Jervis Bay
Publicado em Setembro 4, 2013

Viver em Sydney, Austrália

A cidade vista por dentro/ Austrália/ Oceânia [ Sydney ]

A história de emigração de Belinda Félix, 24 anos, é diferente do habitual. Belinda nasceu na Austrália, viveu toda a vida em Lisboa, e desde fevereiro de 2014 que está a viver em… Sydney.  Trabalha na área de edição e pós-produção de vídeo para televisão e estuda, em part-time, na mesma área, e estas são as suas sugestões sobre a cidade onde está a viver.

Este texto faz parte da rubrica “A cidade vista por dentro” do site Viaje Comigo. Mais do que sugestões de viagens, estas dicas são especiais porque são dadas por quem vive ou já viveu nas referidas cidades.

Botanical Garden num sábado à tarde

Botanical Garden num sábado à tarde

Como é viver em Sydney?

Sydney é uma cidade altamente cosmopolita, mas cuja estrutura urbana está desenhada de forma a criar um equilíbrio entre os altos edifícios de Town Hall e os extensos quilómetros de parques/áreas verdes, assim como entre o “highly busy” Central Business District e as praias de água transparente e areia branca.

Este equilíbrio não está somente representado na estrutura da cidade, mas sobretudo na forma de estar das pessoas perante o espaço onde vivem, perante os outros e, sobretudo, perante a vida. Todas as ruas estão limpas, as pessoas são cívicas e respeitam as regras.

Restaurante Pad Thai

Restaurante Pad Thai

– Sugestão de restaurantes em Sydney

Uma das grandes vantagens de se viver nesta cidade é a grande influência asiática.  Eu aconselho qualquer restaurante de sushi na Chinatown. Não só oferecem o melhor sushi de toda a cidade, como também temos a completa experiência de almoçar numa atmosfera  diferente.

Também aconselho vivamente a cozinha Tailandesa, com especial ênfase no Pad Thai (noodles com um molho sweet-chilli especial, acompanhado de vegetais).

Para quem pretende ter a verdadeira experiência australiana de barbacue, aconselho o restaurante “Phillip’s Foote” na zona do “The Rocks”.

– Onde ficar alojado / hotéis em Sydney

Sydney é uma das cidades mais caras do mundo, portanto no que toca a alojamento, compensa sempre a opção de ficar num hostel.

Para quem pretende conhecer também outras zonas na periferia, existem imensos parques de campismo com excelentes condições e que oferecem uma experiência diferente e mais económica.

Não aconselho alugar uma casa na cidade: é extremamente caro e muito difícil de arranjar.

Pesquise hotéis e outro tipo de alojamentos turísticos em Sydney.

O verdadeiro Aussie Barbacue

O “verdadeiro” Aussie Barbacue

– Qual é a melhor zona para ficar. Existe alguma zona menos segura que devemos evitar?

Qualquer zona da cidade que seja perto da linha do comboio é o ideal para se ficar instalado.

A evitar: a zona de Kings Cross. De resto, Sydney é uma cidade bastante segura.

– Comida: o que comer que seja típico?

Definitivamente experimentar o verdadeiro “aussie barbacue”. Para o pequeno-almoço, umas torradas com Vegemite e abacate acompanhadas de um café “Latte.”

Parque

Parque

– Bares/discotecas ou cafés tradicionais

Visitem a excêntrica Oxford Street numa sexta-feira à noite. Esta rua tem os bares mais extravagantes da cidade, mas também tem muitos pubs com música ao vivo e animação.

– O que temos mesmo de visitar ou conhecer?

Recomendo um passeio no ferry desde a Sydney Opera House até Manly.  

– Qual é o melhor meio para andar na cidade?

Transportes públicos e bicicleta, sem dúvida. Não compensa alugar um carro para quem pretende ficar somente por Sydney. No entanto, é possível alugar carros com tarifa fixa por dia e por hora!

– Locais para visitar fora de Sydney, nas redondezas?

A não perder um passeio por Jervis Bay – uma reserva natural com praias paradisíacas, onde é possível acampar e ver cangurus ao entardecer.

Para quem tem a oportunidade de viajar até à Austrália, tem que conhecer a praia com a areia mais branca e fina do mundo: Hyams Beach.

Hyams Beach

Hyams Beach

Estes dois locais ficam a cerca de 3 horas de viagem de Sydney – o que é considerado bastante perto.

Quem tiver um pouco mais de tempo (e dinheiro!) deveria aproveitar e visitar a Grande Barreira de Coral – sobretudo por se tratar de um ecossistema único no mundo em vias de extinção devido às mudanças climáticas.

Jervis Bay

Jervis Bay

Comentários

Poderá também gostar de

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Regressar ao topo

Partilhe esta página