Alasca
Publicado em Dezembro 13, 2013

Damien Castera no Alasca durante 2 meses – The Last Frontier

Américas/ Estados Unidos/ Notícias [ Alasca ]

O team rider francês da O’Neill, Damien Castera, aventurou-se durante dois meses a viver no Alasca, praticamente sozinho. Esteve lá a surfar, a fazer caminhadas, pescava para comer e dormia numa tenda.

Para Castera, o Last Frontier significa empty lines ups e ondas perfeitas, mas não só. Também foi uma experiência selvagem em que o surfista teve de tonar-se auto-suficiente e, para isso, pescava a sua própria comida.

O vídeo de Castera pode ser visto aqui

E isto é algo que me faz lembrar o “Into the Wild”. Um filme muito marcante, pela história, e pela banda sonora igualmente fantástica (com Eddie Vedder).

Fala da experiência de Alexander Supertramp (nome que a personagem principal adota), que decidiu deixar todos os bens materiais para trás e partir para “se procurar” numa viagem sem rumo, nos Estados Unidos, que passou pelo também pelo Alasca. Esta película é baseada num livro homónimo John Krakaeur, que conta a história de Christopher McCandless

Castera no Alasca

Castera no Alasca

Durante a descrição da história – verdadeira e talvez aqui um pouco romanceada, como fazem em quase todos os filmes – Christopher vai encontrando várias pessoas pelo caminho com quem convive. Mudam a sua vida e ele a delas.

Sem querer revelar muito o filme… a uma dessas pessoas, Christopher deixa uma carta que explica bem os seus pensamentos:

‘‘Gostaria de repetir o conselho que lhe dei antes: você deveria promover uma mudança radical em seu estilo de vida e fazer corajosamente coisas em que talvez nunca tenha pensado, ou que fosse hesitante demais para tentar.

Tanta gente vive em circunstâncias infelizes e, contudo, não toma a iniciativa de mudar sua situação porque está condicionada a uma vida de segurança, conformismo e conservadorismo, tudo isso parece dar paz de espírito, mas na realidade nada é mais maléfico para o espírito do homem que um futuro seguro.

A coisa mais essencial do espírito vivo de um homem é sua paixão pela aventura. A alegria da vida vem de nossos encontros com novas experiências (…)”.

Claro que depois do filme estrear muitos foram os que tentaram repetir a viagem de McCandless e acabaram por colocar a vida em perigo, perdidos no Alasca…

Alasca

Alasca

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo