Berlim, torre de TV
Publicado em Dezembro 15, 2014

23 descobertas em Berlim, Alemanha

Alemanha/ Europa [ Berlim ]

Na Alemanha, visitar Berlim é encontrar a história recente da Europa (e do mundo) marcada nas ruas. Tanto vai encontrar monumentos que foram arrasados durante a II Guerra Mundial, como vai poder verificar como a cidade se renovou e alberga agora modelos arquitetónicos, que são exemplos de modernidade.

Porta Brandeburgo (à noite), Berlim © Viaje Comigo

Porta Brandemburgo (à noite), Berlim © Viaje Comigo

A Potsdamer Platz, que foi totalmente arrasada durante a II Guerra Mundial, está agora reconvertida numa área moderna, repleta de edifícios altos e centros comerciais.

A rendição da Alemanha, na II Guerra Mundial, em 1945 tinha deixado feridas enormes no povo que, em 1961, via famílias separadas pelo Muro de Berlim, que dividia a cidade e o país. O muro só foi destruído a 9 de novembro de 1989.

Em 1991, Berlim foi oficialmente declarada como capital da República Federal da Alemanha reunificada.

Berlinenses famosos: Marlene Dietrich, Albert Einstein, Bertolt Brecht, , Herbert von Karajan, Robert Koch, os irmãos Grimm e Mendelssohn Bartholdy, entre outros.

HOTÉIS: ONDE DORMIR EM BERLIM?

Na Alemanha, a cidade de Berlim é muito grande, por isso, quando chega a altura de decidir onde vai ficar alojado tem de ver bem onde quer passear e onde ficam os pontos turísticos que quer visitar.

Da última vez que visitei Berlim fiquei instalada no Scandic Berlin Potsdamer Platz. Está muito bem localizado e perto de vários pontos turísticos. A uns 15 minutos a pé da Porta de Brandemburgo e do Check Point Charlie, e a dois minutos a pé da Potsdamer Platz e do Sony Center, por exemplo. Leia mais.

– Procura hotéis em Berlim? Pesquise aqui

Buscar hotel

Destino
Data de entrada
Data de saida
Pequeno-almoço no Hotel Scandic Berlin Potsdamer Platz © Viaje Comigo

Pequeno-almoço no Hotel Scandic Berlin Potsdamer Platz © Viaje Comigo

Hotel Scandic Berlin Potsdamer Platz © Viaje Comigo

Hotel Scandic Berlin Potsdamer Platz © Viaje Comigo

Berlim, Roda Gigante © Viaje Comigo

Berlim, Roda Gigante © Viaje Comigo

QUAIS OS PONTOS A NÃO PERDER NUMA VISITA À CIDADE DE BERLIM?

1. Porta de Brandemburgo

É um dos símbolos mais importantes de Berlim. Fica no meio da Pariser Platz e ostenta uma escultura – Quadriga, com seis metros de altura, que é um símbolo de paz. O muro ficava nas suas traseiras.

Porta de Brandeburgo, Berlim © Viaje Comigo

Porta de Brandemburgo, Berlim © Viaje Comigo

2. Pariser Platz

Nesta praça, além da Porta de Brandemburgo, encontra o lendário Hotel Adlon Berlin, que foi reconstruído depois de ter sido destruído na II Guerra Mundial. Também aqui está o edifício do DGBank, um projeto de arquitetura do conhecido Frank Gehry. Estão aqui situadas várias embaixadas entre as quais se destacam as de França e dos Estados Unidos.

3. Reichstag

É onde o Parlamento alemão se reúne atualmente e é um edifício moderno. Foi construído em 1894 mas destruído com um fogo em 1933 e bombardeado na II Guerra Mundial, posteriormente reconstruído, em 1999.
Pode visitar a cúpula do Reichstag – se puder, evite os fins de semana que é quando tem mais visitantes – de onde tem uma vista panorâmica sobre a cidade. Em frente ao Reichstag acontecem muitos eventos, veja na agenda da cidade se consegue apanhar algum aquando da sua visita à cidade. Do lado sul do Reichstag está o Memorial às Vítimas do Muro, onde várias cruzes homenageiam as mais de 100 pessoas que morreram junto do Muro de Berlim.

