Nature Retreat - Alvão - Portugal © Viaje Comigo
Publicado em Maio 16, 2019

O meu mapa numerológico e as viagens

Viaje Comigo

O que é isto na Numerologia? Há pouco tempo fui desafiada para perceber mais sobre a Numerologia e o que dizia ela sobre o meu percurso, o meu caminho… a minha vida. Quem já ouviu a minha história profissional, sabe que ela teve bastantes altos e baixos, até chegar aqui. E até chegar ao Viaje Comigo contou também com muitas “aventuras” e desafios pelo meio. Algumas mais fáceis, outras difíceis, algumas mais ou menos desafiantes… Como todos vocês, certamente também terão! Por isso, pedi à Luísa Faria para me fazer o meu mapa numerológico – publico-o aqui, no Viaje Comigo, porque este site é a minha vida atualmente… e tudo o que gira à volta dele é uma parte de mim, obrigatoriamente.

“Os números falam por si mesmo, de tudo o que fizemos e tudo o que ainda vamos fazer”. A frase é de Paul Rand e abre, assim, o estudo numerológico que parte tanto da minha data de aniversário como do meu nome. E o que dizem eles? Coloquei aqui uma parte (apenas uma parte, o estudo é muito maior!), para que possam perceber como me identifico com o que aqui descobri. No entanto, demorei algum tempo para perceber algumas das explicações… algumas poderão ainda não fazer sentido neste momento da vida.

“Quando nos predispomos a descobrir a nossa essência, o nosso desejo mais íntimo, sem medos, abrimos o nosso coração a uma vida consciente. E com consciência terás as portas abertas para a felicidade e para o milagre que é a vida”.”

“A Numerologia pretende descodificar o significado dos números, tornando-os símbolos de uma energia. Numerologia não é Matemática nem tão pouco a Aritmética que estudámos na escola. A Numerologia não usa os números como medida, pois o ritmo do Universo que os números contêm, não se mede, sente-se. A Numerologia transcende o ato de contar, ela estabelece a ligação dos símbolos profanos que são os números, com a sua leitura sagrada e esotérica.

A Numerologia ajuda uma pessoa a conhecer-se e a conhecer as outras pessoas, a desenvolver aptidões e dons, a potenciar capacidades, a corrigir erros e pontos fracos. Com a Numerologia não se faz adivinhação nem vidência. A Numerologia chama a atenção, ajuda, orienta, explica. Não determina, não condena, não julga. A Numerologia ajuda a estabelecer um plano de vida, a fazer previsões e a definir objetivos”.

Quando ao meu estudo numerológico: a minha data de nascimento desvendou que o meu Número de Vida é o 4 e esse mostra “A Missão de Vida”. “Ele representa o enquadramento da missão que nos é proposta nesta vida e a razão principal pela qual viemos à Terra. Para cada Número de Vida existem três aspetos possíveis – exacerbado, passivo e equilibrado – sendo frequente que encontremos em nós um pouco de cada um. Cabe-nos perceber o que manter e o que corrigir”.

Assim, diz a Numerologia que o 4 é o número da matéria e das coisas terrenas. “Os recetores desta vibração são construtores esforçados, capazes de trabalhar árdua e infatigavelmente e de muitos sacrifícios em prol do que consideram o seu dever. Para os 4, é fundamental garantir a estabilidade material, tudo o resto virá por acréscimo. Honestos e responsáveis, não deixam para amanhã o que pode ser feito hoje”.
“Podem viver obcecados pelo tempo e são mais executores do que planeadores. Os 4 são o sustentáculo do desenvolvimento pela sua capacidade de trabalho, pela sua perseverança e sentido do dever e do sacrifício. Não são muito dados a questões espirituais, vivem mais do concreto e do material”.

Os 4 “Possuem muita criatividade e imaginação dentro de si e deverão explorar essas qualidades, pois possuem capacidade de concretização. É preciso que tomem consciência do que são capazes, pois podem desconhecer as suas reais capacidades a esse nível. Têm força e ambição e deverão disciplinar-se de forma a colocar em prática o seu potencial. São pessoas boas comunicadoras”.

Para quem não sabe, já disse adeus a alguns empregos e percebam porquê: “Não deverão trabalhar num ambiente em que se sintam reprimidos, porque isso afetara a sua saúde”.
Se tivesse lido esta mensagem da Numerologia, antes de ter criado o Viaje Comigo não entendia o que quereria dizer com o “ser bom construtor”:
“A sua via é a da materialização de projetos. Você devera ser um construtor, por isso não hesite em lutar pelas suas ideias porque elas trarão progresso e resultados visíveis. Precisa de desenvolver coragem para levar avante as suas ideias e não desistir quando os obstáculos e as contrariedades surgirem. Tenha sempre objetivos na vida, use-os como incentivos para saber para onde se dirigir”, diz o relatório, enviado por Luísa Faria, que foi quem me fez o estudo numerológico.

Nos “Pontos Fracos a trabalhar” – “O que não aprendemos em vidas anteriores: “A autodisciplina será importante para si e por isso não reaja mal quando tiver que obedecer a regras, já que isso poderá ser uma grande ajuda para centrar o seu espírito disperso”.

