Leite creme com maçã e chá verde, pelo chef Gilberto Costa
Publicado em Outubro 6, 2013

Receita de Leite creme com maçã e chá verde, pelo chef Gilberto Costa

Gastronomia [ Receitas ]

Farto de  servir sempre os mesmos doces? Aqui fica uma nova ideia!  Hoje o chef é… você! Cozinhe como um verdadeiro chef, em sua casa, seguindo a receita de Gilberto Costa, professor adjunto na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE).

Gilberto Costa* é diretor do Curso de Produção Alimentar em Restauração, coordenador do Curso de Especialização Tecnológica Gastronomia  e Artes Culinárias e membro da Comissão Científica Pedagógica do Curso de Mestrado em Inovação em Artes Culinárias da ESHTE. Aqui, o chef deu-nos a receita de leite creme com maçã e chá verde.  Bom apetite!

 

 

Ingredientes

Leite creme com maçã e chá verde

500g Bebida de soja com açúcar, cálcio, sal e aromas

15g Amido de milho (farinha maizena)

80g Gema de ovo

300g Maçã reineta

5 Canela em pau

5 Casca de limão

70g Açúcar light

1g Chá verde folhas

Leite creme com maçã e chá verde, pelo chef Gilberto Costa

Leite creme com maçã e chá verde, pelo chef Gilberto Costa

 

Como preparar?

1. Cortar a maçã aos cubos e saltear com um pouco de canela e açúcar.

2. Colocar a maçã num recipiente onde irá colocar o leite creme.

3. Levar o leite ao lume com o pau de canela e a casca de limão a aquecer até cerca de 70/75o C.

4. Colocar o chá, tapar e deixar de infusão 3 a 4 minutos.

5. À parte, bater as gemas com o açúcar e a maizena.

6. Adicionar o leite quente, aos poucos, às gemas com a ajuda das varas.

7. Levar ao lume a cozer sem deixar ferver, mexendo sempre.

8. Depois de cozido colocar no recipiente, já com a maçã e deixar arrefecer.

9. Polvilhar com açúcar e queimar.

10. Servir

 

GILBERTO COSTA*

Chef Gilberto Costa

Chef Gilberto Costa

É professor adjunto da ESHTE, diretor do Curso de Produção Alimentar em Restauração, coordenador do Curso de Especialização Tecnológica Gastronomia  e Artes Culinárias e membro da Comissão Científica Pedagógica do Curso de Mestrado em Inovação em Artes Culinárias.

A paixão pela pastelaria se, por um lado, levou este açoriano a deixar a ilha de São Miguel e a procurar outros horizontes, por outro, tem-lhe proporcionado a oportunidade de divulgar o que de melhor guarda da gastronomia das nove ilhas atlânticas.

Fez o Curso Profissional de Cozinha e Pastelaria na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, tendo-se licenciado em Produção Alimentar na Restauração, na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. Mais tarde, faria o mestrado em Segurança e Qualidade Alimentar na Restauração.

Paris cruzou-se, entretanto, no seu trajeto, através da L´École Lenôtre, que lhe ministrou mais aperfeiçoamento e formação gastronómica, tendo ganho, em terras gaulesas, uma nova perspetiva ao nível da criação culinária. A Bélgica foi outro país escolhido para frequentar várias formações.

Na ESHTE, além de docente, é diretor do Curso de Produção Alimentar em Restauração, coordenador do Curso de Especialização Tecnológica de Gastronomia e Artes Culinárias e membro da Comissão Científica e Pedagógica do Mestrado em Inovação em Artes Culinárias.

Entre os projetos atuais está a feitura e comercialização de alguns pães tradicionais açorianos, como o Bolo Lêvedo, a Massa Sovada e o Bolo de Sertã, desconhecidos da maior parte dos continentais. O chef é agenciado pela Prochef Agency.

Comentários

Poderá também gostar de

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo

Partilhe esta página