Quarto DoubleTree by Hilton Lisbon Fontana Park
Publicado em Junho 27, 2013

Como procurar onde dormir

Alojamento/ Preparar a viagem [ Hotéis/ Preparar a Viagem ]

O alojamento é sempre um dos tópicos mais complicados de escolher numa viagem. Seja porque se quer algo barato, central, para dividir com amigos ou simplesmente luxuoso. Há quem não se importe de ficar em camaratas de hostels (quartos divididos com outras pessoas) e há quem prefira poupar no que come para ter um quarto digno de um rei.

booking.com

booking.com

Existem milhares de sites na internet onde se podem perder horas infinitas a arranjar sítio onde dormir. O site que mais uso para reservas de alojamento é o Booking.com. E é considerado um dos melhores (se não o melhor) do mundo – tanto pela variedade como pela ajuda que dá na escolha do local onde se vai pernoitar!

Porque tem uma grande variedade de hotéis em todo o mundo, desde os mais baratos aos mais caros e, por isso, abarca uma grande diversidade de opiniões. Ou seja, cada pessoa que usa o serviço de reserva do Booking dá depois a sua opinião sobre o hotel onde ficou e isso é uma grande ajuda.

Por exemplo, já estive para escolher um hotel, antes de ler um comentário que dizia que o prédio ficava ao lado do hospital e não havia noite em que não se ouvissem as ambulâncias! Não que tenha o sono leve, mas nunca confiando… O sono de férias tem de ser retemperador! Havia um outro que tinha uma crítica igual de todos os hóspedes: o quarto nunca era limpo e tinha bicharada…

Como procurar no Booking.com

Por exemplo, se estiver à procura de alojamento em Londres. Tem uma opção que lhe diz, aquando da escolha do hotel, a quantos quilómetros vai ficar da cidade e pode reduzir isso. Óbvio é que, quanto mais afastado do centro, mais barato vai ser. Quanto mais central o alojamento mais caro é. E se for barato e central é natural que esteja esgotado com meses de antecedência.

Procure então o hotel pelos locais mais perto do que quer visitar ou, pelo menos, procure saber se fica próximo de transportes públicos. Assim terá garantida e facilitada a deslocação.

Tem várias opções na reserva do alojamento mas, se ainda faltar muito para a sua viagem, pode reservar nos que dizem “cancelamento grátis”. Assim, pode continuar a sua procura e se quiser pode anular a reserva sem perder o dinheiro.

Também esteja atento às promoções do Booking. Geralmente, os que têm preços baixos, não o deixam desmarcar e retiram o dinheiro do seu cartão de crédito. Existem hotéis que retiram logo o dinheiro, outros só tiram uma parte e outros ainda não retiram nada. O cartão serve só de garantia e só no dia da sua chegada é que pedem o pagamento.

Couch Surfing

Couch Surfing

À borla

Existe uma comunidade internacional de couch surfing que consiste em ceder o seu sofá (couch) gratuitamente a viajantes. É já uma comunidade muito grande e tanto os visitantes como os anfitriões são classificados. Tem de se inscrever em wwww.couchsurfing.com e verificar se existe o alojamento no local que você deseja.

Tem de preencher com os seus principais dados e dar-se a conhecer. Não é só entrar e pronto. As pessoas têm de conhecer minimamente quem vão colocar dentro de casa. Ou seja, se houver algum mau anfitrião ou mau visitante (daqueles que nunca arruma nada) você vai poder evitá-lo. Certifique-se sempre que a pessoa tem boas recomendações para evitar surpresas desagradáveis…

Intervac

Intervac

– Troca de casa

Na verdade, nunca experimentámos! Mas, existe uma comunidade onde se paga uma anuidade e se pode ter casa de borla em todo o mundo. Basta combinar com os donos e muitas vezes pode colocar a sua própria casa disponível enquanto está para fora. Estas trocas podem ainda incluir a troca de carros nas respetivas casas.

airbnb

airbnb

– Airbnb (www.airbnb.com)

Alugar casas em vez de ficar em hotéis. No Airbnb, pode ficar com a casa toda para si ou pode alugar simplesmente um quarto. Muitas vezes, pode até nem ficar muito mais barato do que um hotel, mas é pela localização, pela mordomia de ter uma casa só para si, para ter a companhia e dicas de um local… E também pode colocar a sua casa a ser alugada neste moldes.

homelidays

Homelidays

– Homelidays (www.homelidays.com)

A Homelidays tem sítios onde ficar por 10€. Já tivemos uma experiência, em Barcelona, com aluguer de um T2 (para 4 pessoas) perto da Sagrada Família e da linha de metro. Correu tudo muito bem.

A senhora estava muito habituada a receber turistas e deu-nos todas as informações que precisávamos. Tinha cozinha e a maior parte das refeições, ao jantar, foram feitas em casa, poupando-se muito dinheiro. O pequeno-almoço também era feito por nós. Cinco noites em Barcelona ficaram por cerca de 100€ por cada pessoa.

– Quando os preços são baratos são de desconfiar?

Quando a esmola é grande o pobre desconfia, certo? Há locais que os preços são tão baixos que é de se ficar desconfiado. Tem duas opções: pode ser mesmo uma promoção boa, porque a concorrência é grande; ou por ter mau serviço!

Comece sempre por ver as críticas negativas do espaço – o TripAdvisor é um site muito procurado pelos viajantes para obter essas opiniões, mas as mesmas podem ser de amigos ou dos próprios donos… portanto não é 100% fiável. Mas ajuda sempre.

Muitas vezes as críticas podem nem tão graves como isso e justificam o preço. Ou seja, por vezes, nas críticas pode estar a atitude de outros hóspedes – que fazem barulho – e isso o hotel não pode controlar. E não interessa se é um hotel barato ou caro. Os hóspedes barulhentos estão em todo lado.

Numa das vezes que fiquei em Nova Iorque, no meu piso estava um casal com 3 filhos. O problema é que os miúdos tinham ficado num quarto e os pais noutro – não comunicantes. Então, logo manhã cedo – 7h/8h da manhã – começavam as portas dos dois quartos a bater violentamente, eles a acordarem os pais, os pais a dizerem para eles se despacharem com o banho, para irem tomar o pequeno-almoço, etc.

Aquele corredor, onde estava o meu quarto e de outros hóspedes, parecia a casa deles e nós é que estávamos lá a mais! 😀 Agora rio-me disto mas, na altura, lembro-me que aquele bater de portas de manhã cedo era o mesmo que me acordarem aos berros ao ouvido…

Mas, como estava eu a dizer, isto são coisas que os hotéis não conseguem controlar totalmente e podem aparecer nas críticas. Por isso, leia atentamente as críticas para escolher o local onde vai dormir. Não existem sítios perfeitos, mas alguns chegam lá perto e não precisam de ser obrigatoriamente caros.

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo

Partilhe esta página