Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo
Publicado em Agosto 7, 2017

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb

Norte/ Notícias/ Portugal [ Porto ]

Quem mora na cidade do Porto, em Portugal, de certeza que já ouviu histórias de quem subiu a ponte da Arrábida a pé! A maior parte dessas histórias pertencem à infância de quem morava ali perto. E era, obviamente, perigoso fazê-lo! Mas, só desde o verão de 2016 é possível subir, de forma segura e controlada, o arco da ponte, com a Porto Bridge Climb. Quer também ter esta vista?

Quando chegar ao topo, vai ter uma vista linda sobre o rio Douro, que abrange as margens do Douro e ainda uma vista fugidia para a foz do rio. As escadas que vai subir e, depois, descer, são que estão viradas a Nascente, com vista para o Palácio de Cristal, por exemplo, e caves do vinho do Porto.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

É a primeira vez que a Ponte da Arrábida abre o seu arco ao público, em mais de 50 anos de vida. Aliás, mesmo as escadas só existem desde 2002. Antes disso, os trabalhadores, que inspecionam e se certificam que está tudo OK com a ponte, tinham de subir de gatas e descer a deslizar como um escorrega, pelo arco.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

A visita começa no sopé da ponte, com o vestir do equipamento de segurança e a colocação do arnês, que vai fazer com que vá pelas escadas em segurança, agarrado ao fio “Linha de Vida”.

Depois de uma subida de 262 degraus – muito baixinhos e, por isso, o nível de esforço é pequeno – e de subir ao arco com 65 metros de altura (cerca de 18 andares de um prédio), poderá desfrutar desta vista durante bastante tempo (tempo total da visita: 30 minutos).

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Segurança – Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

É possível fazer a visita sozinho ou em grupo (há preços com descontos para grupos – veja mais abaixo.
No topo, o guia dá-nos algumas informações (e curiosidades) sobre a Ponte da Arrábida.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Ficamos ali, minutos perdidos, a ver o corrupio de barcos rabelos que fazem os passeios das seis pontes (passando pela Arrábida, Luís I, Infante, Maria Pia, São João e Freixo) e dão a volta junto da foz do Douro, com as águas do rio a refletirem os raios do sol. É isso mesmo que estão a pensar. É uma vista apaixonante.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

E é incrível que não se ouve nada dos carros a passarem no tabuleiro da ponte. Ou, pelo menos, eu não ouvi nada… porque estava deslumbrada com a vista. 😀

E para que chamem pessoas de todas as idades (maiores de 12 anos de idade), advertem: “Não é uma atividade radical, apenas escadas com uma bela vista!”. Por isso mesmo, em vez de escaladores, aos participantes chama “escadadores”.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Ou, antes de subir, ou no final da visita, pode ficar a saber mais sobre as pontes da cidade do Porto, que unem esta cidade a Vila Nova de Gaia.

No sopé da ponte, junto da receção, está uma exposição com a história das seis pontes – começando na Ponte das Barcas e Ponte Pênsil, que foram as primeiras – e as suas datas mais marcantes, assim como os principais protagonistas das mesmas.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Algumas regras importantes:

– pode fotografar à vontade no sopé e no topo; só não se pode nas escadas (excepto gopro fixa), enquanto estiver a subir ou a descer, por questões de segurança.

– a subida só pode ser feita por maiores de 12 anos e é exigido um termo de responsabilidade aos maiores de 79

Nota: se estiver vento, leve um agasalho, porque no topo está sempre mais fresco. Durante a subida não vai notar, mas quando parar para tirar as fotografias vai sentir mais fresco.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

DADOS SOBRE A PONTE DA ARRÁBIDA

Projetada por Edgar Cardoso, a Ponte da Arrábida é considerada um dos projetos mais arrojados, em termos de pontes, já que tinha, na altura em que foi inaugurada, em 1963, o maior arco em betão armado em ponte no mundo.

A ponte já teve os elevadores, a subir e descer, mas deixaram de funcionar e 1986. A ponte foi classificada como Monumento Nacional desde 23 de maio de 2013.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

As obras da ponte começaram em março de 1957, orçadas em cerca de 1.200.000€. Na construção da Arrábida foram gastas 20 mil toneladas de cimento. Foi inaugurada a 22 de junho de 1963.

Números da Ponte da Arrábida:

– 270 metros de vão máximo
– 495 metros de comprimento
– 70 metros de altura
– 52 metros (flecha do arco)
– 26 metros de largura

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Curiosidades das seis pontes, partilhadas pelo Porto Bridge Climb:

1. Ponte da Arrábida
– Jornalistas estrangeiros vieram ao Porto para observar a queda da ponte da Arrábida; a desconfiança talvez se devesse ao acidente ocorrido, em 1939, na construção da semelhante ponte de Sandö, na Suécia

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Exposição sobre as pontes – Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

2. Ponte Luis I
– Ao contrário do que muitos dizem, a Ponte Luís I não foi projetada por Eiffel; na verdade, a sua empresa também participou no concurso mas a proposta escolhida era do seu antigo sócio (e não “discípulo”) Theophile Seyrig.

3. Ponte do Infante
– O vão de 280 metros é o maior de todas as pontes no Douro, era o 4º maior do mundo quando foi construído e é 10 metros superior ao da Ponte da Arrábida.

4. Ponte Maria Pia
– Como apenas tinha uma via, as colisões eram evitadas com um único “Bastão Piloto” que o maquinista tinha que ter para fazer a travessia, entregando-o do outro lado do rio para o próximo comboio o poder atravessar.

5. Ponte de São João
– A primeira maquete dos dois pilares foi esculpida em cenouras (depois fizeram-se os cálculos estruturais). Os pilares são ocos e têm elevadores que permitem inspecionar toda a estrutura.

6. Ponte do Freixo
– A Ponte do Freixo é constituída por duas vigas gémeas afastadas apenas 10 cm uma da outra, ao longo de toda a extensão.

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

INFORMAÇÕES

Porto Bridge Climb
Rua do Ouro 680, 4150-553, Porto, Portugal
(entrada pela marginal, subindo escadas em granito, 50 metros a Poente da ponte)
Telefone: +351 929 207 117
Preços: 12,50€/pessoa (11€ ou 10€ para grupos, a partir de 14 ou 40 pessoas, respetivamente)
Horários: todos os dias, a partir das 14h15 até ao pôr do sol (a última visita inclui o pôr do sol)

Como chegar ao local:
– A Pé: pela marginal (a 25 minutos da Ribeira)

– Elétrico: apanhar a linha 1 e sair na paragem Ponte Arrábida

– Bus: STCP 500 (sair na paragem “Ponte Arrábida”)

– Bus Turísticos: (+ cerca de 5 minutos a caminhar)
Blue Bus (paragem Helitours), Red Bus (paragem Massarelos), Yellow Bus (paragem TramCar Museum)

Quer mais sugestões do que fazer, conhecer e provar no Porto? Pesquise aqui.

– Procure hotéis no Porto

Buscar hotel

Destino
Data de entrada
Data de saida
Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Descida – Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Subir à ponte da Arrábida com o Porto Bridge Climb © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo

Partilhe esta página