Vista, do topo do Reichstag, para dentro da sala © Viaje Comigo

Vista, do topo do Reichstag, para dentro da sala © Viaje Comigo

4. Unter den Linden

Uma avenida com jardins, bares, lojas e restaurantes. O Linden era um caminho real de cavaleiros que faziam o percurso entre a residência real urbana e a de campo em Tiergarten.
Aqui encontra a Catedral St Hedwigs, do século XVIII, o Museu de História da Alemanha, assim como a Ópera Nacional, o palácio Opernpalais, a embaixada da Rússia, a estátua de Frederik o Grande, assim como outros palácios reais do século XVIII.
É aqui que está também a universidade mais antiga de Berlim, a Universidade Humboldt, e a Ilha dos Museus.

5. Museu da História da Alemanha

Dentro deste museu estão vários séculos de história. O retrato de Lutero, de Lucas Cranach, está na área de exposição dedicada à Reforma. Uma secção original do Muro de Berlim está exposta juntamente com bandeiras usadas em 1898 aquando da queda do Muro. Esculturas, pinturas fazem parte do museu que acolhe uma secção Alemanha Nazi com armas. Existe ainda uma área relativa à Revolução Industrial.

Urso de Berlim © Viaje Comigo

Urso de Berlim © Viaje Comigo

Berlim, torre de TV © Viaje Comigo

Berlim, torre de TV © Viaje Comigo

6. Potsdamer Platz

É o centro da nova Berlim, renovada e moderna com edifícios altos com muita salas de cinemas, restaurantes, bares e variadas lojas. É também aqui perto que, na época de Natal, se montam os mercados natalícios.
Está aqui situado o Centro Sony, o Museu do Cinema (Deutsche Kinemathek) com peças de vestuário e mostra bastidores de filmes, o Teatro am Potsdamer Plataz – que é a maior sala de espetáculos da cidade – e o Casino de Berlim.
O Weinhaus Huth foi o único edifício desta praça que escapou aos bombardeamentos da II Guerra Mundial: tem restaurantes e uma galeria de arte.

7. Café Josty

Está aqui, na Potsdamer Platz, um café histórico da cidade: o Café Josty era ponto de encontro de pessoas das artes e ciências no século XIX. Fica instalado na Sala do Imperador do antigo Grand Hotel Esplanade. Esta sala e a Sala do Pequeno-Almoço foram mantidas e preservadas no edifício da Sony.

Berlim mural © Viaje Comigo

Berlim mural © Viaje Comigo

8. Deutsche Kinemathek

O que pode ver neste espaço cinematográfico? Uma exposição dedicada a Marlene Dietrich, com vestuário, cartazes, vídeos, etc. Informação e adereços de “Metropolis”, filme de Fritz Lang, de 1927. Informação sobre outros filmes como “O Gabinete do Dr. Caligari”, de Robert Wiene. O cinema pós-guerra, os truques da Sétima Arte e até o cinema e o Nacional-Socialismo são abordados neste espaço.

9. Pergamonmuseum

Acabado de construir em 1930, o Museu de Arte e Arquitetura é considerado um dos melhores a nível mundial. Acolhe templos, salas de palácios e esculturas originais que marcaram vários séculos. Desde o mosaico romano, do século III d.C., até ao Templo de Atena (em tamanho real) do século II a.C, até salas do século XVII que mostra a arquitetura otomana, por exemplo. Destaca-se neste museu (e até lhe dá o nome) o Altar de Pérgamo. É do século 160 a.C. e faz parte do que seria a antiga cidade grega de Pérgamo, ou seja, a atual Bergamo turca. Evite as filas e compre o seu bilhete online.

