Dodo brinquedo - Casela - Maurícias © Viaje Comigo Dodo brinquedo - Casela - Maurícias © Viaje Comigo
Publicado em Abril 19, 2017

Desafio 2017 – #109 Uma fotografia por dia… O extinto Dodo das Maurícias

África/ Maurícias [ Uma fotografia por dia... ]

O Dodo é uma espécie de ave que habitou exclusivamente as Ilhas Maurícias. Ficou extinto, por volta de 1680, devido a vários fatores, mas continua bem presente em todos os pontos da ilha, desde o artesanato às imagens que embelezam certos espaços.

Dodo - Ilhas Maurícias © Viaje Comigo

Dodo – Ilhas Maurícias © Viaje Comigo

Como ave, durante muitos séculos, porque não tinha predadores, habituou-se a não voar, as asas atrofiaram, e foi ficando cada vez mais gordo… obrigando-o a fazer os ninhos no chão.

Com a chegada dos holandeses vieram os ratos e as crias começaram a ser comidas por eles e outros animais introduzidos nas ilhas.

Ímanes de Dodo - Ilhas Maurícias © Viaje Comigo

Ímanes de Dodo – Ilhas Maurícias © Viaje Comigo

Quando os holandeses ocuparam a ilha, ou os comiam ou os animais que trouxeram para a ilha acabavam por os comer e levou-os à extinção. Outro fator foram as plantas invasivas que não deixavam que o Dodo conseguisse comer as sementes, no chão, a que estava habituado.

Dodo - Ilhas Maurícias © Viaje Comigo

Dodo – Ilhas Maurícias © Viaje Comigo

O nome Dodo foi atribuído pelos holandeses, que significa “grande e preguiçoso”.

Um esqueleto de Dodo foi reconstruído com os ossos encontrados numa escavação, em 1889, e está exposto em destaque no Museu de Port Louis.

Durante o ano de 2017 vou estar aqui, no Viaje Comigo, com este desafio de “Uma fotografia por dia”. A cada dia vão encontrar uma fotografia de viagem e a história que está por detrás da mesma.

Veja aqui outras imagens e outras histórias da rubrica “Uma fotografia por dia…”. Boas viagens!

O meu saco com o Dodo - Ilhas Maurícias © Viaje Comigo

O meu saco com o Dodo – Ilhas Maurícias © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo

Partilhe esta página