MAAT © Inês Marques MAAT © Inês Marques
Publicado em Novembro 26, 2016

MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, Lisboa

Portugal [ Lisboa/ Museus ]

O MAAT é o novo museu de Lisboa. O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia fica na zona ribeirinha de Belém e tem entrada gratuita até março de 2017.

Se andar junto ao rio na zona de Belém vai ver (mais) um edifício moderno, que teve o projeto do ateliê de arquitetura Amanda Levete Architects. É difícil não se notar nas suas linhas e curvas, que se misturam com o ambiente em redor e contraste com o antigo edifício da EDP.

MAAT © Inês Marques

MAAT © Inês Marques

MAAT © Inês Marques

MAAT © Inês Marques

O MAAT é a peça central da área com 38 mil metros quadrados que a Fundação EDP ocupa na margem norte do rio Tejo – ao lado da central elétrica de início do século XX – modernizando a Central Tejo (uma antiga central termoelétrica que funcionou até por volta de 1970) e unindo os dois edifícios por um parque, que ainda está em crescimento.

Aliás, a própria Central Tejo ganha nova vida e, mantendo a vocação para a ciência, passa igualmente a ter quatro galerias. No seu conjunto, o Campus da Fundação EDP só vai ficar concluído em março de 2017.

Vista do miradouro do MAAT © Inês Marques

Vista do miradouro do MAAT © Inês Marques

O MAAT vai receber exposições nacionais e internacionais e, neste momento, tem várias que se prolongam até 2017. “Refletindo sobre grandes temas e tendências atuais, a programação apresentará ainda diversos olhares curatoriais sobre a Coleção de Arte da Fundação EDP”, diz o site do MAAT.

A Coleção de Arte Fundação EDP foi iniciada no ano 2000, “pretendendo abranger várias gerações de artistas portugueses contemporâneos, bem como várias áreas e disciplinas da criação artística”, sublinha o mesmo site.

Sala Oval do MAAT © Inês Marques

Galeria Oval do MAAT © Inês Marques

São elas “O mundo de Charles e Ray Eames” (até dia 9 de janeiro de 2017) – onde estão também protótipos e trabalhos pouco vistos em filme, fotografia e arquitetura – e “Pynchon Park” (até 20 de março de 2017), da francesa Dominique González – Foerster que produziu esta obra, de grandes dimensões, especificamente para este museu. Este trabalho ocupa os quase nove mil metros quadrados da Galeria Oval do MAAT, onde os visitantes se tornam parte da obra de arte.

MAAT © Inês Marques

MAAT © Inês Marques

Até 13 de fevereiro de 2017, vai também poder ser visitada a exposição “Eduardo Batarda. Misquoteros – a Selection of T-Shirt Fronts”, com 30 pinturas que o autor considera como se fossem uma só obra.

Além de toda a arte e arquitetura serem pretextos para visitar o MAAT, há também um miradouro que tem uma vista muito convidativa, a olhar o rio Tejo e a Ponte 25 de Abril.

Central Tejo e MAAT © Inês Marques

Central Tejo e MAAT © Inês Marques

INFORMAÇÕES
MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia
Av. Brasília, Central Tejo, 1300-598 Lisboa
Telefone: (+351) 210 028 130
Entrada: gratuita até março de 2017; depois vai ser de 9€
Horário: aberto das 12h00 às 20h00; encerra às terças-feiras e e nos dias 25 de dezembro, 1 de janeiro e 1 de maio.

COMO CHEGAR AO MAAT

Coordenadas:
Latitude 38º41’44.52 N
Longitude 9º11’44.30 W

Autocarros: 728, 714, 727, 729, 751
Elétrico: 15
Comboio: Linha de Cascais, Estação de Belém
Barco: Estação Fluvial de Belém

Parque de estacionamento público gratuito a 500m do museu.

Fotografias da autoria de Inês Marques

MAAT © Inês Marques

MAAT © Inês Marques

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo

Partilhe esta página