Balão no ar em Berlim © Viaje Comigo

Balão no ar em Berlim © Viaje Comigo

Foto da Porta de Brandeburgo © Viaje Comigo

Foto da Porta de Brandemburgo © Viaje Comigo

10. Kurfürstendamm

É também apelidada de Ku’damm e é a avenida principal do oeste de Berlim. Tem muitas lojas, galerias e restaurantes e, ao fim de semana, enche-se com a visita de turistas e locais para as compras. A avenida tem quase 4 quilómetros (3,8Km) de extensão.
Um do pontos interessantes, desta parte da cidade, é a Kaiser-Wilhelm-Gedächtnis-Kirche e a sua torre meia destruída durante os bombardeamentos da II Guerra Mundial.
É aqui que está situado o mais antigo centro comercial da cidade: o Europa-Center, de 1962.

11. Kaiser-Wilhelm-Gedächtnis-Kirche

Serve para recordar – para que não se repitam – os horrores da guerra. Parte da torre desta igreja está destruída desde os bombardeamentos da II Guerra Mundial. Preferiram deixá-la assim para nunca mais esquecer….
Pode visitar a igreja no interior e, se possível, faça-o de dia para apreciar melhor o seu colorido vitral. No interior descobre o mosaico do Kaiser (com a imagem do imperador Heinrich I), entre outros mosaicos, a cruz ortodoxa, o Altar-Mor com a figura dourada de Cristo, que está suspensa, entre outras peças.

Kaiser-Wilhelm-Gedächtnis-Kirche, Berlim © Viaje Comigo

Kaiser-Wilhelm-Gedächtnis-Kirche, Berlim © Viaje Comigo

12. Kulturforum

É um mega-espaço cultural da Potsdamer Platz que agrupa museus, salas de espetáculos e bibliotecas.
É aqui que está o Gemäldegalerie (maior museu de arte de Berlim), Sala da Filarmónica (Philharmonie), a Biblioteca Nacional (Staatsbibliothek), a Nova Galeria Nacional (Neue Nationalgalerie), o Museu de Artes e Ofícios (Kunstgewerbemuseum), a Igreja de São Mateus (St Matthäuskirche), entre outros espaços culturais.

13. Schloss Charlottenburg

O Castelo Charlotemburgo é um antigo palácio real do Reino da Prússia, situado em Berlim. Datado do século XVII, pode ser visitado no interior e, ao fim de semana, enche os seus jardins com visitantes. No interior tem monumentos, museus com exposições artísticas, de porcelanas, etc.

Nas ruas de Berlim © Viaje Comigo

Nas ruas de Berlim © Viaje Comigo

Câmara Municipal de Berlim © Viaje Comigo

Câmara Municipal de Berlim © Viaje Comigo

14. Hackesche Höfe

Construído no século XIX, este complexo de armazéns é interligado por nove pátios. Tem no seu interior cinemas, restaurantes e espetáculos que atraem os turistas e locais.

15. Compras

A Friedrichstraße é uma das ruas com mais lojas de Berlim. Além disso as conhecidas Galerias Lafayette. também estão aqui situadas.

16. Catedral de Berlim (Berliner Dom)

Foi construída entre 1895 e 1905. Durante a Segunda Guerra Mundial a sua cúpula foi parcialmente destruída. A catedral reabriu em 1993 depois de quatro décadas de restauro. A escadaria é feita de mármore preta e está situada junto ao rio Spree, na chamada Ilha dos Museus. É no seu interior que está o enorme órgão de tubos, com mais de 7200 tubos, construído por Wilhelm Sauer.

Berlim © Viaje Comigo

Berlim © Viaje Comigo

17. Memorial do Holocausto

Perto da Porta de Brandemburgo, está o Memorial aos Judeus Mortos da Europa, também apelidado de Memorial do Holocausto. Inaugurado em 2005, o memorial contém 2711 blocos de cimento, de diferentes alturas.

Memorial do Holocausto, Berlim © Viaje Comigo

Memorial do Holocausto, Berlim © Viaje Comigo

18. Alexanderplatz

É a super-praça de Berlim, onde as linhas de metro vêm dar. É aqui que está a alta Torre de Televisão, com vista panorâmica sobre Berlim e o Urania-Weltzeituhr, um relógio com diversos fusos horários.

Pode comprar os bilhetes para visitar a Torre de Televisão, sem ter de estar em filas – clique aqui.

Berliner Mauer / Parte do Muro de Berlim com explicações históricas © Viaje Comigo

Berliner Mauer / Parte do Muro de Berlim com explicações históricas © Viaje Comigo

19. Muro de Berlim

O Muro de Berlim teve 155 Km e caiu a 9 de novembro de 1989 mas ainda existem partes que estão de pé. Um dos locais mais visitados é junto do rio Spree, apelidado de East Side Gallery, com pinturas de artistas do mundo inteiro. Existe ainda o Memorial do Muro de Berlim, na Bernauer Strasse.

Berliner Mauer / Parte do Muro de Berlim com explicações históricas © Viaje Comigo

Berliner Mauer / Parte do Muro de Berlim com explicações históricas © Viaje Comigo

20. Checkpoint Charlie

Toda a gente vai a este ponto da cidade onde está a frase “You are leaving the American sector” – ao lado tem um museu ligado a este local histórico. Tem o posto (casinha) com soldados que (se pagar) lhe marcam o passaporte com os selos da altura, que se usavam para passar do setor americano para o soviético. Junto a este posto estão painéis com explicações históricas e mostram também situações de pessoas que tentavam passar de um lado para o outro, escondidas em carros.

Checkpoint Charlie, Berlim © Viaje Comigo

Checkpoint Charlie, Berlim © Viaje Comigo

Museu Checkpoint Charlie © Viaje Comigo

Museu Checkpoint Charlie © Viaje Comigo

21. Checkpoint BlackBox Cold War

Um espaço que conta a história e o contexto da Guerra Fria, mostrando as revoluções sociais que se seguiram à queda do Muro de Berlim. Pode entrar na área ao ar livre sem pagar, mas no interior (com vídeos, fotografias e documentação) paga a entrada. Saiba mais.

Checkpoint Charlie - Black Box Cold War - Berlim © Viaje Comigo

Checkpoint Charlie – Black Box Cold War – Berlim © Viaje Comigo

Checkpoint Charlie - Black Box Cold War - Berlim © Viaje Comigo

Checkpoint Charlie – Black Box Cold War – Berlim © Viaje Comigo

Checkpoint Charlie - Black Box Cold War - Berlim © Viaje Comigo

Checkpoint Charlie – Black Box Cold War – Berlim © Viaje Comigo

22. Passeios de barco e carro

Passeios de barco no rio Spree, no centro, e no Havel, de março a início de novembro. Pode marcar com várias empresas, como é o caso da Stern & Kreisschiffahrt. Preço: a partir de 11€.

Passeios no carro Trabant, ou Trabi, como lhe chamam os alemães, carro que era fabricado na Alemanha Oriental. Preços a partir de 30€ por pessoa. Marcações no Trabi Safari.

Barco no rio Spree, Berlim © Viaje Comigo

Barco no rio Spree, Berlim © Viaje Comigo

Trabant Polizei, Berlim © Viaje Comigo

Trabant Polizei, Berlim © Viaje Comigo

Trabant, Berlim © Viaje Comigo

Trabant, Berlim © Viaje Comigo

Barcos no rio, Berlim © Viaje Comigo

Barcos no rio, Berlim © Viaje Comigo

23. Pavilhão coreano

Em Berlim, Alemanha, junto à mítica Potsdamer Platz, não estranhe se vir um pavilhão coreano. O projecto, de 2015, pretende ser um marco que represente a unificação das duas Coreias, muito perto do local onde em tempos existiu um muro a separar a cidade.

O Tongiljeong Pavilion (통일정) – Pavilhão da Unificação – foi construído com madeira de pinho, telhas e pedras trazidas da Coreia. As telhas têm mensagens de mais de 100 cidadãos alemães, incluindo dos ex-ministros alemães Hans Modrow e Lothar de Maizière, que incentivam para a reunificação pacífica das duas Coreias. Leia mais.

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo