Quadros no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo
Publicado em Agosto 13, 2016

Museu do Louvre, Paris: já vi a Mona Lisa e agora?

Europa/ França/ Notícias [ Paris ]

Só da segunda vez que fui a Paris é que consegui visitar o Museu Do Louvre. Da primeira visita, eram poucos dias e estava bom tempo, então aproveitei para conhecer melhor a cidade a caminhar e caminhar… conheci muito da cidade! Desta segunda vez, até porque fui sozinha, estava mais virada para a parte dos museus e visitei dois: o Louvre e o Hôtel dês Invalides.

O Museu está instalado no Palácio do Louvre, no centro da cidade de Paris, junto ao rio Sena. Foi sede do poder de França desde 1190, com Filipe II, até ao reinado de Luís XIV, que entretanto se mudou para Versalhes, em 1682. Como Museu do Louvre abriu a 10 de agosto de 1793 e recebe quase 10 milhões de visitantes por ano.
Pode comprar os bilhetes online para o Museu do Louvre, para não perder tempo em filas. Clique aqui.

Veja o vídeo 😀

Conhece o City Pass de Paris? – tem entradas em monumentos sem filas, descontos em vários locais e transportes gratuitos para alguns aeroportos. Tudo no mesmo cartão Saiba mais aqui.

A Pirâmide do Louvre foi inaugurada em 1989, obra do arquiteto norte-americano Ieoh Ming Pei – nascido na China em 1917- e a Pirâmnide Invertida ficou concluída em 1993. A inspiração para as pirâmides de vidro veio dos modelos egípcios e são também motivo para que tenham aumentado (ainda mais!) as visitas ao museu. No fundo, ambas as pirâmides são também obras de arte.

Se não quiser perder o tempo em filas pode comprar online o bilhete para o museu (clicar aqui) e ainda há várias possibilidades de fazer a visita, aliás existe um bilhete que inclui o Louvre e passeio de barco no Sena.

Quadros da Europa Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Quadros da Europa Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Excetuando o quadro da Mona Lisa – que toda a gente quer ansiosamente ver e é o único quadro com várias indicações de onde fica e com gente a fazer fila para fotografar! – não sabia bem o que me esperava e não tinha preparado quase nada! Mas, se vai visitar o Louvre, saiba que há muita coisa interessante para ver e são só o quadro da Mona Lisa.

– Primeira dica: se tem pouco tempo para o museu, prepare já a visita olhando para o mapa e marcando o que quer visitar;

– Segunda dica para quem visita o Louvre: olhe para cima. Sim, para os tetos! Na maior parte das salas, há frescos pintados, com cenas “divinas” e são obras de arte que resistem ao tempo e aos séculos. Muito bonitos!

Tetos do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Tetos do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Pinturas nos tetos do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Pinturas nos tetos do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Tetos no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Tetos no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Tetos no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Tetos no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Não querendo desrespeitar a obra do mestre Leonardo Da Vinci, mestre do Renascimento italiano, há muitas obras tão interessantes como esta!
Então, a pergunta que muita gente deve colocar é: já vi o quadro da Mona Lisa e agora? Entre tantas obras bonitas e marcantes, quais as que não deve mesmo perder de ver no Louvre?

– Primeiro há que compreender porque é a Mona Lisa tão importante e porque determinou a forma de fazer retratos nos séculos seguintes:

Em redor da Mona Lisa - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Em redor da Mona Lisa – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Indicações para Mona Lisa -Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Indicações para Mona Lisa -Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

– Também apelidada de “Gioconda”, a pintura começou a ser feita em 1503 (até 1506) e o artista usou a técnica do sfumato (em que desaparecem as pinceladas) e é visto com um quadro que representa tanto o sexo feminino como o masculino.

– Muito se especula sobre quem terá sio a modelo do quadro, dizendo-se que seria a esposa de um governante ou comerciante de Florença;

– Outros dizem que é um auto-retrato de Leonardo Da Vinci, vestido de mulher.

– A pintura foi comprada pelo rei Francisco I de França, que a teve exposta em Versalhes. Depois da Revolução Francesa, o quadro veio para o Louvre.

– A obra foi roubada em 1911 e reapareceu em Itália.

– Em 1956 e 2009 deitaram ácido, café e atiraram pedras para a pintura. Tudo em ocasiões diferentes. O que explica porque, hoje em dia, é o quadro com maior segurança no museu e vidro à prova de bala.

– O quadro está na Ala Denon (1º andar, sala nº 6) onde estão outros quadros de Leonardo Da Vinci, em que se pode ver a mestria do génio na pintura, como o foi noutras áreas.

Mona Lisa - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Mona Lisa – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

– Antes de sair desta sala, da Mona Lisa, atente ao enorme quadro que exibe “As Bodas de Caná”, por Paolo Veronese. Veja os pormenores de perto. É uma obra muito rica em detalhes e é o maior quadro do Louvre, com mai de seis metros de altura e quase 10 de comprimento.

Bodas de Caná - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Bodas de Caná – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

O Museu do Louvre está dividido em três alas: a Ala Sully a leste, a Ala Richelieu a norte, e a Ala Denon; são três andares e oito secções que guardam mais de 380 mil items e 35 mil obras de arte em exposição permanente.

Interior do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Interior do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

AS COLEÇÕES DO LOUVRE

– Antiguidades do Próximo Oriente (7.500 a.C – 500 d.C.)
Rés-do-Chão, Alas Richelieu e Sully

– Antiguidades Egípcias (4.000-30 a.C.)
Níveis 0 e 1, Ala Sully

– Antiguidades Gregas (6.500-30 a.C.)
Níveis -1, 0 e 1, Alas Denon e Sully

Pintura de Marco Marzieale - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Pintura de Marco Marzieale – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Famiíias no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Famiíias no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

– Antiguidades Romanas (100 a.C.-500 d.C.)
Níveis 0 e 1, Alas Denon e Sully

– Antiguidades Etruscas e da Península Itálica (900-200 a.C.)
Nível 0, Ala Devon

– Arte do Próximo Oriente e Egito (30 a.C.-1.800 d.C.)
Níveis -2, e -1, Ala Denon

– Arte Islâmica (700-1800)
Níveis -1, -2, Ala Denon

Corredores do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Corredores do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

– Esculturas / França (500-1850) – Níveis -1 e 0, Ala Richelieu

Crianças no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Crianças no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

– Esculturas / Europa (500-1850) – Níveis -1 e 0, Ala Denon

– Pinturas / França (1350-1850) – Nível 2, Ala Richelieu; Nível 1, Ala Denon
– Pinturas / Europa do Norte (1350-1850) – Nível 2, Ala Richelieu
– Pinturas / Itália (1250-1850) – Nível 1, Ala Denon
– Pinturas / Espanha (1400-1850) – Nível 1, Ala Denon
– Pinturas / Grã-Bretanha, Estados Unidos (1750-1850) – Nível 1, Ala Denon

Artes Decorativas - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Artes Decorativas – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

– Artes Decorativas / Europa (500-1850)
Níveis 1, Alas Richelieu, Sully e Denon

– Desenhos, Gravuras e Estampas / Europa (1350-2016)
Níveis 1, Ala Sully (a partir de outubro de 2016)

– Artes de África, Ásia, Oceânia e Américas (700 a.C.-1.900 d.C.)
Nível 0, Ala Denon

Mosaicos romanos - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Mosaicos romanos – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Se não tem muito tempo e quer só ver algumas das peças mais emblemáticas, o melhor é pegar no mapa, assinalar onde estão essas peças e usar os elevadores para se deslocar de forma mais rápida. Se quer ver todo o museu… é um dia inteiro e, mesmo assim, não vai dar para tudo!

Peças no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Peças no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

O QUE NÃO DEVE PERDER NO MUSEU DO LOUVRE
(além da Mona Lisa, que já referimos, estas são as nossas escolhas)

Ala Richelieu - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Ala Richelieu – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

ALA RICHELIEU

– Os Aposentos de Napoleão (salas de 83 a 87)

– Quadro de Vermeer “A Rendeira” (sala 38)

– Túmulo de Phillippe Pot (rés-do-chão., sala 10)

– Pinturas da Europa do Norte (2º andar)

Túmulo de Phillippe Pot -Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Túmulo de Phillippe Pot -Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Napoleão por Antoine-Jean Gros - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Napoleão por Antoine-Jean Gros – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

ALA DENON

– Mona Lisa (1º andar, sala nº 6)

– Escultura “Psiqué Reanimada pelo Beijo de Eros”, de António Canova (sala 4, rés-do-chão)

– “As Bodas de Caná”, por Paolo Veronese (sala 6, mesmo em frente à Mona Lisa)

– “A Liberdade Guiando o Povo”, de Eugène Delacroix (comemora a Revolução de julho de 1830) (sala 77, 1º andar)

"A Liberdade Guiando o Povo" - Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

“A Liberdade Guiando o Povo” – Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

– “A coroação de Napoleão”, de Jacques-Louis David (sala 75, 1º andar)

– A Galeria de Apolo é deslumbrante (fica na sala 66, 1º andar): protótipo do Classicismo francês que se irá reproduzir em Versalhes. Os seus tetos pintados, os dourados e obras que fazem parte do esplendor do reinado de Luís XIV. Este rei, depois do incêndio de 1661 na pequena galeria, decidiu reconstruir toda esta sala.

Galeria Apolo -Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Galeria Apolo -Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Galeria Apolo -Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Galeria Apolo -Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

ALA SULLY

– Aphrodite, Vênus de Milo (sala 16, rés-do-chão)

– Estátua de Ramsés II (sala 11, rés-do-chão)

– O Escriba Sentado (sala 22, 1º andar)

Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

INFORMAÇÕES

Morada: Museu do Louvre, Paris, França
Telefone: +33 (0)1 40 20 53 17
Horário: 9h00-18h00, encerra à terça-feira; visitas à noite: quartas e sextas-feiras até 21h45; encerra dia 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro; salas encerra às 17h30 e 21h30, nas visitas noturnas.
Preços: 15€ (grátis no primeiro domingo do mês de outubro a março)
Grátis para estudantes, menores de 18 anos, residentes da UE entre os 18 e os 25 anos; etc
Compre bilhetes online sem perder tempos nas filas (compre aqui)

Dentro da entrada do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Dentro da entrada do Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Como ir para o Museu do Louvre: de metro: linhas 1 e 7, para sair na estação Palais-Royal Musée du Louvre

Apesar de toda a gente se dirigir para a entrada da pirâmide de vidro, no pátio central, existem mais duas outras entradas: pela entrada que dá para o centro comercial, que fica por baixo da Pirâmide; e outra entrada pela Rue de Rivoli.

O Museu tem espaços de restauração e um centro comercial onde tem várias lojas.

Se, no mesmo dia, quiser visitar o Museu Eugéne-Delacroix, pode usar o mesmo bilhete deste museu. Fica a cerca de 15 minutos a pé do Louvre e pode visitar o apartamento, ateliê e jardim onde viveu o pintor Eugéne-Delacroix.

Vista da Pirâmide no Museu do Louvre, Paris © Viaje ComigoVista da Pirâmide no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Vista da Pirâmide no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Pirâmide invertida no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Pirâmide invertida no Museu do Louvre, Paris © Viaje Comigo

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo

Partilhe esta página