De barco no Huai Raeng, Trat, Tailândia © Viaje Comigo
Publicado em Fevereiro 26, 2016

Consulta de Saúde do Viajante – vacinas e medicação a levar em viagem

Preparar a viagem

Sempre que for viajar (principalmente para fora da Europa) convém marcar uma Consulta de Saúde do Viajante onde um médico lhe irá dizer as medidas preventivas a tomar, para evitar contrair alguma doença no destino.

Se viajar em família tenha em atenção aos cuidados a ter principalmente com crianças, grávidas e idosos, antes e depois da viagem, assim como com pessoas que têm doenças crónicas.

A consulta deve ser marcada para, pelo menos, um mês antes da viagem. Leve o seu Boletim de Vacinas e o seu Cartão de Cidadão que tem o seu número de utente incluído.

Consulta de Saúde do Viajante
Cada caso é um caso e cada destino tem cuidados diferentes. Os primeiros minutos de conversa com o médico são para saber qual é o seu destino e que medidas preventivas deve tomar. Geralmente passam pela vacinação ou indicação de medicamentos a levar, mas como dissemos difere de pessoa para pessoa. Não se auto-medique!

O que falará com o médico:
– Quais as vacinas em falta que deve tomar;
– Deve medicar-se preventivamente contra a malária?;
– Vai dar informação sobre as normas de higiene hídrica e alimentar nas viagens internacionais (o que não deve beber, comer, etc);
– O que deve levar no seu Kit médico para o destino para onde vai (repelentes de insetos e anti-diarreicos, por exemplo) e obter receitas médicas para muitos deles;
– Informação sobre doenças no destino e como se precaver. Exemplos: Dengue, Malária (Ou Paludismo) e Infeções sexualmente transmissíveis;
– O que deve fazer no estrangeiro se ficar doente;
– Onde deve ir se regressar doente (ou ter sintomas) quando regressar ao seu país.

Vacinas obrigatórias

– Segundo o Regulamento Sanitário Internacional a única vacina que pode ser exigida aos viajantes internacionais é a vacina da febre amarela – dependendo dos destinos. Muitas vezes terá de levar o comprovativo das vacinas e o boletim de vacinas para entrar em certos países.

– A vacina contra a doença meningocócica, é exigida pela Arábia Saudita (principalmente) aos peregrinos que se dirigem a Meca. Também exige a vacina contra a poliomielite, a quem vier de um destes países (onde o vírus é endémico): Afeganistão, Nigéria, Paquistão e Índia.

VACINAS ACONSELHADAS
Dependendo do destino para onde vai viajar, pode ser aconselhado a tomar estas vacinas:
– Cólera
– Difteria
– Encefalite japonesa
– Hepatite A
– Hepatite B
– Gripe
– Raiva
– Tétano
– Febre tifóide

Verifique aqui os locais para a Consulta de Saúde do Viajante e Centros de Vacinação Internacional em Portugal

NORMAS DE HIGIENE HÍDRICO E ALIMENTAR NAS VIAGENS INTERNACIONAIS

O cuidado com o que comemos e bebemos deve ser redobrado quando estamos em viagem: por outras gastronomias, clima e, claro, os padrões de higiene que podem ser menos rigorosos.

CUIDADOS A TER – BEBIDAS
– Beber água só de garrafa e deve ser aberta à sua frente
– Não beba bebidas com gelo (o gelo pode ter sido feito com água da torneira)

CUIDADOS A TER – ALIMENTOS
– Evite comer alimentos crus
– Prefira sempre alimentos bem cozinhados
– A fruta deve ser lavada com água engarrafada ou prefira a fruta que pode ser descascada
– Evite saladas e legumes crus
– Evite pratos com ovo cru ou mal cozido
– Evite molhos “caseiros” ou que se alteram facilmente com o clima, como a maionese e pratos com natas ou ovos crus
– Evite alimentos que estejam à temperatura ambiente durante muitas horas
– Evite a comida reaquecida
– Dependendo dos sítios: evite lavar os dentes com água da torneia (se for considerada pouco segura).

DIARREIA DO VIAJANTE
Não há viajante internacional que não tenha já uma história de diarreia para contar, dele ou de companheiros de viagem. Pode começar na ingestão de água ou alimentos contaminados e deve ser tratada logo no início evitando a desidratação.

Como evitar? Ingerir só alimentos e bebidas seguras. Que saiba que foram bem cozinhados e água engarrafada.

Como tratar? Evite a todo o custo a desidratação. Deve ingerir mais líquidos do que o normal se estiver com diarreia: em especial água, engarrafada ou tratada, assim como chá (mas infusões fracas).
Se a diarreia persistir por mais de 3 dias ou se for acompanhada por sangue nas fezes, vómitos e febre deverá consultar um médico o mais rapidamente possível.

– Procure hotéis no mundo inteiro

Buscar hotel

Destino
Data de entrada
Data de saida
Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo