Japão
Publicado em Junho 8, 2013

Descobrir o Japão

Japão [ Hakone/ Osaka/ Quioto/ Tóquio ]

Está a pensar em ir ao Japão? As próximas sugestões são dadas por Mariana,  32 anos, médica de profissão, que visitou, no início de 2013, as cidades japonesas de Tóquio, Hakone, Quioto e Osaka.

Mal chegou à cidade de Tóquio ficou impressionada. “Ficámos maravilhados com o imensidão urbana de Tóquio! Como digo, parecia a cidade do futuro que imaginava quando pequena, só que não tinha carros a voar!!!”

Japão

Japão

– Como são os japoneses?

Extremamente amáveis, simples, apesar da barreira linguística são comunicativos e sorridentes. Eu diria quase que com uma inocência infantil. Também estão muito em grupos, conversam entre eles, sempre a movimentarem-se. São curiosos sobre nós e muito educados.

– Onde comer: restaurantes 

“Nós tínhamos um budget apertado, e íamos sempre ao sabor do vento. Há sempre um milhão de opções, nomeadamente económicas, pequenos restaurantezinhos em que numa máquina no exterior tiras a ficha (escolhes através da imagem) daquilo que queres comer (sopas, noodles, sushi, carnes fritas – em tirinhas – acompanhamentos, e depois entregas ao senhor do restaurantezinho e passado dois minutos tens o pratinho. Comem bastante e não tanto sushi como eu pensava.

Muitas vezes ao almoço comprávamos pela rua, em lojas de conveniência e comíamos num jardim ( há sempre imensos) e tínhamos sempre companhia, porque muita gente fazia o mesmo.

Adorei ir ao mercado do peixe em Tóquio e comer o melhor sushi da minha vida as seis da manhã, maravilhoso!!!
Osaka ao pé dos canais é um reboliço de bares e restaurantes, não falta oferta”.

Japão

Japão

– Bares ou cafés tradicionais 

“O café, para nós europeus, deixa a desejar, mas há sempre cadeias que têm café para os viciados como eu em cafeína (nem que seja o Starbucks).Aqui é que é preciso tomar cuidado porque fica muito caro.

Bolos e bolinhos montes de confeitarias a piscar o olho a panaderia francesa, mas não entramos muito. Eles normalmente não têm as sobremesas doces como nós, mas sim tem lojas de doces e afins (e estas achei caras)”.

– Onde dormir: hotéis

“Sempre de excelente qualidade e quartos muito pequeninos. Temos sempre tudo a disposição. Artigos de higiene e pijamas simples. Os hotéis onde ficámos eram mais do tipo “business Hotel”, aqueles com muitos quartos, grandes lobbies e pequenos almoço com muita comida e cheio cheio de gente. O pequeno almoço tinha sempre a opção de tradicional japonês ou ocidental. Tivemos sorte com a localização, tudo impecável.”

Pesquise outros alojamentos no Japão.

Japão

Japão

– Qual é a melhor zona para ficar num hotel e que zonas devo evitar, principalmente à noite?

“O centro de Tóquio é gigante. Em Tóquio tudo é central porque se vai de metro para qualquer lado. Os bairros têm características próprias, por exemplo, o bairro da noite, dos aparelhos eletrónicos, da roupa de marca, mais tradicional, do centro económico, enfim.

Em Quioto é fantástico andar a pé. A cidade é plana e ortogonal, com longos caminhos mas vale e pena caminhar. Osaka estivemos poucos dias, mesmo ao pé dos canais e é onde eu acho que vale a pena. O resto da cidade não encanta”.

– Há alguma zona mais insegura?

“Não senti, não me apercebi. A sensação que tinha é que podia andar a acenar com dinheiro e jóias num beco escuro a chamar “ladrão anda cá” e nada aconteceria.”

Japão

Japão

– Comida: o que comer e beber

“A cerveja é boa (sakura) e o sake forte como o caraças. Não bebi muito chá… Bebidas brancas são caras.”

– Locais a não perder

“Em Tóquio o museu de Edo é MARAVILHOSO! Em Quioto é correr os templos que se tenha vontade ( há dois mil!). O palácio do Shogun é lindíssimo e vale mesmo a pena alugar uma bicicleta e pedalar para poder ver mais templos. Há pequeninos que quase passam despercebidos.”

Aconselho de bicicleta a fazer o “caminho do filisofo” um passeio lindo… Outro em Quioto (muito turístico e, por isso, com muita gente) é um no cimo de uma montanha.

Japão

Japão

– Sítios que não valem a pena

Palácio imperial em Tóquio é um bocado uma desilusão…

– Qual é o melhor meio para andar na cidade?

Tóquio: metro; Quioto: a pé e bicicleta; Osaka a pé.
Andar de táxi é caro.
“Lemos num guia que alugar um carro em Tóquio era como espetar voluntariamente um pauzinho do olho. Repetidas vezes! :D”

– Souvenirs – o que temos mesmo de comprar? Sugestão de alguma loja?

“Não sou dada a souvenirs. Mas, quem tiver oportunidade (mas é caro) há tecidos maravilhosos para kimonos, lojas de produtos de beleza muito engraçadas. Há bastantes imitações de marcas o que pode valer a pena. E alguns artigos de eletrónica…”

Japão

Japão

– De visita obrigatória: Hakone

“Hakone é uma estância de sky /férias de neve japonesa. Um destino muito antigo para os japoneses e é espetacular…

De comboio, chega-se ao centro da vila e depois de camioneta sobe-se a montanha. Ficamos num hotel com Spa, que tinha ar de ser antigo, dos anos 70 ou 80. Lá, o conceito é gozar a tranquilidade.

Ficamos a dormir num quarto típico japonês, que eu adorei!!! E depois fizemos termas em água sulfurada que foi uma experiência espetacular. Homens para um lado e mulheres para outro, pois nos banhos estamos completamente nus!”

Japão

Japão

“Antes de ir para o exterior – onde está uma pequena piscina de agua sulfurada quase a ferver, mesmo com o frio que estava cá fora – tomávamos banho de chuveiro público, onde nos dão todos os produtos. Onde eu estava, eram várias mulheres a tomar banho, a lavar a cabeça, sempre a esfregar, e depois íamos para a aguinha quente de enxofre.

Em Hakone, comemos comida típica, num jantar requintado japonês, em que a quantidade de louça por pessoa deve ser no mínimo 30 peças, tendo em conta que tudo vem em taças e tacinhas. A verdade é que embora me tentassem explicar, não consiguia saber muito bem o que estava a comer! E andávamos de kimono durante o dia!”

Fotografias com Direitos Reservados

Japão

Japão

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo