Piscina do MSC Magnifica © Viaje Comigo MSC Magnifica © Viaje Comigo
Publicado em Março 10, 2018

O meu primeiro cruzeiro: a bordo do MSC Magnifica

Cruzeiros/ Notícias

Em setembro de 2017, fiz o meu primeiro cruzeiro, a bordo do MSC Magnifica. A viagem, de cinco dias, teve partida em Génova (Itália) parando (mais de um dia depois) umas horas em Málaga (Espanha) e Casablanca (Marrocos), por um dia inteiro. A minha paragem final foi em Lisboa (Portugal) e não há nada mais bonito do que chegar ao nosso país, pelo mar e rio Tejo… e com um nascer do sol lindo. Foi muito emocionante! Veja o vídeo!

Para chegar a Génova, a partir da minha cidade (Porto), tive de ir a Lisboa (já não havia voos diretos do Porto, quando comprei), apanhar o voo para Milão; depois apanhei o comboio para a estação central de Milão e, daqui, apanhei um segundo comboio para a estação de Génova (já tinha comprado os bilhetes online, o que facilita, porque a estação de Milão é um pouco confusa). Para ir nesta viagem, decidi ir um dia antes para, se algo corresse mal, não perder o cruzeiro. Ainda bem que o fiz! O avião atrasou-se, o comboio atrasou-se e, quando estava à espera de chegar ainda de tarde a Génova, cheguei já de noite.

Obviamente que cheguei a Génova já tão cansada que só queria comer e dormir. Deixei o passeio para conhecer a cidade para o dia seguinte, já que o embarque no cruzeiro só era feito durante a tarde. Fiquei instalada, por uma noite, no hotel Novotel Genova City, que fica a cerca de 20 minutos a pé do porto de cruzeiros.

Navio MSC Magnifica © Viaje Comigo

Navio MSC Magnifica © Viaje Comigo

Despedida de Génova - Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje ComigoDespedida de Génova - Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Despedida de Génova – Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Novotel Genova City, Génova, Itália © Viaje Comigo

Novotel Genova City, Génova, Itália © Viaje Comigo

Novotel Genova City, Génova, Itália © Viaje Comigo

Vista do Novotel Genova City, Génova, Itália © Viaje Comigo

No dia seguinte, depois do pequeno-almoço, saí para conhecer Génova. Tinha apenas a indicação que o embarque era feito depois de almoço. Mas, para saber onde era o ponto de embarque decidi ir pela beira-mar até o descobrir. Pelo caminho, encontro o porto de embarque da MSC (Ponte del Mille) e percebo que já podia estar a fazer o check in e o embarque, logo de manhã! Já havia uma fila e as pessoas já estavam a deixar as suas malas para entrarem no cruzeiro. “Bolas, mas porque é que deixei eu as malas no hotel!”, pensei. Perguntei até que horas podia ir e deram-me um passe rápido para voltar mais tarde, já que tinha decidido ir dar a volta pela cidade. Era certo que não ia estar em Génova sem, pelo menos, conhecer o centro histórico!

Génova - Itália © Viaje Comigo

Piazza Di Ferrari – Génova – Itália © Viaje Comigo

Aquário de Génova - Itália © Viaje Comigo

Aquário de Génova – Itália © Viaje Comigo

Continuei a pé, no caminho pela beira-mar e, como não tinha muito tempo livre, achei melhor apostar num dos comboios turísticos de Génova: o Trenino Pippo dá a conhecer, em 45 minutos, os principais pontos turísticos da cidade. Vale a pena passear neste pequeno comboio (8€/viagem/adulto) e ficar a conhecer, de forma rápida, uma parte histórica de Génova. Podem ver aqui como foi esse passeio por Génova.

Trenno Pippo - Génova - Itália © Viaje Comigo

Trenno Pippo – Génova – Itália © Viaje Comigo

Génova - Itália © Viaje Comigo

Génova – Itália © Viaje Comigo

Vista sobre Génova - Itália © Viaje Comigo

Vista sobre Génova – Itália © Viaje Comigo

Depois do passeio, tinha ideia de almoçar pelo centro da cidade mas, como ainda tinha de voltar ao hotel (para ir buscar as malas), preferi fazer o check in mais cedo no cruzeiro, com calma, e almocei lá dentro, com o chamado “buffet de boas vindas”. Desde o momento em que entramos no navio é-nos dado um cartão de identificação e deverá andar sempre com ele – é também com ele que ficarão os dados dos consumos extra a bordo. E, pronto, já estava dentro da minha casa nos próximos seis dias… um autêntico hotel flutuante onde muito me diverti e descansei!

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Vista para Génova do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Vista para Génova do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Costa de Génova - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Costa de Génova – MSC Magnifica © Viaje Comigo

PROGRAMA DA VIAGEM DO MSC MAGNIFICA

Dia 1 – Partida: Génova, Itália (17h00)
Dia 2 – Um dia de navegação no Mediterrâneo
Dia 3 – Primeira paragem: Málaga, Espanha (12h00-18h00)
Dia 4 – Segunda paragem: Casablanca, Marrocos (09h00-23h00)
Dia 5 – Um dia de navegação no oceano Atlântioo
Dia 6 – Destino final: Lisboa, Portugal (chegada prevista às 08h00)

NÚMEROS DO MSC MAGNIFICA

– Pesa 95.128 toneladas
– Mede 293,80 metros de comprimento e 59,64 de altura
– Hóspedes: 3.223
– Tripulação: 1.038
– Elevadores: 13
– Piscinas: 3
– Bares: 14
– Restaurantes: 5

Adeus a Génova - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Adeus a Génova – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

A BORDO DO MSC MAGNIFICA – DIA 1, A PARTIDA DE GÉNOVA

Quando entrámos no cruzeiro, os camarotes ainda não estavam prontos e as malas – que são entregues antes do check in – só chegam mais tarde aos quartos. Aproveitei as duas horas antes da partida para conhecer alguns espaços do navio, principalmente os decks, deliciando-me com a vista sobre Génova.

Muitos já faziam fila para abrir a conta do quarto para poderem consumir a bordo. Dica: não precisa de ir para estas filas – já me tinham avisado disso – já que pode fazê-lo mais tarde, ou até no dia seguinte, ou numa das máquinas e demora um minuto. Em vez disso… aproveite as piscinas, que no primeiro dia estão sempre mais vazias (para isso leve já o seu biquini consigo, na carteira, para não ter de esperar pelas malas).

Piscina do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Piscina do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Para quem gosta de beber vinhos e cervejas, etc., às refeições, os pacotes de bebidas podem se tornar mais em conta, do que pagar cada bebida à refeição. Tome nota que, por cada bebida, acresce a taxa de serviço de 15%. Ou seja, uma garrafa de água de um litro custa 2.75€, mais os 15 por cento vai para 2.90€. As cervejas podem custar à volta de 5 euros, por exemplo, sem taxa. Mas, terá sempre água disponível, gratuita, em máquina, no restaurante buffet.

Desde o momento em que entrámos no barco, de tantos em tantos minutos avisam-nos que vai haver um simulacro e temos a indicação do deck a que temos de nos dirigir. Em questões de segurança não brincam. Pedem a todos que levem os coletes salva-vidas, que estão nos quartos, e aguardem nos decks. Depois de estarmos todos em fila para nos organizarmos (imagino que numa emergência a sério, lá se vai a organização) é ensinado como vestir e fechar o colete salva-vidas. Fim do simulacro. Podemos ir desfrutar da partida do cruzeiro.

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Simulacro de segurança no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

WC do Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Mas, antes, fui espreitar o meu quarto. Adorei ter vista de mar. Antes de fazer um cruzeiro – este foi o meu primeiro – achava sempre que escolheria um quarto mais barato (para poupar aí e gastar noutras viagens claro! ) e que não precisava de ter varanda. Mas, ter esta vista para o mar, a toda a hora, e principalmente ao acordar… ou quando vamos dormir, aquele barulho do navio a rasgar o mar… Vale a pena investir nisso!

O quarto era grande. Tinha uma cama de casal, mini-bar (no quarto a taxa de serviço do preço das bebidas é de 50%, incluindo as garrafas de água que estão em cima do toucador e que podem parecer que são oferta… mas não são!), secador (dentro de uma gaveta) e a casa de banho tem o tamanho ideal – com um chuveiro, com oferta de gel duche e champô, e umas prateleiras para colocar todos os seus produtos à mão.

Já não me lembrava de poder guardar os produtos todos assim, porque normalmente salto de sítio em sítio e não tiro tudo da mala. Mas, aqui, consegui guardar tudo, mesmo no armário e nas gavetas coloquei a roupa direitinha. No toucador está escondido, na primeira gaveta, o secador de cabelo. Todos os dias, mesmo eu pendurando a minha toalha (o que significava que não precisavam de a mudar), trocavam as toalhas todas do quarto. E arrumavam o quarto exemplarmente. No quarto tem cofre, televisão – para ver algum filme na televisão terá de pagar extra e não passam os canais normais, como num hotel – e encontra também as toalhas da piscina, que poderão ser mudadas quando desejar. Na varanda, estão duas cadeiras, para poder aproveitar o sol e o ar do mar.

O navio começou a navegar e quase nem dei por isso. Foi tão suave o desancorar, que só percebemos que estamos a andar porque vemos o porto a afastar-se. Dizemos adeus a Génova e a terra já que as próximas mais 40 horas serão passadas a navegar, até chegarmos a Málaga.

Todos os dias, vai encontrar uma newsletter de papel no quarto, que dá as indicações do dia seguinte: as atividades existentes, programas e excursões, transferes, espetáculos, festas temáticas, dress code, horários de restaurantes e bares e até curiosidades como as milhas e o trajeto que vamos percorrer. Tudo é muito bem organizado.

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Cofre no Quarto / Camarote no MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Ginásio no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Jogos no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Jogos no MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

A BORDO DO MSC MAGNIFICA – DIA 2, NO MAR MEDITERRÂNEO

O dia 2, a bordo do cruzeiro, é passado sempre no mar. Após a partida de Génova, ficam do nosso lado as cidades italianas de Savona, Imperia e San Remo, passando a uma distância de aproximadamente 15 milhas náuticas da Cote D’Azur. Já passamos pelas ilhas baleares, vimos Ibiza, e todo o escarpado norte de Maiorca (por onde já andei de carro) e navegámos junto da costa espanhola, reconhecendo à noite as luzes de Alicante e Cartagena, por exemplo. São 813 milhas náuticas que separam Génova de Málaga.

O navio era o ponto azul no mala - Viaje Comigo no MSC Magnifica

O navio era o ponto azul no mala – Viaje Comigo no MSC Magnifica

E o que se faz nesse tempo todo no mar, além de comer? A sério, devia ser proibido ter tanta coisa boa para comer a bordo.
No MSC Magnifica, o buffet tinha vários balcões incluindo um especialmente dedicado às crianças. Um balcão só para saladas, outro só de fruta, um para cozinha internacional, pizza disponível quase 24 horas, outros de queijos e enchidos, outro de sobremesas doces, um só de pastas, outro com sanduíches, cachorros e hambúrgueres e batatas fritas sempre a sair… e ainda há mais. Pratos de carne, peixes, legumes salteados, purés, sopas, grelhados, assados, estufados, etc. Um sem fim de coisas boas. De tarde, como se não houvesse comida suficiente, ainda temos um lanche com bolos, bolachas… que são uma verdadeira perdição. Já vos disse que adoro lanchar?

Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Pizza no Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Pequeno-almoço no Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

restaurante buffet do Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Sanduíches no restaurante buffet do Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

Pastelaria no Cruzeiro MSC Magnifica © Viaje Comigo

No MSC Magnifica existem cinco restaurantes: dois fazem parte do buffet (um dois em um) e os outros dois são os restaurantes gourmet, com escolha à carta. Porque não caberiam todos os viajantes, ao mesmo tempo, nestes restaurantes, os hóspedes são divididos em dois turnos de jantar diários. Quem quiser pode ter o seu horário adaptado, pagando um extra, e existe um restaurante japonês, se quiser variar, também com pagamento extra.

Curiosidade: em cada ano são servidas 35 milhões de refeições a bordo dos MSC. No total, são 115 mil refeições diárias – 12 mil em cada navio da classe Música e 16 mil na classe Fantasia. Números impressionantes, não são?

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Loja de souvenirs do MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Na varanda do camarote MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Sala Teens do MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Sala de espetáculos – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Mas, então, o que pode fazer e que está incluído no seu pacote de cruzeiro? Pode ir ao ginásio, dar umas voltas nos decks, apanhar banhos de sol, nadar nas piscinas (tem uma interior, duas exteriores (uma de adulto e outra de criança) ou relaxar nos jacuzzis (que são muito concorridos e as melhores horas para os desfrutar é ou muito cedo ou quase na hora de jantar). Junto das piscinas, as espreguiçadeiras esgotam rápido mas há outros locais com muitas mais disponíveis. O meu local favorito era a traseira do navio, onde podemos observar o mar remexido. A frente do navio está reservada a clientes “Top 16” que são quem paga mais para ter um local mais exclusivo, um bar sem filas e jacuzzi privado.

Todos os dias, existe uma equipa de animação que se encarrega de, a cada meia hora, nos entreter com algo, seja um workshop de culinária, dança ou um jogo de bingo. Há bares, um casino, uma galeria de arte e um cyber café. A internet é paga como extra (e é cara, porque estamos no meio do mar!) o que faz com que nos desliguemos de tudo… o que é excelente. Só voltei a ligar o telemóvel quando estávamos a chegar ao porto de Málaga.

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Traseira do navio MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

E, por falar em pagar mais, há outros serviços que podem ser utilizados e têm pagamento extra como as massagens e tratamentos do Spa (que tem também sauna e turco) ou o cabeleireiro. Há também muitas lojas, com marcas conhecidas, e uma loja com merchandising da MSC.

Se nada disso lhe interessar… Há imensos bares onde se divertir e/ou relaxar. São 11 bares, todos diferentes, sendo que alguns têm música ao vivo e um outro, um Sports Bar, inspirado em jogos, passa as partidas mais procuradas pelos adeptos a bordo, de futebol, ténis, golfe e outros.

O que pode fazer mais: há ping pong, matrecos e, num dos bares, uma mesa de bilhar. Há uma sala de leitura e um cigar room, com sofás grandes para os fumadores. Existem diversas salas com divertimentos para crianças (para diferentes idades) e babysitting para quem tem bebés. E há uma sala enorme de Casino com várias mesas e máquinas. Todas as noites há um espetáculo novo e diferente (de música, dança, canto, malabarismo, etc.) na sala do Teatro – totalmente grátis.

Sala para crianças no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Sala para crianças no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Animação e atividades no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Animação e atividades no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Campos de desportos no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Campos de desportos no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Bar do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Bar do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Mesa de Bilhar no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Mesa de Bilhar no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Casino no MSC Magnifica © Viaje ComigoCasino no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Casino no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Bowling no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Bowling no MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Vista da costa espanhola – MSC Magnifica © Viaje Comigo

No porto de Málaga - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Há também muitas lojas no porto de Málaga – MSC Magnifica © Viaje Comigo

A BORDO DO MSC MAGNIFICA – DIA 3, EM MÁLAGA

Depois da saída de Génova, e de um dia a navegar no Mediterrâneo, a primeira paragem foi em Málaga, Espanha. Dentro do navio há sempre a proposta de diversas excursões para os destinos onde o navio vai parar.

Nunca fiz nenhuma excursão, mas solicitei o serviço de transfer, para me levar do porto a um local mais central. Nos portos onde for parar certifique-se de quanto tempo demora a sair da zona de embarcamento. Às vezes, pode ser perto, mas outras vezes poderá ser muito longe. Tenha também em conta que nem sempre existem estes serviços de transfer disponíveis – disseram-me que só os fazem quando há uma procura mínima. Se for o caso, existem sempre táxis à espera dos cruzeiros.

Em Málaga, achei um pouco puxado o preço do transfer (6.90€ ida e volta) para uma distância tão curta. Em 20 minutos, a pé, atravessa o porto depois de sair do navio e estará já perto do centro histórico.

Pode visitar os locais mais turísticos como a catedral, o teatro romano, a muralha ou o castelo. Todas as visitas interiores são pagas. Ou seja, as excursões já têm isso tudo incluído. Mas, se não quiser estar a gastar mais dinheiro, pode apenas passear e admirar tudo por fora. O centro de Málaga é muito bonito (veja aqui as fotos) e deu-me vontade de voltar lá, com tempo, para ficar a conhecer melhor. Teparei também que havia um shuttle, tipo pequeno comboio, a 3€ a viagem até ao centro, a partir do terminal de cruzeiros. Ou seja, a diferença do transfer providenciado pelo cruzeiro é apenas de 0,90€.

Sempre que parámos num porto, as limpezas continuam no navio. Depois de um dia de navegação, e apesar de fazerem a limpeza diariamente, a varanda acumula muito sal, em poucos minutos no alto mar. Fiz um teste, ao limpar o corrimão da varanda e saíram autênticas pedras de sal. Incrível. E foi isso que me fez pensar na manutenção que existe num navio desta dimensão. Comecei a ficar mais atenta… Há sempre alguém a limpar e a reparar. As tintas que saem e os vernizes das madeiras, aspirar as carpetes e polir os chãos, e até polir os corrimões das escadarias. Haverá sempre algo para fazer e isto é o que conseguimos ver , porque existe muito trabalho que nem vemos.

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Sal no corrimão – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Todas as noites no navio há uma festa temática. Nos seus documentos de reserva do navio já lhe vão dar umas dicas do que deverá levar de roupa. Mas, posso dizer-lhe que no cruzeiro que eu fiz muita gente não seguia o dress code clássico e vivia bem feliz com isso. Atenção, ninguém ia de biquini ao buffet, mas o que quero dizer é que não é preciso stressar porque não tem vestido de gala (para uma noite num Jantar de Gala com a tripulação) ou se não tem roupa branca para a Noite Branca.

Claro que o ambiente fica mais giro se toda a gente se vestir de branco, mas que isso não o impeça de se divertir ou muito menos de gastar dinheiro desnecessariamente em roupa antes da viagem. Também quem tem vestido de gala, que o leve, porque dizem que a noite de Gala é muito divertida, em convívio com o comandante e onde pode dançar com membros da tripulação. E há, por exemplo, noites temáticas dos anos 70 (não vi ninguém com roupa dos anos 70 a não ser a equipa de animação) e a noite branca..

Todas as noites há um espectáculo e aqui – tal como dou os parabéns ao grupo de cozinheiros e aos chefs executivos pelo ótimo serviço e comida – há que dizer que o grupo de artistas, que sobe todas as noites ao palco, é fenomenal. Não é preciso ser-se especialista para perceber que são músicos, dançarinos e cantores profissionais, acompanhados por contorcionistas e acrobatas igualmente profissionais. E o espetáculo… é um verdadeiro espetáculo!

Espetáculo no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Espetáculo no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Espetáculo no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Espetáculo no MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Apresentação de parte da equipa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Quando acaba o espectáculo dá vontade de pedir mais e mais. Numa das noites, houve um concerto clássico, acompanhado por piano, violoncelo e violino e um tenor. Foi muito especial e pelo que percebi não são todos os barcos que têm a possibilidade de ter uma noite clássica como este Magnifica. Que sorte a nossa!

Depois dos espetáculos e dos jantares todos se dirigem para os bares e discotecas. Os bares interiores têm sempre música ao vivo e, quem quer, pode mostrar os seus dotes de dança. Também no exterior, nomeadamente junto da piscina, costumam acontecer algumas festas, se o tempo o permitir. A noite pode acabar às tantas (e se der fome há sempre pizza até à meia noite e um lanche até à 01h30) que, na zona dos quartos – pelo menos no meu andar -, não se ouve nada de nada. Que paz e sossego! E por falar em pizza… a deste navio era muito boa! E percebi depois porquê: há um mestre pizzaiolo a bordo. Ou seja, um especialista na verdadeira pizza napolitana. E aí está explicado o porquê de serem tão boas!

No final deste dia em Málaga, já partimos para nova viagem no mar. Vou entrar de novo no barco, tomar um banho, jantar, assistir a um espetáculo, dançar nas festas e dormir. Amanhã de manhã já vou acordar em Casablanca, em Marrocos, com vista para a Mesquita Hassan II.

Sports Bar do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Sports Bar do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Spa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Spa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Lojas no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Lojas no MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Simulacro de segurança no MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Sal no corrimão – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Relax no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Relax no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Jacuzzi e piscinas interior do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Jacuzzi e piscinas interior do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Saída de Málaga no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Saída de Málaga no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Vista para Málaga - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Vista para Málaga – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Vista para Málaga - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Vista para Málaga – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Casablanca - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Casablanca – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Casablanca, Marrocos, no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Casablanca, Marrocos, no MSC Magnifica © Viaje Comigo

A BORDO DO MSC MAGNIFICA – DIA 4, ENTRAR NO ATLÂNTICO E ACORDAR EM CASABLANCA

De manhã, começa tudo de novo, com um pequeno-almoço no buffet onde há de tudo. Os ovos mexidos, as salsichas, bacon e feijões, variados pães e pastelaria, muita fruta (partida ou inteira) e saladas, etc. Para beber tem sumo de máquina, chá, café e leite. Também há sumo de laranja natural mas tem um custo extra, de mais de 5 euros. As máquinas de chá, café, água, gelo e cápsulas de leite estão disponíveis 24 sobre 24 horas.

Depois da visita a Málaga, navegamos a noite toda pelo mar Mediterrâneo e oceano Atlântico para acordar em Casablanca, Marrocos. Queria ter ficado acordada para ver a travessia do estreito de Gibraltar, mas não consegui… e acabei por adormecer!

Abri os olhos já com a claridade do dia, e conseguia ver, a partir da janela do meu quarto, a Mesquita de Casablanca ao longe, parecendo como que pousada no mar. Espreitei da varanda e os barcos de pescadores marroquinos passavam por nós e diziam adeus. É incrível como perdemos a noção do tamanho do barco onde estamos quando ficamos muito tempo dentro dele. Encaramos como um hotel ou um resort rodeado de água, mas foi quando saí no porto de Casablanca que pude admirar de perto imensidão deste navio. O MSC Magnifica é mesmo grande!

Mapa em Casablanca com cruzeiro MSC Magnifica - o ponto azul é o navio

Mapa em Casablanca com cruzeiro MSC Magnifica – o ponto azul é o navio

Em Casablanca, colocaram também à disposição dos viajantes um transfer (19,90€/pessoa/todo o dia), para quem não quis ir nas excursões programadas e – porque só para sair do porto são uns 30 minutos a pé. O transfer apanhava-nos no porto e depois faziam três paragens antes de regressarem ao porto: a primeira paragem era na Mesquita Hassan II, depois no gigantesco centro comercial e depois no Grand Bazaar, junto e dentro da medina antiga, para as compras tradicionais. Prepara-se para regatear, pois faz parte da cultura marroquina. Os transferes davam várias voltas e levavam-nos para os diversos sítios.

Se preferir, a uns metros do barco, estão dezenas de taxistas marroquinos a esperarem pelos passageiros. Pode negociar um preço e conseguir a sua boleia mais barata para visitar a cidade.

Esta era a minha terceira passagem por Casablanca e apesar do transfer nos levar a visitar sítios que já conhecia, lá fui eu de novo à deslumbrante e segunda maior Mesquita do mundo: a Mesquita Hassan II. Passei pelo Morocco Mall e fui fazer compras dentro da antiga medina.

A paragem do MSC Magnifica, no porto de Casablanca, dura o dia inteiro. Pudemos sair do navio por volta das 9h00 e o barco só partiu de novo às 23h00, já a animada Festa Branca durava há muito tempo, junto das piscinas exteriores. Foi um emocionante e divertido adeus a Marrocos, com o minarete da mesquita iluminado, ao longe

Chegada a Casablanca, Marrocos, no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Casablanca, Marrocos, no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Festa Branca no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Festa Branca no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Festa Branca no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Festa Branca no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Casablanca - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Minarete da mesquita de Casablanca – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Bar no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Bar no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Acordar e vista do quarto - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Acordar e vista do quarto/camarote – MSC Magnifica © Viaje Comigo

A BORDO DO MSC MAGNIFICA – DIA 5, UM DIA A NAVEGAR NO OCEANO ATLÂNTICO

Próxima paragem: Portugal. Distância entre Casablanca e Lisboa: 336 milhas náuticas. Saímos de Casablanca à noite e vamos passar o dia seguinte a navegar em direção a Lisboa, seguindo noroeste no Atlântico.

Infelizmente quando chegámos à costa portuguesa o tempo não estava muito bom, com céu cinzento, mas mesmo assim conseguíamos ver terra ao longe: passamos a 15 milhas náuticas do Cabo de São Vicente, passando depois por vários cabos o Sardão, o de Sines e o Espichel.

Um dado curioso: sempre me disseram que a maior parte dos trabalhadores em cruzeiros eram filipinos, mas neste onde fui havia gente de todo o mundo. No restaurante, por exemplo, havia gente da Índia, Myanmar, Indonésia, Brasil, Cuba, etc. Dá para ver nas etiquetas com o nome a proveniência de cada um deles. Também os animadores são de vários países:  italianos, franceses, marroquinos, ucranianos e muito mais, incluindo o maitre português de um dos restaurantes, por exemplo.

Era o último dia para aproveitar o navio: piscina, jacuzzi… infelizmente sem bom tempo para os banhos de sol, mas ótimo para terminar de ler o livro que levei para estes seis dias. Felizmente tinha experimentado todos os restaurantes nos outros dias, porque neste último não cheguei a jantar. Porquê?

Foi ao entrar em águas portuguesas que o barco começou a abanar mais. Eu, que nem enjoo muito, comecei a ficar enjoada e fui dormir mais cedo, sem jantar. Felizmente esta ondulação grande só aconteceu no último dia. Um truque para não ficar ainda mais enjoada é evitar as áreas que balançam mais, ou seja, os extremos do navio. O melhor é ficar a meio do navio e foi isso que fiz, ficando no meu quarto. De resto, nos outros dias, senti sempre que, de noite, o barco ia mais rápido, mas esse embalar ajudava-me a adormecer ainda mais rápido!

Antes de ir dormir, passei na receção – para fazer os pagamentos do que tinha consumido a mais* – onde estava um trio a tocar música clássica (piano, violino e violoncelo) em cima de um pequeno lago. Para vocês perceberem quão agitado estava o mar, a água do lago circulava ferozmente de um lado para o outro… enquanto se ouvia a calma música clássica. Era um contraste muito engraçado! Só não fiquei para me rir mais porque já estava meia enjoada.

* Se quer sair rápido do navio, no último dia, feche as contas no dia antes da chegada, à noite, porque se o desembarque for de manhã vai estar uma fila enorme. Quando fizer os pagamentos, verifique que lhe é atribuída uma quota de serviço (uma espécie de gorjeta) de 10 euros por pessoa, por dia. Este valor é indicativo e poderá dar menos ou até dar mais se desejar. Fazem este pagamento porque proíbem que se dê gorjeta somente a alguns funcionários. Assim, o dinheiro será distribuído por todos os funcionários.

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Músicos e piano no MSC Magnifica © Viaje Comigo

Corredores do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Corredores do MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Pôr do sol - MSC Magnifica © Viaje Comigo

Pôr do sol – MSC Magnifica © Viaje Comigo

Mapa a caminho de Lisboa com cruzeiro MSC Magnifica - o navio é o ponto azul

Mapa a caminho de Lisboa com cruzeiro MSC Magnifica – o navio é o ponto azul

A BORDO DO MSC MAGNIFICA – DIA 6, CHEGADA A LISBOA

Porque me deitei muito cedo, dormi e acordei igualmente cedo… estávamos já a entrar no Tejo e o sol estava a começar a surgir. Já tinha tudo preparado para sair do barco.

Fui tomar o último (maravilhoso) pequeno-almoço, quando os primeiros raios de sol surgiram e iluminaram os barcos no rio. Passamos por baixo da ponte 25 de Abril, vemos o Mosteiro dos Jerónimos, o Terreiro do Paço, o Castelo de São Jorge e começámos a aproximação ao porto de cruzeiros de Lisboa. Todos aproveitámos para fazer fotografias deste nascer do dia tão bonito. A varanda do meu camarote estava mesmo virada para a estação de Santa Apolónia.

Normalmente pedem para deixar as suas malas no corredor, na noite anterior, para que a desembarquem, sem que as tenha de carregar. Mas, se preferir, pode levar as suas próprias malas e fazer o desembarque de forma mais rápida. Como eu tinha malas pequenas e tinha de apanhar um comboio em Santa Apolónia – que fica mesmo em frente – preferi sair eu com a minha bagagem, para sair rapidamente. Saí e fui diretamente para a estação para ir de comboio para o Porto.

E, assim, chegou ao fim a viagem no MSC Magnifica, com quase seis dias de viagens e que teve passagens por Génova, Málaga, Casablanca e terminou em Lisboa. Não podia ter acabado melhor! No meu país e naquele que já foi considerado, por diversas vezes, o melhor porto de cruzeiros da Europa: Lisboa. Boas viagens!

Chegada a Lisboa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Lisboa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Lisboa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Nascer do sol na chegada a Lisboa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Lisboa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Lisboa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Lisboa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Chegada a Lisboa do MSC Magnifica © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Regressar ao topo

Partilhe esta página