Este Ciclo de vida, que atravesso agora, é caracterizado “por mudanças e alterações frequentes na vida, surgimento de oportunidades de começar coisas novas e de conquistar independência. Estes ciclos destinam-se a colocar à prova a força individual, a firmeza de caráter e a capacidade de viver autonomamente. São épocas aceleradas, pois as mudanças são contínuas, exigindo decisões rápidas. Características pessoais a desenvolver neste ciclo: afirmação pessoal, coragem e iniciativa”.

E sobre “A Energia do Nome completo”? Explica Luísa Faria que “O nosso nome representa a nossa identidade como pessoas, pois quando ele nos foi dado estabeleceu-se uma ligação entre a nossa alma e a nossa condição humana. A simbologia associada ao nome representa a forma como a personalidade se exprime, funcionando as vibrações numéricas do nome como uma energia que nos é dada para ser utilizada na vida no plano material”.

“O nome pelo qual fomos registadas representa a nossa matriz primordial enquanto seres humanos e, por isso, é esta análise que aqui é feita. Todas as transformações posteriores do nome representam transformações energéticas à personalidade de base, as quais poderão trazer ou não benefícios. Qualquer mudança de nome por casamento, escolha de nome artístico ou profissional, representa uma mudança significativa na energia da personalidade e, por isso, deverá haver uma reflexão cuidada antes da decisão da mudança ser tomada”.

Quanto ao meu nome: “são personalidades que não apreciam regras nem rotinas. São espíritos curiosos, querem saber sempre mais e correm o risco de estar sempre insatisfeitos. Inventivos, inovadores, anticonvencionais, poderão ser personalidades incómodas em meios conservadores, mas altamente motivadores em ambientes mais progressistas.
As mudanças vindas do exterior são bem aceites e facilmente integradas. Transformações provocadas voluntariamente são frequentes, podendo, em caso de excesso de mudança, causar instabilidade. Estas pessoas são normalmente bons comunicadores e possuem bons dons de expressão”.

O “Ponto Forte de personalidade – A força escondida no nome” é o que “fornece a indicação da energia através da qual a personalidade se exprime e constitui uma importante indicação sobre a maior força que se possui para o cumprimento da proposta de vida”.

E ainda sobre o meu número: “reside na capacidade de ser destemido e não ter medo de trilhar caminhos originais e inovadores nem de introduzir mudanças na vida”. Ora, há uns anos, nem eu própria sabia que era assim tão destemida. Tinha um emprego bom, estava nos quadros da empresa, e trabalhava no mesmo sítio há alguns anos. Quando fechou (e soube na segunda-feira que ia fechar na sexta-feira) tudo mudou. Foi em 2005 e tinha acabado de comprar casa. Foi como um soco no estômago, mas não havia tempo para choramingues. Tinha de ganhar dinheiro para pagar as contas. Depois disso, saltei de emprego em emprego e senti-me, durante uns tempo, a fracassar. O que seria da minha vida, no futuro?, pensava.

Mas, depois de um tempo em baixo (é verdade, a vida de um jornalista não é feito de purpurinas e unicórnios), fui arranjar forças sei lá onde e, ao mostrar que luto pelo que quero, consegui embarcar em vários projetos, para os quais nunca tinha sonhado em fazer.
Tive medo? Tive!!!
Mas, aceitei e pensei “se não gostar do que vou fazer, desisto”. E, assim, embarquei em vários projetos fora do jornalismo que me ensinaram muito! Com isso, percebi que aprendemos com tudo o que fazemos e isso traz-nos muita experiência, que será sempre útil no futuro. Sem-pre!

Achei também curioso o estudo sobre a primeira vogal do Nome Próprio. “A primeira vogal do nome é considerada como possuindo uma vibração cuja influência é determinante na personalidade. Antigas crenças consideravam-na como representativa do ponto de ligação entre a alma e o corpo físico”.

Assim, o U de Susana, “revela uma mente aberta, capaz de possuir uma visão alargada do mundo e ser produtora de grandes ideias. Gosta de acumular coisas materiais e poderá tornar-se um colecionador”. Mal li isto fui fazer mais um “destralhamento” de coisas que tinha em casa e não usava. E é verdade… acumulo algumas coisas, que não consigo libertar tão facilmente…

No meu Número Reativo – número que representa a reação habitual em momentos críticos da vida – referia que “Reage com coragem e determinação”. “Esta vibração significa que nos momentos difíceis da sua vida vai em frente, com coragem e determinação, sem esperar ajuda nem tão pouco pedi-la”.

Porque já me perguntaram muitas vezes acerca do meu percurso profissional, posso dizer-vos que quando se sentirem em baixo, não resistam à mudança… deixem-se ir e experimentem novas propostas de trabalho. A vida é curta demais para ficarmos a assistir na bancada e ela a passar. E considero que tudo o que foi referido atrás me trouxe até ao dia de hoje e até ao Viaje Comigo. Um projeto com o qual nunca tinha sonhado… simplesmente foi acontecendo até se deixar de tornar o meu emprego… sendo a minha forma de estar na vida e no mundo. Boas viagens!

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo