Cordeiro à Moda de Monção
Publicado em Abril 2, 2015

Cordeiro à Moda de Monção

Festas Anuais/ Norte/ Portugal [ Monção/ Páscoa ]

O Cordeiro à Moda de Monção é um prato tradicional da Páscoa. E também por tradição e lendas tem um nome mais ousado… pode ler aqui toda a história deste prato também conhecido por “Foda à Monção”.

A confeção do cordeiro, em alguidar e levada ao forno de lenha, vem de tempos ancestrais e já atravessou gerações de cozinheiras monçanenses, encontrando-se em fase de certificação, trabalho da responsabilidade da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

Em período de Páscoa, a população de Monção envolve-se nas diferentes iniciativas religiosas e festeja, no seio familiar ou com os amigos, a essência desta época dedicada à morte e ressurreição de Jesus Cristo. À mesa, como manda a tradição, não falta o Cordeiro à Moda de Monção, conhecido localmente como “Foda à Monção”.

Cordeiro à Moda de Monção

Cordeiro à Moda de Monção

O nome brejeiro ou artístico, digamos assim, como é conhecido o Cordeiro à Moda de Monção, reflete o caráter afável, folião e bem-disposto dos monçanenses. E porquê “Foda à Monção”? A história é tão antiga que nem consegue ser datada.

Assim, conta-se que:

“Os habitantes do burgo, que não possuíam rebanhos, dirigiam-se às feiras para comprar o animal. E, como em todas as feiras, havia de tudo, bons e maus. A verdade é que os produtores de gado, quando o levavam para a feira queriam vendê-lo pelo melhor preço e, para que parecessem gordos, punham-lhes sal na forragem, o que os obrigava a beber muita água.

Na feira, apareciam com uma barriga cheia de água e pesados, parecendo realmente gordos. Os incautos que não sabiam da manha compravam aqueles autênticos “sacos de água” e, quando se apercebiam do logro, exclamavam à boa maneira do Minho: que foda!

O termo tanto se popularizou que o prato passou a designar-se, por estas bandas, como foda. De tal modo que é frequente, pelas alturas festivas, como a Páscoa, ouvir dizer: Ó Maria, já metes-te a foda?”.

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo