Gotemburgo
Publicado em Junho 11, 2013

Viver em Gotemburgo

Europa/ Suécia [ Gotemburgo ]

Jorge Baldaia vive em Gotemburgo, na Suécia, desde novembro de 2012. “Já conhecia Gotemburgo. Se, na altura, fiquei com boa impressão agora, que cá resido, essa coisa da impressão aumentou substancialmente. Gosto da cidade. De certa forma tem algumas semelhanças com o Porto. É a segunda cidade da Suécia”.

Gotemburgo

Gotemburgo

“Muita indústria. Muitos estrangeiros. Turismo. Gosto do facto de a rede de transportes ser muito eficiente e de ver poucos carros nas ruas. E as bicicletas são parte integrante da cidade. Além disso, gosto de ver sempre muita gente nas ruas. Dos cafés e das esplanadas. Da variedade de restaurantes. A animação é muito diversificada. Agrada-me imenso o facto de ter muitos espaços verdes dentro e fora da cidade. É uma cidade verdadeiramente cosmopolita”, diz Jorge Baldaia.

Este texto faz parte da rubrica “A cidade vista por dentro”. Mais do que sugestões de viagens, estas dicas são especiais porque são dadas por quem vive ou já viveu nas referidas cidades.

Gotemburgo

Gotemburgo

– Como são as pessoas dessa cidade/país?

Em Gotemburgo consegues encontrar gente de todo o mundo, até porque a Suécia sempre teve uma política de receber exilados e refugiados. Aqui vês de tudo. Coreanos, chilenos, bósnios, sérvios, croatas, iranianos, espanhóis, italianos, gregos e portugueses. Há também uma forte comunidade anglo-saxónica. Talvez por isso, a segunda língua aqui é o inglês. Por vezes, fala-se mais inglês que sueco.

Os suecos são diferentes dos povos do sul. Mais reservados. São muito simpáticos. Sempre com um sorriso nos lábios. Mas demora algum tempo a ganhar a sua confiança. Por vezes, sentes que passas por um processo em que te analisam. Mas depois de ganhares a sua confiança são divertidos, desinibidos e tens amigos para sempre.

Gotemburgo

Gotemburgo

– Restaurantes aconselhados em Gotemburgo

Aqui há de tudo. Infelizmente não há restaurantes portugueses, mas há de quase todo o tipo. E alguns deles são conceituados a nível mundial.

Muito importante: os restaurantes têm quase sempre um menu de almoço. Preços mais acessíveis e que variam entre o prato do dia, com saladas à descrição, ao self service em que comes tudo o que está disponível e as vezes que quiseres. Os preços variam entre as 80 e as 100 Coroas – ou seja, entre os 8€ e os 12€.

Um jantar a dois nunca fica por menos de 300 Coroas (cerca de 35€). Se envolver vinho à volta de 500 Coroas (58€). Mas há sempre a possibilidade de pedir apenas um copo (ronda as 50 Coroas – 5,90€).

Restaurantes sugeridos:

– Sirtaki

Caprese

Yalla Yalla

Taverna Mykonos

El Corazón

Yammy Kitchen

Gotemburgo

Gotemburgo

– Bares ou cafés tradicionais 

Os preços entre bares e cafés são iguais ou com diferenças mínimas. Muitas vezes depende do conceito em si. Ou seja, podes ir a um bar muito moderno e pagar menos que num mais tradicional. Por norma os preços são muito semelhantes.

Para teres uma ideia, uma cerveja custa cerca de 50 Coroas (5,90€) e um copo de vinho o mesmo valor. Já um café ronda as 20 Coroas (2,30€).

Aqui é normal servirem refeições nos bares. Por vezes, estás a beber umas cervejas numa mesa com amigos e ao lado estão a comer qualquer coisa. Têm muito aquele conceito de pub britânico e bar norte-americano.

Gotemburgo

Gotemburgo

Cafés em Gotemburgo

Condeco Café

Espresso House

Da Matteo

Tazza di Caffe

Gotemburgo

Gotemburgo

Bares em Gotemburgo

Vink

Le Village

Smaka

The Dubliner

The Flying Scottsman

Olre Pub

HagaBion

Lokal

– Eventos ao ar livre

Quem visitar Gotemburgo no verão tem sempre a oportunidade de usufruir dos eventos de rua. Os eventos ao ar livre são habituais e em ruas diferentes. Envolvem concertos, DJ sets, garagens a venderem bebidas e comida. Entre junho e agosto vive-se muito a “rua” na cidade.

"Fumador" - Cajsa Von Zeipel

“Fumador” – Cajsa Von Zeipel

– Hotéis recomendados. Onde ficar em Gotemburgo?

Só estive num hotel e era fora da cidade. Na altura, vim em lazer e trabalho durante uma semana. Não me recordo do preço. Mas existem muitos na baixa. Quem vier visitar Gotemburgo não pode pensar em poupança.

O nível de vida é alto comparado com o do sul. Aconselho vivamente um abrir da bolsa e a ficar na baixa. Caso contrário, perde-se muito tempo em deslocações e, no fim, o que se gasta nas viagens compensa em ficar num hotel mais caro no centro.

Para ver mais hotéis em Gotemburgo,clique aqui para ter acesso a várias sugestões.

Gotemburgo

Gotemburgo

– Existem zonas a evitar?

Aqui não há zonas a evitar. A criminalidade é uma raridade. Nunca me senti tão seguro. E aqui as pessoas são muito honestas. Posso estar numa esplanada, ir à casa-de-banho, deixando todas as minhas coisas na mesa e sei que estará lá tudo quando regressar. Impensável noutros países. Mas também convém não facilitar. Ainda assim, há muitos pedintes nas ruas.

– Comida: o que comer – algo típico?

A culinária deles não é muito rica. A maioria dos restaurantes é de cariz internacional, em particular mediterrânica, oriental e anglo-saxónica.

Gotemburgo

Gotemburgo

– Museu que temos mesmo que visitar

Aqui existem muitos museus e dedicados aos mais variados temas. Mas aconselho estes:

– O Konst Museum que tem obras de arte de artistas nórdicos mas também Picasso, Van Gogh, Monet ou Rembrandt, entre outros.

– O Natural History Museum (www.gnm.se) onde podes ver todo o tipo de animais e aprender muito sobre o undo animal.

– O Stadsmuseum onde ficas a conhecer, literalmente, toda a história da cidade. Fundamental.

Gotemburgo

Gotemburgo

– Qual é o melhor meio para andar na cidade? 

Transportes Públicos. Para quem ficar na baixa, ou nas zonas circundantes, o elétrico é fantástico. A rede abrange todas as zonas importantes. E tens sempre a opção da bicicleta. Existem vários pontos/terminais onde podes alugar uma.

– Souvenirs – o que temos mesmo de comprar? Sugestão de alguma loja?

A comprar sugiro artefactos relacionados com a cultura Viking e pouco mais. Tens a loja de turismo de Gotemburgo e, em particular, a loja do Stadsmuseum.

Gotemburgo

Gotemburgo

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo

Partilhe esta página