Comigo, 5% de descontos na tua consulta. Basta ir por este link e escrever no cupão de desconto “viajecomigo5” (assim mesmo, com minúsculas).

E segue-nos no Instagram, Facebook, TikTok, Pinterest e YouTube.

Voo de Santiago - Madrid © Viaje Comigo

Voo de Santiago – Madrid © Viaje Comigo

Cabin crew

É a equipa de bordo, a tripulação com os comissários de bordo (Flight attendant), que são responsáveis por garantir a segurança e o conforto dos passageiros, durante o voo.

Overbooking

Para a maioria das pessoas, o overbooking pode ser uma grande maçada. Perder um voo, pode significar perder um outro (como ligação), faltar a reuniões, encurtar férias já pagas, ou estar menos tempo com a família ou amigos. No entanto, também pode ser algo bom e há quem lucre com isso (já tive uma boa experiência de overbooking).

O Viaje Comigo explica-lhe aqui, de uma forma sucinta, o que é, o porquê de acontecer o overbooking e como deve proceder face a isso.

O que acontece no overbooking?

O overbooking significa que existe um excesso de reservas e acontece muitas vezes nas companhias aéreas. Ou seja, a venda ou reserva de bilhetes fica acima do número de lugares realmente disponíveis no avião.

Pode parecer confuso o porquê de existir overbooking, mas é, muitas vezes, a forma de a companhia preencher lugares vazios dos aviões. O problema é que muitas vezes ficam passageiros sem voos e são recolocados e aí acontece o overbooking.
O overbooking também acontece porque faz parte do método de formação de preços da companhia aérea e é uma “rede de segurança” para quando um passageiro não comparece no voo destinado (é o chamado, na linguagem das viagens, um “no show”).
É também um cálculo que permite às companhias saberem a média de “no shows” em cada voo, e ao reservarem em excesso compensam esses possíveis prejuízos.

Vista sobre Hurghada - Egito © Viaje Comigo

Vista sobre Hurghada – Egito © Viaje Comigo

– Slots
O termo “slots” também é utilizado em todos os voos e faz parte do vocabulário da aviação. O que significa?

“Slots” são espaços horários pré-determinados para aterragens e descolagens nos aeroportos. Os slots são concedidos às companhias aéreas por órgãos reguladores. E a as companhias precisam de slots, com horários pré-definidos, para que tudo fique organizado. Os slots são bastante concorridos. Por exemplo, se uma companhia deixar de operar num aeroporto, esses horários dos slots vão ser muito disputados pelas outras companhias. O objetivo é ter uma maior abrangência de horários para os voos.

Algumas expressões específicas:

“Fasten your seatbelts”: apertem os cintos de segurança. Os cintos de segurança são essenciais para a segurança dos passageiros, em caso de turbulência ou acidente. Sempre que estiver sentado, aperte o cinto.

“No smoking”: proibido fumar. Fumar dentro de um avião é proibido desde há muitas décadas, por óbvias razões de segurança e de saúde pública. É estranho imaginar que as pessoas já fumaram dentro de aviões! Os sinais de proibição continuam na maior parte dos aviões. É proibido fumar, incluindo os cigarros eletrónicos.

“Put your tray tables up”: levantem as mesas. As mesas devem estar levantadas durante a descolagem e a aterragem, para evitar ferimentos em caso de turbulência.

“Please remain seated until the captain has turned off the seatbelt sign”: permaneçam sentados até que o comandante desligue o sinal de cinto de segurança. O sinal de cinto de segurança só é desligado quando o avião está em condições seguras. Quando estiver ligado, deverá sentar-se de imediato, e colocar sempre o cinto de segurança.

Air Malta © Viaje Comigo

Sinais ligados: Proibido Fumar e Apertar os Cintos de Segurança (Air Malta) © Viaje Comigo

• “We are experiencing some turbulence”: estamos a experienciar alguma turbulência. A turbulência é uma condição normal de voo, mas pode causar desconforto. Neste caso deve permanecer sentado e de cinto sempre apertado.

“We are making an emergency landing”: estamos a realizar uma aterragem de emergência. Uma aterragem de emergência é realizada em caso de emergência, como uma falha no motor ou uma despressurização da cabine. Siga apenas e à risca as indicações da tripulação.

“Cross check”: procedimento de verificação cruzada, realizado por dois pilotos ou dois membros da tripulação de bordo, para garantir a segurança das operações.
Exemplos de cross check:
– O comandante e o co-piloto podem realizar um cross check dos instrumentos de voo para garantir que eles estão a funcionar corretamente.
– Os comissários de bordo podem realizar um cross check das saídas de emergência para garantir que elas estejam estejam em boas condições.

“Ready for take off”: pode ser traduzido literalmente para “pronto para descolar”.

RAM - Royal Air Maroc © Viaje Comigo

RAM – Royal Air Maroc © Viaje Comigo

“Cabin crew prepare for landing” é uma instrução emitida pela tripulação de bordo para que os comissários de bordo se preparem para a aterragem. É dada quando o avião está a aproximar-se do aeroporto de destino. Os comissários de bordo devem, então, realizar uma série de tarefas, para garantir a segurança dos passageiros durante a aterragem, como:
– Confirmar que todos os passageiros estão sentados com os cintos de segurança apertados.
– Instruir os passageiros a colocarem os pertences pessoais debaixo do assento ou no compartimento superior. Quem está sentado nas saídas de emergência não deverá ter nada que obstrua a passagem nesse corredor.
– Ajudar os passageiros com necessidades especiais.
– Normalmente passam em revista o avião para colocarem as cadeiras direitas, abrirem janelas, fecharem as mesas e verificar se toda a gente tem o cinto colocado.

“In the slightly event” é uma expressão idiomática inglesa que significa “no caso improvável de”. É frequentemente usado na linguagem da aviação para informar aos passageiros sobre procedimentos de segurança que serão seguidos em caso de emergência.

Por exemplo, pode ser informado: “In the slightly event of an emergency landing, please put on your oxygen masks and follow the instructions of the flight crew.”
Este termo é usado para evitar causar medo ou ansiedade nos passageiros, ao mesmo tempo em que enfatiza a importância de seguir os procedimentos de segurança em caso de emergência.

Em português, o termo pode ser traduzido da seguinte forma:
“No caso improvável de uma aterragem de emergência, por favor coloquem as máscaras de oxigénio e sigam as instruções da tripulação de cabine.”

Vista do avião © Viaje Comigo

Vista do avião © Viaje Comigo

Dentro do avião da Thai @ Viaje Comigo 1

Dentro do avião da Thai @ Viaje Comigo

OUTROS TERMOS LIGADOS À AVIAÇÃO

Pilot-in-command
É o comandante, responsável pelo controlo do avião.

First officer
É o co-piloto, que auxilia o comandante nas operações do avião.

Flight attendant
São @s comissári@s de bordo, responsáveis por prestarem serviços aos passageiros durante o voo.

Overhead compartment
Compartimento superior, onde são armazenadas as bagagens de mão dos passageiros.

Emergency exit
Saída de emergência, que deve ser utilizada em caso de acidente ou evacuação. Quem se senta nesta fila deverá falar inglês para, no caso de emergência, servir de ajuda à tripulação para abrir a porta. Só o deve fazer quando ordenado para.

Oxygen mask
Máscara de oxigénio, que deve ser utilizada em caso de despressurização da cabine. Se estiver com crianças, primeiro coloque em si própria a máscara e só depois coloque nas crianças.

Life jacket
Colete salva-vidas, que deve ser utilizado em caso de aterragem na água.

Evacuation
Evacuação, que é o procedimento de retirada dos passageiros e tripulantes do avião em caso de emergência.

Emergency landing
Aterragem de emergência, que é a aterragem realizado num aeroporto não programado devido a uma emergência.

No final do voo: cuidado a abrir os compartimentos superiores, porque algo se pode ter soltado e pode cair quando abrir a porta.

Horas de voo no avião © Viaje Comigo

Horas de voo no avião © Viaje Comigo

CURIOSIDADE

Porque insistem que as cortinas das janelas do avião devem ser abertas durante a aterragem?

Segurança: As cortinas das janelas abertas permitem que os passageiros vejam o que está a acontecer do lado de fora do avião. Isso pode ser importante em caso de emergência, como um incêndio ou uma evacuação.

Conforto: As cortinas das janelas estando abertas podem ajudar os passageiros a se adaptarem à mudança de luz e temperatura após a aterragem. As janelas abertas permitem que os passageiros se acostumem à luz do sol ou luminosidade do exterior.

Durante a aterragem, o avião está a aproximar-se do solo a uma velocidade relativamente alta. Os passageiros que estiverem sentados, com os cintos de segurança apertados estão seguros, mas é importante que estejam cientes do que está a acontecer. Ao abrir as janelas, os passageiros podem ver o terreno a aproximar-se e podem preparar-se para a aterragem.

É importante notar que as cortinas das janelas do avião não são sempre abertas na aterragem. Em alguns casos, as janelas podem ser mantidas fechadas por razões de segurança, como em caso de mau tempo ou de neblina. No entanto, as janelas devem ser abertas sempre que possível para garantir a segurança dos passageiros.

Aqui estão alguns benefícios específicos:

– Os passageiros podem ver o terreno a aproximar-se, o que pode ajudar a reduzir o medo e a ansiedade.
– Os passageiros podem ver a pista e os obstáculos próximos, o que pode ajudar a garantir uma aterragem segura.
– Os passageiros podem ver o clima e as condições do solo, o que pode ajudar a tomar decisões informadas sobre o que fazer após a aterragem.

Ou seja, abrir as cortinas das janelas do avião na aterragem é uma medida de segurança e conforto que pode ajudar a garantir uma experiência de voo mais tranquila e agradável para os passageiros.

Mais artigos sobre Preparar a Viagem

Viajar de avião © Viaje Comigo

Viajar de avião © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo